Dieta com sobremesa: açúcares saudáveis são opção pra quem não abre mão dos doces!

Confira abaixo quais são e quais as propriedades dos substitutos do açúcar refinado e se jogue nas guloseimas sem culpa:

acucar-abre

Atire a primeira pedra quem não se rende àquele docinho tão necessário após ao almoço ou em qualquer momento que julgue necessário – se for TPM, então, pode multiplicá-los! O problema é que essas ocasiões, na maioria das vezes autoindulgentes, nos colocam em contato com gramas e mais gramas de açúcar refinado, um dos maiores vilões da vida saudável!

 

Com o #projetoverão bombando durante o ano todo e as musas fitness compartilhando milhares de dicas pra uma vida com menos calorias todos os dias, isso já não é mais uma novidade, né? Mas, afinal, você sabe porque o açúcar compromete tanto nossa saúde? Segundo a Dra. Alice Amaral, especialista em Nutrologia e Medicina do Exercício e Esporte pela Associação Médica Brasileira, ele é um antinutriente!

 

“Além de um grande responsável pela cárie dental, ele pode causar resistência à insulina e diabetes tipo II. Também é considerado cancerígeno, causa obesidade e fermentação (gases), dificulta a digestão dos alimentos e aprendizado, provoca hiperatividade, diminui a produção do hormônio de crescimento em crianças e acelera o envelhecimento”, alerta Alice!

 

Já deu pra perceber que o assunto é sério, né, glamourosa? E a Dra. reforça que o ideal é tirar o açúcar refinado totalmente da dieta. “Do ponto de vista nutricional, ele não acrescenta em nada e causa problemas de saúde. Vive melhor e de forma mais saudável, quem nunca comeu açúcar na vida”, completa.

acucar

Antes que você comece a se desesperar, a gente adianta: existem várias opções de açúcar que são saudáveis e mais recomendados pra consumo! A Dra. Patricia Davidson, que cuida da alimentação de beldades como Grazi Massafera, Paola de Oliveira Anitta, indica quais são e suas propriedades. Confira abaixo:

 

Açúcar de coco: É muito nutritivo! Tem elevada quantidade de Potássio, Magnésio, Zinco e Ferro e é uma fonte natural de Vitaminas B1, B2, B3 e B6.
 Seu sabor é muito parecido com o sabor do açúcar mascavo. Não é processado, adulterado e filtrado, não contém conservantes. Conhecido por ser o adoçante mais sustentável do mundo.

 

Açúcar orgânico: Não passa por processos químicos. Apresenta característica mais escura e cristais são maiores. Mantém maior teor de nutrientes comparado ao açúcar refinado.

 

Açúcar Mascavo: O açúcar mascavo é um açúcar não refinado, portanto natural e livre de produtos químicos contém quantidades significativas de cálcio, ferro, potássio e magnésio.

 

Açúcar Demerara: Passa por um refinamento leve  e não tem adição de aditivos químicos.Mantém boa quantidade de nutrientes  e tem bom valor nutricional quando comparado ao açúcar refinado. Não altera sabor e nem cor das preparações.

 

Stévia: É um adoçante natural, feito à base de uma planta medicinal chamada Stévia que possui propriedades adoçantes. Ele é comercializado na forma líquida, em pó ou em comprimidos É totalmente natural e não contém calorias.

Fonte: Revista Glamour / Imagens: Thinkstock

Dicas práticas para o consumo do suco detox

Verduras podem ser batidas no liquidificador com água e congeladas em formas de gelo

 

Moda, entre famosos e aqueles que querem manter uma alimentação saudável, o Suco Detox é um dos principais itens da dieta de desintoxicação alimentar, que é uma das formas de perder peso rápido, já que faz uma limpeza no organismo e elimina impurezas.

 

Quem tem dificuldade em comer verduras, principalmente couve, o suco detox também é uma ótima opção para conseguir ingerir o alimento com mais facilidade.

 

A nutricionista do Plaza Itapema Resort & Spa, Lisiane Viazzer, explica que as verduras podem ser batidas no liquidificador com água e depois congeladas, para tornar o consumo mais prático.

