Atitude

Atitudes são a vertente psicológica de um Comportamento. São as nossas percepções, expectativas e conhecimentos, que juntos influenciam a nossa avaliação de algo ou alguém. Esta avaliação conduz a um comportamento ou a pensamentos e sentimentos. Pelos pensamentos e sentimentos, podemos concretizar comportamentos, e pelos comportamentos podemos deduzir atitudes.

Formalmente, “atitude é uma tendência psicológica que é expressa pela avaliação de uma entidade em particular com algum grau de favor ou desfavor” (CHAIKEN, WOOD e EAGLY, 1996, p. 269). Informalmente, “é a posição que você assume frente ao mundo que o cerca” (NEIVA e MAURO, 2011, p. 171).

As atitudes podem ser modificadas a partir de novas informações, de novos afetos ou de novos comportamentos ou situações. Assim, pode-se mudar a atitude em relação a um determinado objeto porque ele faz bem à saúde ou nos ajuda de alguma forma.

Para que uma atitude seja tomada é necessário que o indivíduo entre em contato com um objeto em particular e emita uma resposta avaliativa. “Uma atitude não pode ser formada sem que o indivíduo tenha o mínimo de informação sobre o objeto.

Em geral, a psicologia usa três formas de medir as atitudes: medidas autodescritivas (baseadas principalmente em escalas, como concordo, concordo fortemente, não concordo); medidas fisiológicas (baseiam-se em reações corporais, como pupilas dilatadas); e técnicas observacionais (observador in loco).

As atitudes são integradas por três componentes: cognitivo (composta por pensamentos, crenças, percepções e conceitos acerca do objeto da atitude); afetivo (traz sentimentos e emoções associadas ao objeto da atitude); e comportamental (engloba ações ou intenções para agir).

A atitude e adquirida ou formada através da educação ou da estruturação da personalidade ao longo dos anos e em constante confronto com a cultura e o meio ambiente, e é esse meio ambiente que a pode ir modificando ao longo dos anos.

Por

Sara Cruz Frota

Psicóloga CRP 12/16061

Psicóloga Clínica | Psicologia Organizacional

47 98410.1800 | frotasara@gmail.com

Receitinhas para o verão Finestética

Suco Verde Diurético

200ml de água de coco ou cha verde
1 fatia de melão
1 folha de couve manteiga
10 folhas Hortela
1 colher sopa de salsinha
1/2 limão espremido
2 cubos de gelo

Modo Preparo
Higienizar os ingredientes e bater no liquidificador

Suco antioxidante

1/2 cenoura
1 kiwi médio ou 4 morangos
200ml de água de coco ou cha de hibisco
10g de colágeno hidrolisado em pó sem sabor

Modo preparo
Bater os ingredientes no liquidificador e consumir logo após o preparo

Receita para as crianças

Picolé de frutas
Morangos picados
Manga
Kiwi
500 ml de água de coco
1 suco de laranja

Modo de preparo
Preencha forminhas de picolé com os pedaços de frutas e complete com a mistura da água de coco e suco de
laranja!
Leve ao congelador!

Por

Carol nutrindo Famílias
Carolina Theilacker Sommerfeld
Nutricionista Funcional e Materno Infantil – CRN 10 4033
@carolnutrindofamilias

Ton Antony festeja aniversário nesta sexta durante o Clubinho 40 Graus no Selenza

O jornalista e DJ Ton Antony, um dos idealizadores da festa Clubinho 40 Graus, festeja idade nova nesta sexta-feira em Balneário Camboriú. A comemoração será durante mais uma edição do Clubinho, selo itinerante de festas, que aterrissa novamente no Selenza 47. Nas picapes estarão os DJs Marchetti e Sara Stenzel. O aniversariante promete fazer também uma participação especial. Além de DJ, Ton é jornalista, colunista social e diretor da agência Connect 47. O evento começa às 19 horas com jantar e menu especial. Na sequência, à meia noite inicia a festa. As reservas podem ser feitas pelo fone (47) 99217-0137.