 

“Bata as folhas de couve, espinafre, salsão ou outra folha verde que preferir com um pouco de água e despeje em forminhas de gelo, congele e você pode usar o gelo na hora do suco e assim não precisa ter sempre folhas frescas em casa. Deixará o suco geladinho e é bem mais prático para o dia a dia” explica a nutricionista do Plaza Itapema Resort & Spa.

 

Ingredientes:

01 fatia fina de abacaxi

01 pedaço pequeno de manga

02 folhas pequenas couve manteiga

05 a 06 folhas de hortelã

100 ml água gelada

03 a 04 gotas de stevia líquida (se preferir)

 

Modo de fazer: higienize as folhas de couve, separe os demais os ingredientes e bata bem no liquidificador.

dieta-detox-suco-verde

Este suco é rico em vitamina A que age na saúde dos ossos, músculos, pele, mucosa e visão, contém abacaxi que melhora a função intestinal e facilita a digestão, graças à ação da bromelina. A manga é fonte de vitamina C pectina e fibras e a couve uma poderosa fonte de clorofila antioxidante.

Fonte: Agencia A /  Imagem: Google

 

 

Está com TPM? Entenda mais e saiba como se livrar dela

Todo mês é a mesma coisa: vontade de chorar, muita irritação, dores, inchaço, cansaço. Não é difícil imaginar que estamos falando da tensão pré-menstrual, a famosa TPM, que muda o humor e o organismo de cerca de 85% das mulheres, sendo que 2 a 10% delas têm interferência no trabalho e nas suas relações sociais e amorosas. A TPM pode começar na segunda metade do ciclo e desaparece com ela. É justamente nesse período que a pessoa ovula e sua produção de estrógeno e progesterona começa a cair. Muitos sintomas da tensão estão ligados a essa flutuação no nível dos hormônios sexuais. É preciso saber lidar – e driblar – com os sintomas que incomodam não só as mulheres, mas também quem as cerca.

A TPM está associada aos hormônios sexuais femininos, cuja concentração varia no decorrer do ciclo menstrual. Quando termina a menstruação, acontece a produção de estrógeno, que atinge seu pico por volta do 14º dia do ciclo, quando começa a cair e aumentar a produção de progesterona. Esses dois hormônios chegam a praticamente zero durante a menstruação. “Como essa concentração varia a cada dia, provoca a famosa alteração de humor, que pode vir acompanhada de outros sintomas psíquicos, como depressão, irritabilidade e cansaço. Há ainda os sintomas físicos, como dor nas mamas, distensão abdominal, inchaço e dor de cabeça”, explica Dra. Ana Lúcia Beltrame, ginecologista, obstetra e especialista em Reprodução Humana.

O diagnóstico da TPM ainda é demorado, até porque faltam exames que a comprove. Como são sintomas variados, muitas mulheres passam por diversos especialistas para saberem o que têm realmente. Outras não procuram ajuda médica por acreditarem que são normais ou por acharem que o médico não dará importância à sua queixa. “O importante é saber que há um tratamento correto, que existem formas de amenizar os sintomas. Se é um sofrimento todo mês, procure um ginecologista de sua confiança para que esse incômodo diminua. Em casos mais críticos, indicamos antidepressivos, ansiolíticos e alguns anticoncepcionais”, alerta Dra. Ana Lúcia Beltrame.

Conheça cinco dicas para se livrar da TPM:
- Praticar atividade física;
- Controlar a dieta (evitar sal, cafeína e açúcar);
- Reorganizar a carga de trabalho e reduzir o stress;
- Regular o sono;
- Fazer uso de suplementos e vitaminas (cálcio, vitamina B6 e magnésio).
colica1_1
Fonte : Laís Sansoni, Roja Comunicação /  Imagens: Google

Pilates na Praia

Em parceria entre a Bem Estar e a Top Pilates, foi realizado na sexta feira dia 20/02 um encontro entre alunos e amigos com o objetivo de confraternização e exercício ao ar livre. Contando com o patrocínio da Caledônia Private Village, Clinn Negócios Imobiliários e Andy Ern Cirurgia Plástica e reconstrutiva  foi um sucesso.

Começou com uma caminhada da Top Pilates até a Praia da Atalaia, onde todos foram recepcionados com frutas, picolés e águas para repor a energia . A intenção era uma aula de Pilates na praia, como o tempo não colaborou, foi realizada uma aula especial em um ambiente fechado nas proximidades da Atalaia.

Confira algumas fotos:

 

Fonte: Katiana Deggau /  Imagens: Luciana Coutinho

 

Parece saudável…mas não é: os alimentos que só te enganam

Você resolveu mudar seu estilo de vida. E foi ao supermercado com uma lista de compras lotada de itens saudáveis. Mas olhe de novo. Eles são saudáveis MESMO? Aqui, os cinco produtos que parecem saudáveis mas… não são!

465490019

1. BARRA DE CEREAL
Muita gente acaba trocando o pão de queijo no meio da tarde por barrinhas de cereal, na certeza de estar fazendo uma boa escolha. Mas cuidado: muitas são cheias de xarope de milho – rico em frutose -, açúcar e gordura saturada. Antes de sair pegando (especialmente aquelas com chocolate…) vale olhar bem os ingredientes. Se não, é trocar gato por lebre!

2. BEBIDAS ESPORTIVAS
Você pratica mais de uma hora de atividade física intensa (não vale caminhada, aqui) por dia? Se a resposta for não, você não está fazendo isso certo. Como a quantidade de sódio e potássio é muito alta, funciona bem pra quem sua bicas se mexendo com alguma atividade. Se não é seu caso, você pode ter excesso de sódio no organismo.

3. CHOCOLATE DIET
É o seu “docinho do dia”? Pois repense. Ele é indicado para pessoas que têm diabetes. Então sim, ele tem menos açúcar. Mas pra garantir sabor e consistência semelhantes ao “de verdade” eles adicionam… gordura!

4. SUCO E CHÁ DE CAIXINHA
Pensou que era só falar não pro refri, né? Não é bem assim! Optar por sucos prontos (de caixinha ou de latinha) não te beneficia em quase nada. Há muito açúcar, conservantes e até sódio! Fora que quase todas as vitaminas das frutinhas são perdidas no processo de industrialização. Fuja!

5. GRANOLA
Sim, ela mesma! Mas calma, nem todas as granolas são “do mal”. O segredo é ler os ingredientes, pra evitar aquelas com muito açúcar, mel e muitas calorias. Não tá convencida? Quatro colheres de sopa equivalem a um… pão!

Fonte: Revista Glamour / Imagem:  Thinkstock

 

Ultrassonografia abdominal é indicada no diagnóstico precoce de gordura no fígado em crianças

Nos últimos anos, a obesidade tem preocupado médicos e governantes, tanto que passou a ser considerada uma epidemia global pela Organização Mundial da Saúde. No Brasil, estima-se que metade da população tenha diagnóstico de sobrepeso. Mas chama especial atenção o fato de que pelo menos 30% das crianças têm diagnóstico de obesidade. “Os determinantes do excesso de peso estão relacionados com um conjunto de fatores genéticos, biológicos, comportamentais e ambientais que se relacionam entre si. De todos os problemas resultantes dessa combinação de fatores, o acúmulo de gordura corporal em excesso é o que mais preocupa, já que está diretamente relacionado à redução da expectativa de vida”, diz Leonardo Piber, médico ultrassonografista do Centro de Diagnósticos Brasil (CDB), em São Paulo. O especialista defende a realização da avaliação do fígado na ultrassonografia abdominal de rotina, a fim de promover o diagnóstico precoce de doenças como o excesso de gordura nesse órgão.
“O excesso de peso em crianças está associado a um risco aumentado para a ‘doença hepática gordurosa não-alcoólica’ (DHGNA). Ou seja, o que encontrávamos mais em pacientes adultos com graves alterações no fígado provocadas pelo consumo excessivo de álcool (inflamação, fibrose e cirrose), temos encontrado em pessoas que sofrem de obesidade. Mais grave ainda, temos diagnosticado excesso de gordura no fígado de crianças, elevando os riscos desses pacientes adquirirem doenças do coração, hipertensão, diabetes e todas as condições relacionadas às taxas elevadas de colesterol e triglicérides”, diz Piber.
obesidade-crianca-balanca-20121012-size-598
Na opinião do médico, ao invés da biópsia hepática – que é considerada padrão-ouro no diagnóstico de gordura no fígado, mas submete o paciente a um procedimento invasivo –, o ultrassom deveria ser adotado definitivamente no diagnóstico precoce da doença, já que não é invasivo e ainda apresenta melhor sensibilidade (89%) e especificidade (93%). “Atualmente, a avaliação e quantificação da esteatose hepática (acúmulo de gordura no fígado) tem sido realizada por meio de diferentes exames de imagem, como o ultrassom, a tomografia computadorizada e a ressonância magnética. Todos têm o mesmo objetivo: medir a infiltração gordurosa do fígado a fim de que seus resultados sejam semelhantes ao método tradicional, que é a biópsia hepática. Mas o ultrassom leva vantagem por ser não-invasivo, de baixo custo quando comparado aos demais exames, isento de efeitos colaterais e podendo ser utilizado em larga escala”.
Para Leonardo Piber, o excesso de gordura no fígado de origem não-alcoólica está se tornando cada vez mais comum entre crianças obesas e merece atenção especial nas políticas de prevenção e tratamento de doenças causadas pelo excesso de peso, a fim de evitar que aumente muito a população de jovens adultos em risco de morbidade e morte prematura. “Existem variações no padrão de infiltração gordurosa do fígado, podendo ser classificado como difuso, focal, multifocal, perivascular e subcapsular. O padrão difuso é o mais encontrado na esteatose hepática, sendo caracterizado pelo envolvimento difuso e homogêneo do fígado – o que torna seu diagnóstico mais rápido e acurado. Mais importante, neste caso, é adotar um exame de fácil realização, disponível em praticamente todo o território nacional, e que não encontra resistência da população por não oferecer qualquer desconforto”.
Fonte: Dr. Leonardo Piber, médico ultrassonografista do Centro de Diagnósticos Brasil (CDB), em São Paulo. Imagens: Google.