Aniversariante Ton Antony foto Andrea Schaefer

Foto Andrea Schaefer

Flyer Clubinho Aniversario.jpeg

Serviço:

O quê? Clubinho 40 Graus no Selenza 

Onde? Av. Atlântica, 5020 – Barra Sul, Baln. Camboriú

Quando? Sexta-feira, 14 de dezembro, a partir das 19 horas

Reservas & Listas: (47) 99217-0137 / (47) 99995-7151 

FatJack Bar & Bistrô é destaque gastronômico na Praia Brava

Uma paixão de infância motivou o publicitário Adalberto Schlumberger Vitchmichen a trocar a propaganda pela gastronomia. Incentivado pela esposa Carla e os filhos Joaquim, de um ano e meio e Luiz Gabriel, de 9 anos, o agora Chef de Cozinha apostou na culinária como profissão, simplesmente pelo prazer de criar pratos e servir aos amigos e clientes.

Assim nasceu o FatJack Bar e Bistrô, localizado na Praia Brava, em Itajaí. A ideia surgiu em 2011, quando Adalberto transformou seu amor pela cozinha em atendimento para pequenos eventos e jantares. O desejo cresceu, o publicitário virou Chef, marido e pai, e o que era projeto virou sonho e meta: abrir um restaurante que fosse a extensão da sua casa e onde seus clientes fossem os melhores convidados. A ideia era mais do que servir comida e bebida, mas criar um espaço para contar e ouvir histórias e fazer bons amigos. Assim é FatJack, uma casa de família, inaugurado em novembro deste ano.

Para Adalberto, o objetivo do FatJack Bar & Bistrô é trazer à Praia Brava e região uma nova proposta de experiência gastronômica, com um cardápio totalmente autoral e uma carta de Drinks e Vinhos diversificada e moderna, buscando sempre surpreender seus clientes.

Nascido no Paraná, o Chef está há quase dois anos em Santa Catarina e escolheu a Praia Brava por concentrar um público com conhecimento maior do tipo de trabalho que ele oferece, com pegada autoral, uma região multicultural e um bom local para se investir, além de ser praia. “Quer local melhor para se inspirar do que praia?”, diz o Chef.

Sobre o Chef

Adalberto Schlumberger Vitchmichen é natural de Ponta Grossa, Paraná e traz em sua gastronomia uma mistura de criatividade e inovação, aliada a sua história de vida. Vindo de uma família de produtores rurais, o Chef cresceu desfrutando de insumos vindos diretamente da natureza para a mesa, conhecendo desde cedo a cozinha campeira, as raízes das antigas receitas dos colonos alemães e ucranianos da região. Dos assados dos peões aos finais de ano, às bocas de fogão à lenha das marmiteiras, aprendeu que cozinhar é uma das formas mais básicas de amor, amor entre amigos, família ou até mesmo entre pessoas que a pouco se conhecem. Aliando essa bagagem com uma preocupação estética, desenvolvida desde cedo no convívio com as talentosas artesãs de sua família, e até por fim as duras regras de design aprendidas na sua formação como publicitário, Adalberto sem perceber havia criado a base do estilo que viria a desenvolver em sua cozinha, a mistura de sensações e sabores aconchegantes, com uma apresentação provocativa, para assim propiciar aos clientes e amigos uma verdadeira experiência gastronômica.

Sobre o FatJack Bar & Bistrô

O espaço atende de quarta a sexta-feira, em horário noturno e aos finais de semana durante o dia todo. O cardápio é todo elaborado pelo Chef Adalberto, que procura sempre manter e aperfeiçoar o carro-chefe do restaurante, sem deixar de mudar e trazer novidades para surpreender os clientes sempre fiéis. Além do cardápio fixo, o FatJack trabalha com menu de degustação às cegas, o queridinho do Chef, onde ele procura surpreender os clientes com 5 pratos, propiciando uma viagem pela história e repertório do restaurante.

O FatJack Bar & Bistrô também é preparado e pensado para receber diversos tipos de eventos, cada um sendo discutido diretamente com o cliente para oferecer a forma mais personalizada de produto e atendimento, tornando esses momentos únicos e inesquecíveis.