Dicas e receita de como combater a ressaca após o carnaval

Durante o carnaval, o consumo de bebida alcoólica costuma ser maior do que o normal. Além da ressaca do dia seguinte, a rotina de má alimentação e o excesso de álcool podem causar indisposição, enjôo, dor de cabeça e outros sintomas. Segundo a nutricionista Greenday, Sonja Salles, o consumo elevado de álcool e de cigarro e o excesso de exposição à radiação solar podem colaborar para uma liberação ainda maior de radicais livres no organismo, deixando-o mais vulnerável.

Para acabar com o mal-estar e eliminar os exageros do carnaval, a especialista dá algumas dicas e uma receita de suco para fazer em casa.

frutas-y-frutos-secos1

 

1-    Consuma pelo menos 3 frutas durante o dia (uma antes de sair de casa, outra na sobremesa e outra antes de dormir) e pelo menos um tipo de vegetal no almoço e outro no jantar

2-    Dentre as frutas e vegetais consumidos no dia-a-dia escolha pelo menos um que tenha a cor roxa ou vermelha, pois eles têm mais substâncias antioxidantes que as outras

3-    Sucos 100% integral em caixinha podem ser considerados uma porção de fruta. E por serem produzidos através do processo de pasteurização (onde a fruta é aquecida) têm as substâncias antioxidantes ainda mais ativas

4-    Fuja de frituras, embutidos, refrigerantes e alimentos processados

5-    Dê preferência aos alimentos integrais e beba pela menos 30ml de água por kg de peso. Por exemplo, se você pesa 50kg (50×30) beba 1L5 de água por dia

Receita de suco caseiro:

Ingredientes:
300ml de suco 100% integral de maçã
80ml de clorofila
100 ml de chá verde com limão Namastea

Preparo:
Bata todos os ingredientes no liquidificador e sirva gelado

Benefícios:

A combinação de suco de maçã integral, com clorofila e chá verde, oferece, além de vitaminas e minerais, enzimas e aminoácidos, tornando o suco digestivo, funcional e protéico. A clorofila ajuda no fornecimento de energia para o dia-a-dia, pois possui a mesma estrutura molecular da hemoglobina, célula do sangue responsável pelo transporte de oxigênio no nosso corpo. Para ajudar no combate aos radicais livres, o chá verde dá o toque final com ação antioxidante no organismo. Esses radicais livres em excesso causam envelhecimento precoce, além de provocar problemas de saúde graves, como as doenças do coração e certos tipos de câncer.

Fonte: RPM Cominicação/ Raphaela Curty. / Imagem: Google.

Cuidados na produção do picolé de leite materno

Sociedade Brasileira de Medicina de Família e Comunidade afirma que o  leite congelado não é alternativa de alimentação

Utilizado como opção para introdução de sólidos na alimentação e alívio para as dores durante a erupção dos dentes, o picolé de leite materno não é uma alternativa para a alimentação do bebê e deve ser feito de forma cautelosa, segundo a Sociedade Brasileira de Medicina de Família e Comunidade (SBMFC).

O picolé pode ser usado quando os dentes do bebê começam a surgir, no entanto, a recomendação de oferecer o leite na temperatura do corpo (em torno de 37°C) permanece, sendo que o picolé deve ser apenas uma opção ocasional e ofertada em pequenas quantidades.

momsicles

Segundo o diretor da SBMFC Rodrigo Lima, “o congelamento do leite materno pode levar à perda de alguns nutrientes, mas ela costuma ser tão pequena que não diminui a qualidade nutricional”. Apesar de refrescante e nutritivo, o picolé pode ser perigoso para a saúde do bebê se não for preparado de forma correta, sendo necessários muitos cuidados em sua produção, tais como:

  • Higienização

Antes da ordenha, é recomendado passar uma gaze embebida em água morna ou fria nas mamas e lavar bem as mãos com água e sabão. Além disso, é necessário lavar bem as bombas de extração e o recipiente onde o leite será armazenado.

  • Armazenamento

Ao iniciar a ordenha, descarte os primeiros jatos. Assim que o leite da primeira mama esgotar, coloque-o no recipiente higienizado e o acomode no fundo do refrigerador, que deve ter a temperatura entre 0ºC e 4ºC. Após, faça o mesmo com a outra mama.

  • Consumo

É importante que um adulto ofereça o picolé, para evitar que a criança engasgue, e que ele seja feito do tamanho adequado, de modo que caiba na boca do bebê, mas não possa ser engolido inteiro.

Quem é o médico de família e comunidade (MFC)?

A medicina de família e comunidade é uma especialidade médica, assim como a cardiologia, neurologia e ginecologia. O MFC é o especialista em cuidar das pessoas, da família e da comunidade no contexto da atenção primária à saúde. Ele acompanha as pessoas ao longo da vida, independentemente do gênero, idade ou possível doença, integrando ações de promoção, prevenção e recuperação da saúde. Esse profissional atua próximo aos pacientes antes mesmo do surgimento de uma doença, realizando diagnósticos precoces e poupando-os de intervenções excessivas ou desnecessárias.

É um clínico e comunicador habilidoso, pois utiliza abordagem centrada na pessoa e é capaz de resolver pelo menos 90% dos problemas de saúde, manejar sintomas inespecíficos e realizar ações preventivas. É um coordenador do cuidado, trabalha em equipe e em rede, advoga em prol da saúde dos seus pacientes e da comunidade. Atualmente há no Brasil mais de 3.200 médicos com título de especialista em medicina de família e comunidade.

Fonte: Gabriela Oliveira, Gabriela Martins /  Imagens Google

 

Exposição solar excessiva pode causar queimaduras graves. Saiba quais os sintomas e como tratá-los

Prevenção é a principal medida para esse tipo de problema; caso aconteça, é preciso iniciar os processos de cura e cicatrização da pele

O verão chegou com tudo e é durante essa época que muitas famílias ou grupos de amigos decidem pegar a estrada e curtirem bons momentos na praia ou no campo. Porém, o cuidado com o sol é muito importante para que a viagem não acabe antes do tempo ou de forma indesejada.

Segundo a dermatologista Dra. Anelisa Lamberti*, a queimadura de sol é uma inflamação causada, principalmente, por três fatores. “A exposição inadequada, longos períodos no sol ou falta de proteção pode levar desde queimaduras leves com vermelhidão e inchaço até mais sérias com bolhas, dor e ardência”, explica.

616648-A-queimadura-de-sol-é-provocada-pela-exposição-solar-excessiva.-Foto-divulgação

“A queimadura é uma agressão à pele e gera um processo inflamatório que, em alguns casos, pode até causar febre e sintomas gerais como dor de cabeça, calafrios e tontura. Para que isso não aconteça, é imprescindível o uso de protetores solares adequados à sua pele e acessórios como chapéus, óculos escuros, e roupas com proteção UV. Vale reforçar que a pele não deve ser exposta em horários não recomendados, por exemplo, entre 10h e 14h”, afirma a dermatologista.