Reservas: (47) 9 8907-9900

Endereço: Rua Renato Melin Cunha, 390, Praia Brava, Itajaí

Fotos Felipe Steurer

Por Agência A

As maiores dúvidas sobre o casamento em Punta Cana

Temos ouvido falar muito sobre o destination wedding. Que é quando o casal decide realizar o
casamento em outra cidade ou país onde mora.

Você que nos acompanha nas redes sociais, viu o casamento que fizemos recentemente em
Punta Cana. (Em outra matéria falamos sobre o casamento que realizamos no México –
Cancún).

Irei falar sobre as principais dúvidas que escuto das clientes quando o assunto é casar fora.

Casar em Punta Cana ou em algum outro destino escolhido, é simplesmente incrível. E não só
para o casal, mas para todos os envolvidos que passam por essa experiência.

1) Qual o custo para realizar um casamento fora?

Essa é uma pergunta que muitos acham que está fora de cogitação realizar uma cerimônia em
outro país. Mas aí que você se engana. Casar fora tem sido tão frequente justamente pelo
baixo custo. Tem muitos hotéis que oferecem a cerimônia sem custo nenhum. Claro que para
os brasileiros que estão acostumados com muita decoração, flores e toda a estrutura… o que é
oferecido sem custo talvez não agrade a todos. Mas com certeza quem pensa em casar com o
pé na areia irá se encantar pelo simples. Afinal, o cenário já é maravilhoso.

2) O que o casal terá de custos?

Então, depende muito do que irão querer. Como falei na pergunta anterior, alguns hotéis
oferecem todo o casamento sem cobrança. O casal paga o valor do hotel (o quarto). A
decoração da cerimônia está inclusa, o celebrante que fale português, um som ambiente
durante toda a cerimônia, e o jantar que pode ser realizado em algum dos restaurantes do
hotel ou em algum outro local que desejar.
Como os hotéis são all inclusive, você não se preocupa com comida e bebida. Por isso eles
oferecem essa cerimônia sem custo.

3) Os noivos pagam os custos dos convidados?

Não! A não ser que vocês queiram. Mas a maioria não paga. Cada convidado paga o seu. Para
os convidados é uma oportunidade de ficar em um hotel de luxo pagando muito menos,
porque para casamento são pacotes especiais. Além de vivenciar essa experiência incrível ao
lado de amigos e familiares.

4) Devo levar fornecedores do Brasil para o casamento ou tem tudo no hotel?

Essa é a pergunta mais difícil. Já que eu sou do Brasil kkkkk
Mas quem já casou fora e levou alguém daqui, não se arrepende!
O hotel oferece tudo! Mas a cultura é TOTALMENTE diferente. Nos casamentos que fiz fora do
Brasil, tive o auxílio de cerimonialista do próprio hotel. Que já está incluso no pacote uma
pessoa do hotel que apenas está lá para coordenar a montagem e os horários(o evento é
fechado por hora lá). A concepção de cerimonial é muito diferente da nossa. Tanto em Cancun
como em Punta Cana, eram duas meninas que não tinham muita noção dos nossos protocolos.
Elas ficam à disposição para ajudar, mas sem saber ao certo o que e como fazer. Então prefiro
não envolver muito para não prejudicar a qualidade do meu serviço. Sugiro então, ter uma ou
duas cerimonialistas do Brasil para que vocês se sintam mais seguros e tranquilos em relação a
tudo. Afinal realizar um casamento desse porte e ficar tudo uma bagunça não da!!! Sem contar
que o evento não é apenas no dia do casamento. Já que estarão lá por tanto tempo irão
querer fazer outros encontros com seus convidados.
O fotógrafo também acho fundamental que seja da sua confiança. Já que é a única coisa que
fica. Os fotógrafos de fora não possuem a mesma qualidade que nós brasileiros. Além disso,
eles trabalham por hora. Todos os demais dias não terá foto.
Você quer festa? Então precisa de um dj. No hotel eles também fornecem, mas claro que
tocando as musicas locais. Até possuem algumas brasileiras mas nada que estamos
acostumados a ouvir. No casamento que fizemos em Cancun levamos um dj daqui e fizemos a
festa!!!!
Acredito que esses seriam os fornecedores fundamentais. Querem acrescentar luxo? Músicos
ao vivo o que acha? Também é uma ótima ideia. Mas lembre-se que tudo agrega valor, e o
custo para levar os fornecedores além do valor do serviço, teria que ser pago os custos de
viagem também. Esse é o valor que o casal acaba gastando com o casamento fora. Além de
itens adicionais que queiram incluir na decoração e pacote escolhido pelo hotel. Mas garanto
que sai mais barato casar fora do que no Brasil.

Você tem mais dúvidas? Estamos à disposição.

Por

A Fada Madrinha

 

Felicidade

Viver é buscar a felicidade. Parece que a tínhamos sem esforço no paraíso, de onde fomos expulsos por alguma transgressão. De lá para cá, é ela que perseguimos todos os dias. Estudamos, trabalhamos, progredimos, viajamos, festejamos, tudo pela felicidade.

Para fugir da infelicidade muitos caem na droga, bebida, violência, marginalidade. São mecanismos de fuga, visando sensações de felicidade, sem importar as consequências: perda de neurônios, da saúde, da família, do futuro. Ninguém quer depressão, desânimo e tristeza. Remédios podem ser eficazes na superação, mas convém descobrir as causas, na maioria das vezes emocionais, traumáticas, para eliminá-las, e não só combater os efeitos. Neste caso as
psicoterapias podem ser eficazes, sobretudo quando utilizam métodos avançados como a neurociência e a neurolinguística, regressões de memória, reprogramação mental.

Estudando em Londres, Gandhi era humilhado por alguns docentes. Numa pegadinha, um professor perguntou: entre o dinheiro e a sabedoria o que você escolhe? Gandhi falou: o dinheiro. E o professor: mas como, você não é o grande idealista? Cada um pede o que lhe falta, disse Gandhi. Está aí um segredo da felicidade: o equilíbrio entre a riqueza e a sabedoria. Negar a importância dos bens materiais não parece sincero. Como diz a frase do para-choque
de caminhão: “Dinheiro não traz felicidade. Então me dê o seu e seja feliz”.

Felicidade é ter a consciência tranquila, é ter amigos, curtir a vida em família, ter o necessário para uma vida digna, é dormir bem, é ter saúde, é viajar, é trabalhar com vontade, é aprender sempre, manter pensamentos agradáveis, não fazer o mal a ninguém, fazer o bem a todos, inclusive a nós mesmos, é ter uma cama para dormir, um teto para morar, é ter autoestima, é viver sem dependências, é perdoar, compreender, é confiar no processo da vida.

Por

Ivo Fachini

Psicoterapeuta

http://www.ivofachini.com.br

Desfralde: será que chegou a hora?

Com a aproximação das férias de período escolar, e o calor cada vez mais intenso, sabemos que muitos pais aproveitam o momento para desfraldar os filhos. E aliás, não podemos negar que algumas crianças têm mais facilidade que outras para passar pelo desfralde. Mas qual será que chegou a hora mesmo?

O que tenho observado é que muitas vezes, o desfralde é feito precocemente, o que ao invés de facilitar, dificulta e causa um transtorno para toda a família! Seja por pressão social, ou mesmo por achar que a criança já é muito grande para continuar usando fralda, ou ainda, porque alguém decidiu que é o momento, mas nem se quer parou para avaliar se a criança está mesmo preparada para esta nova etapa. Por isso, trago algumas dicas aqui para vocês.

Como cada criança é diferente, não existe uma idade exata que seja a ideal, porém, ao tomar a decisão de desfraldar seu filho, algumas questões devem ser consideradas. O que se sabe, é que antes dos 3 anos de idade, pode ser considerado precoce o desfralde, especialmente devido a imaturidade biológica da criança, pois o organismo ainda não está 100% preparado.

Tudo bem, nós sabemos que há sim crianças que desfraldam (muitas de forma bem rápida, inclusive) antes mesmo de completar seus três anos, no entanto, não há necessidade de apressar este processo, e muito menos de forçar.