Em muitos casos, a pessoa só vai perceber que sofreu uma queimadura após algumas horas. Isso acontece porque o corpo demora a apresentar os sintomas inflamatórios. Porém, de acordo com a Dra. Anelisa, esse processo pode ter efeitos imediatos ou acumulativos. “Entre os imediatos, destaque para o calor local, vermelhidão, ardência e, na sequência, a pele ressecada e descamativa. Os acumulativos são manchas, sardas, melasmas, envelhecimento, espessamento e lesões que podem até evoluir para o câncer de pele. Daí a importância do uso de protetores solares”.

Caso o indivíduo perceba a queimadura causada pelo sol, a dermatologista destaca que os primeiros socorros são hidratação por meio de líquidos, repouso, uso de hidratantes leves e pomadas antibióticas para os casos de feridas, como Nebacetin®. “Também é importante tomar banho morno com o uso de pouco sabonete. Após o banho, hidratar a pele com cremes ou loções. Havendo febre, calafrios ou outros sintomas, é recomendado que procure o médico imediatamente”, finaliza a dermatologista.

*CRM 53414

Sobre Nebacetin® e Neba-Sept®

Nebacetin® e Neba-Sept®, do laboratório farmacêutico Takeda, oferecem opções seguras e eficazes para tratamento de ferimentos na pele. Neba-Sept®, composto pela substância digliconato de clorexidina 1%, é um antisséptico tópico que combate rapidamente as bactérias, ajudando a desinfetar e tratar feridas superficiais na pele. A pomada Nebacetin®, composta pelas substâncias bacitracina zíncica e sulfato de neomicina, que possuem ação antibiótica, é indicada para o tratamento de infecções da pele e/ou de mucosas, causadas por diferentes bactérias após ferimentos, cortes (inclusive de cirurgias) e queimaduras pequenas. Mais informações sobre a marca e a bula dos produtos estão disponíveis no sitewww.takedabrasil.com/br/

NEBACETIN® E NEBA-SEPT® SÃO MEDICAMENTOS. SEU USO PODE TRAZER RISCOS. PROCURE O MÉDICO E O FARMACÊUTICO. LEIA A BULA. NEBACETIN®

Registro MS – 1.0639.0252. NEBA-SEPT® MEDICAMENTO DE NOTIFICAÇÃO SIMPLIFICADA, RDC Nº199/2006. AFE Nº 1.00639.8. SE PERSISTIREM OS SINTOMAS, O MÉDICO DEVERÁ SER CONSULTADO. Fevereiro/2015

Informações sobre a Takeda

Sediada em Osaka, Japão, a Takeda é uma companhia farmacêutica global que investe em pesquisa e inovação para comercializar mais de 700 produtos em 70 países, sendo especialmente forte na  Ásia, América do Norte, Europa e Mercados Emergentes,  incluindo América Latina, Russia-CIS e China. Fundada há 233 anos, hoje é uma das 15 maiores farmacêuticas do mundo e a número 1 no Japão, graças ao esforço continuo de seus 31.000 colaboradores em lutar pela melhoria da saúde e um futuro mais brilhante das pessoas em todo o mundo por meio da liderança na inovação de medicamentos.

As áreas terapêuticas em que a Takeda atua incluem cardiovascular e metabólica, oncologia, respiratória e imunologia, endocrinologia, gastroenterologia, otorrinolaringologia, pneumologia, neuropsiquiatria, sistema nervoso central, medicina geral e vacinas. Com a integração da Millennium Pharmaceuticals e da Nycomed, a Takeda vem se transformando, aumentando sua expertise terapêutica e alcance geográfico.

A Takeda está entre as 10 principais farmacêuticas do Brasil, tem duas fábricas instaladas no território nacional – Jaguariúna (SP) e São Jerônimo (RS) – e conta com quase 2.000 colaboradores. A área de OTC (medicamentos isentos de prescrição) representa mais de 40% do faturamento da companhia e tem no portfólio produtos conhecidos como Neosaldina® (analgésico), Eparema® (digestivo) e Nebacetin® (antibactericida). Em sua área Rx (medicamentos de prescrição médica), as principais especialidades atendidas pela Takeda são: gastroenterologia, otorrinolaringologia, pneumologia, imunologia e respiratória. A empresa prepara-se para lançar nos próximos anos medicamentos para novas áreas terapêuticas como oncologia e cardiometabólica.