Seu filho já sabe identificar que faz xixi ou cocô? Ele anuncia que está fazendo? Se sim, pode ser um bom momento para iniciar. Se não, talvez seja melhor segurar um pouco a ansiedade, e deixar um pouco mais pra frente.

Vai iniciar o desfralde? Ok, então deixe a criança com roupas confortáveis e que sejam fáceis de ser retiradas, assim caso ela vá sozinha ao banheiro, conseguirá se virar. Porém, é importante você saber que sim, pode haver vários escapes de xixi e cocô especialmente no início, e mesmo depois de algum tempo já totalmente desfraldada, a criança pode passar por isso. Então não crie expectativas de forma a transformar o processo de desfralde num martírio pra
criança.

Leve-a ao banheiro de tempos em tempos, mas lembre-se: você não deve perguntar se ela quer ir, apenas leve-a, coloque-a no pinico ou vaso sanitário, e espere uns minutinhos. Caso ela não queira se sentar, vale os pais demonstrarem como querem que ela faça, assim ela vai observando e se sentindo mais confiante.

Fique atento à ingestão de líquidos. Geralmente o organismo da criança leva cerca de 20 minutos para eliminar o que foi ingerido. Então essa pode ser uma dica de tempo aproximado para tentar levar ela ao banheiro. E não esqueça, antes de dormir, diminua drasticamente o consumo de líquidos.

A criança fez suas necessidades no vaso ou penico? Faça festa e comemore muito toda tentativa que finalizar em sucesso. E tenha muito cuidado! Não brigue se a criança deixar escapar. Ela está aprendendo, e como todo aprendizado, pode levar um certo tempo até ela se sentir mais segura e tomar consciência do seu corpo.

E por fim, lembre-se cada criança, ao seu tempo! Sem pressão, sem grandes cobranças, e se por acaso está demorando muito tempo para a criança aprender, pode ser que ainda não é o momento ideal, nada te impede de voltar atrás e recomeçar o desfralde mais pra frente, depois de um certo tempo.

Por

Ana Paula Petry

Psicóloga

Av. Cel. Marcos Konder, 1313  | Centro, Itajaí – SC, 88301-300

47 99172.5620 WhatsApp

Inspirações para saborear a vida

Nesta edição vou falar da minha do tema da minha última palestra “Inspirações para saborear a vida”. Por que é tão importante para todos nós saborear a vida?

A realidade se faz onde depositamos a nossa atenção. E aí é que está o segredo: para experienciar algo é preciso antes de tudo dar atenção ao que pretendemos apreciar. Foi então que entendi que precisamos ter inspirações para saborear a vida.

Mas, sendo assim, o que nós podemos cultivar para nos inspirar a saborear a vida? Cultivar a nossa coragem, curiosidade, o cuidado, a gentileza consigo e com todos ao nosso redor. Nós, coaches, entendemos que, na vida, precisamos passar por vários processos de reflexão. Por isso, nós trabalhamos muito com perguntas, porque através delas conseguimos olhar para nosso interior, nos percebermos e também percebermos o que está acontecendo ao nosso redor.

E por que é tão importante termos o controle sobre a forma que enxergamos o mundo e a vida ao nosso redor? Porque a nossa felicidade tem total relação com isso. Ao sabotar a vida de forma atenta aos pequenos detalhes, podemos sair de uma felicidade condicionada, que é condicionada em algum momento mais especial em nossas vidas, para uma felicidade incondicional, que é uma felicidade mais livre, que não depende de algo, mas que é um
estado criado nosso hábito de saborear a vida.

A felicidade condicionada é aquela que precisa que algo a anteceda, por exemplo, “quando eu terminar esse processo, eu vou ser mais feliz”, “quando eu ganhar aquele carro, eu vou ser feliz”. Porém, na maioria das vezes, quando chegamos a esse ponto, não queremos mais aquilo, porque o que queríamos mesmo era a conquista.

Já a felicidade incondicional pode estar na simplicidade do olhar de uma criança, em uma alguma comida gostosa que a gente se delicia, em alguma experiência do passado, no cheiro do pãozinho da avó, em aprender algo novo, em ajudar alguém. O grande Tony Robbins diz em seu livro “Poder sem Limites” que o modo como você vê e interpreta as situações do seu dia a dia criam um estado que influenciam nosso comportamento e nossa felicidade. Por isso, é tão importante não focar somente em um problema ou uma solução. Às vezes, olhando ao nosso redor conseguimos encontrar a solução que tanto procuramos e ainda temos o bônus de termos aproveitado o momento. Por isso, saboreie a vida!

Por

Thalyta Ern

Diretora da Clínica Andy Ern

Life coach e mentora humanizada ISOR

http://www.andyern.com.br

(47)3349-1814

Castração: Um bem necessário!

Prevenção de doenças e controle de natalidade fazem do procedimento um dos mais procurados pelos tutores

É cada vez mais comum encontramos animais, principalmente cães e gatos castrados. As campanhas de incentivo à castração e o apelo das ONGs tornou o procedimento comum entre os animais e contribuiu para evitar o abandono, resultado da procriação desenfreada.

Embora casos de animais abandonados, principalmente de ninhadas, ainda sejam comuns, a veterinária Cintia Paravisi Pagliari, responsável pela Clínica La Pet, em Balneário Camboriú afirma que a procura pelo procedimento é cada vez maior e não se restringe apenas a evitar o cruzamento dos animais. “A castração só tem vantagens, pois além de evitar a procriação reduz muito os casos de tumores em machos e fêmeas”.

Cintia é responsável por todos os procedimentos de castração na clínica. Especialista em ortopedia e cirurgias de tecidos moles realiza uma média de 15 cirurgias por dia, seis dias por semana. A prática fez com que o tempo para a realização das cirurgias caísse muito de acordo com a média do procedimento, que é de 20 a 30 minutos. Em média, para gatas o tempo de Cintia é entre cinco a seis minutos e em cadelas, de sete a oito. Em machos chega a três minutos.

A veterinária indica a castração a partir do quinto mês para gatas (ciclo do cio) e para cães a partir do sexto mês. Fêmeas de raças grandes podem demorar um pouco mais, pois o primeiro cio acontece entre sete e oito meses. O ideal, segundo Cintia é castrar antes do primeiro cio as fêmeas, pois o risco de desenvolver tumor de mamas cai para 0,05%. Após o primeiro cio sobe para 8% e no terceiro para 26%. “Ou seja, quanto antes castrar menor a chance de termos cadelas idosas com tumor de mama”, explica. A cirurgia também é indicada para que não sejam aplicadas injeções em cadelas, evitando o cio, pois elas também podem causar doenças.

A castração não previne apenas os tumores de mama, mas também os de ovário e de útero. Alguns cães com problemas dermatológicos, onde a imunidade baixa com o cio, por exemplo, também é indicada a castração. O procedimento também previne infecções uterinas como a piometra, que pode levar o cão a óbito. “A castração é sempre positiva na minha opinião, a única ressalva que faço é quanto à alimentação, principalmente nos machos, que tendem a ficar mais sedentários e neste caso, sugiro um controle maior na alimentação para evitar o ganho de peso”, pontua a veterinária.

O tempo de recuperação recomendado é de 10 dias. “Opero de manhã e libero após o almoço, ou se vem mais tarde, libero final do dia. Dificilmente interno, a não ser em casos inesperados de hemorragia ou outra intercorrência, mas é raro”. Quanto ao pós operatório Cintia recomenda o uso do colar para machos e roupa cirúrgica para fêmeas, pois lamber os pontos prejudica muito a cirurgia, além do uso de antibióticos e antiinflamatórios. “Em 10 dias o animal está novo, mas é preciso evitar muita movimentação e não dar banho, além de voltar no décimo dia para retirar os pontos”. Antes da castração é realizado um exame de sangue e verificado o calendário de vacinação do animal, pois não se aconselham vacinas no período pós operatório, por conta do risco de baixar a imunidade do animal. “Com tudo ok, fazemos a cirurgia”, explica.