A afiliada no Brasil adquiriu em julho de 2012 o laboratório nacional Multilab – com portfólio focado em medicamentos OTC, genéricos e genéricos de marca – com o objetivo de diversificar a carteira de produtos da companhia e aproximar-se ainda mais da nova classe média.

Há informações adicionais sobre a Takeda no site corporativo da empresa: http://www.takedabrasil.com

Fonte :  Paula Patari. Imagens: Google.

 

Excesso de energéticos e refrigerantes compromete fertilidade do casal

O excesso de energéticos e refrigerantes à base de ‘cola’ pode reduzir as chances de gravidez em 27%. Estudo desenvolvido na Faculdade de Medicina da Universidade de Nevada (Estados Unidos) comprova que a cafeína presente nessas bebidas interfere tanto na fertilidade masculina quanto na feminina. Apesar de não ser considerado conclusivo, já que há muitas pesquisas nesse campo sendo realizadas, os pesquisadores recomendam suspender o consumo de bebidas à base de cafeína – ainda mais quando ela é combinada com outras substâncias também nocivas à saúde – quando se está enfrentando dificuldade para ter um bebê.

gravida_tomando_cafe

 

De acordo com Edson Borges, sócio-fundador e diretor científico do Fertility Medical Group, há trabalhos científicos muito sérios comprovando que a contagem de espermatozoides é mais baixa quando o paciente ingere quatro copos ou mais (acima de um litro) de refrigerantes tipo cola por dia e/ou energéticos. “No caso das bebidas à base de cola, tão populares desde a infância até a idade adulta, não se trata apenas da quantidade de cafeína presente em sua composição, mas da combinação com outros componentes, como açúcar (ou adoçantes artificiais), sódio, corantes, acidulantes e conservantes, entre outros. Além de uma contagem menor de espermatozoides, eles terão sua qualidade comprometida”.

 

Borges também chama atenção para um fator comportamental bastante relevante. “Normalmente, quem é ‘viciado’ em refrigerantes à base de cola não se preocupa muito em adotar uma alimentação balanceada, ingerindo grandes porções de frutas e legumes diariamente. Ao contrário, sabemos que ao lado do refrigerante quase sempre tem uma refeição altamente calórica, rica em carne vermelha, carboidratos e gordura saturada. Esse conjunto é um ‘cartão vermelho’ para quem quer ter uma gravidez saudável – não só para quem está em tratamento de fertilização assistida, como para casais de todas as idades”.

 

O médico chama atenção que as bebidas à base de cola têm também grandes quantidades de glucose e frutose – que pode causar danos ao metabolismo. Adoçados com esses xaropes, os refrigerantes são realmente baratos em sua produção. Ao prover pouca saciedade, o consumo dessas bebidas é um risco para os índices glicêmicos, já que a pessoa não sente que deve parar. Quanto ao fósforo presente na formulação, ele é responsável por intervenções psicológicas bem significativas. Já com relação à cafeína – presente de forma ainda mais nociva nas bebidas energéticas ingeridas nas academias, depois da prática de esportes, e também nas baladas noturnas – ela pode resultar em problemas relacionados à menstruação e à ovulação feminina.

 

“Como vasoconstritor, a cafeína está relacionada a fluxos menstruais mais curtos, podendo de fato interferir no bom funcionamento do útero e nos hormônios sexuais. Sendo assim, a ingestão de bebidas cafeinadas costuma ser associada a riscos elevados de desordem ovulatória e infertilidade. Não bastasse essa contraindicação, pacientes em tratamento de fertilização assistida estão mais sujeitas ao abortamento quando ingerem altas concentrações de cafeína durante a gravidez, seja ingerindo refrigerantes, energéticos ou até mesmo determinados tipos de chá e café. Sendo assim, a paciente deve receber orientação e acompanhamento nutricional adequado para que sua alimentação seja mais um fator a contribuir positivamente com a tão desejada concepção, não o contrário”, afirma Borges.

 

Fonte: Dr. Edson Borges Junior, sócio-fundador e diretor científico do Fertility Medical Group (www.fertility.com.br), presidente do Instituto Sapientiae(www.sapientiae.org.br). Imagem: Google