Os valores para a castração dependem principalmente do peso do animal, variando de cinco em cinco quilos em cães. Gatos começam em R$ 230,00 os machos e R$ 280,00 fêmeas. Cadelas até 5 kg partem de 350,00 mais anestesia e pode chegar aos R$ 1.200,00 em animais com 50 kg. “Fazemos duas vezes por ano uma promoção onde baixamos estes valores, uma em outubro, devido a campanha outubro rosa e outra geralmente em abril”, diz Cintia.

Sobre a La Pet

A veterinária Cintia Paravisi Pagliari é natural de Capinzal (SC) e formada há sete anos pela Universidade do Contestado, em Canoinhas. Comanda a clínica veterinária com atendimento 24 hs, que abriu faz quatro anos e mais recentemente uma filial da La Pet, com loja e consultório inaugurada há seis meses. Na equipe, além de 15 funcionários entre as duas lojas, ainda conta com o apoio de 13 veterinários.

A La Pet oferece cirurgias, exames laboratoriais, Raio-X digital, ultrassom, internamento, ortopedia, dermatologia, oftalmologia, cardiologia, radiologia, endocrinologia, neurologia, odontologia, fisioterapia, acupuntura e anestesista, além de banho, tosa, creche e hospedagem nas duas unidades.

Clínica Veterinária La Pet
Rua Novecentos e Dezesseis, 466, Centro – Balneário Camboriú/SC
Fone: (47) 3360-2854002

La Pet
Avenida Brasil, N. 3077, Centro – Balneário Camboriú/SC
Fone: (47) 3361-0767

Verão bem saudável, verão Bioqualis

Verão se aproximando e todos buscam estar bem para aproveitar a estação do calor, praia e piscina, dos dias mais longos e de maior disposição. Para tirar o máximo proveito desta estação, a saúde deve estar em dia e não queremos fazer com que produtos utilizados nos intoxiquem ou façam mal.

Pensando sempre no seu bem-estar, menos intoxicação, mais saúde e disposição, a Bioqualis oferece alguns produtos superinteressantes para você se preparar e curtir seu verão com a maior qualidade e disposição:

Cápsulas pró-bronze: Um blend de fitoterápicos e nutrientes para auxiliar na produção de melanina. Assim tomar sol e ficar bronzeada fica mais rápido e prático!

Sérum Facial Gotas de Sol: sérum de toque leve e rápida absorção com ativo autobronzeador e a ação antioxidante da vitamina C. Você escolhe o tom que a sua pele vai ficar.

Loção Autobronzeadora: hidratante corporal com ação autobronzeadora. A cor dourada vai gradativamente tonalizando a sua pele.

Filtro solar com ação clareadora, antipoluição e rejuvenescedora: não é só porque o sol está aí que o seu plano de exterminar as manchas da sua pele precisa parar. Este filtro solar contem ativos que auxiliam no clareamento da pele, dando a você a liberdade de aproveitar o verão. Também possui ativos que reduz as linhas de expressão e ainda protegem a sua pele da agressão da poluição do ambiente. Fórmula sem parabenos e corantes.

Fórmula anticelulite: verão sem furinhos! Quer reduzir a celulite tomando apenas 1 cápsula? Então a opção é Dimpless, ativo livre de glúten, extraído do melão cantaloupe rico em compostos altamente anti-inflamatórios e antioxidantes e o melhor, com efeitos clinicamente comprovados.

Shots de emagrecimento: combinação de Morosil com l-carnitina, que acelera o metabolismo de queima de gordura e ajuda na desintoxicação do figado, aumentando a energia. Você pode usar antes do seu treino para potencializar os resultados.

Teacrine: para dar energia e disposição para os dias mais longos do verão. Para você aproveitar com mais energia as suas horas de atividade física e ainda aproveitar tudo o que esta estação nos dá.

Chá Xô Inchaço: um mix de ervas diuréticas, sem adoçantes aromas e corantes artificiais, que ajudam a desinchar e desintoxicar o corpo, deixando você com a definição e saúde que precisa para o verão!

Venha conhecer estes e outros produtos, feitos com altíssima qualidade técnica e energética, na Bioqualis.