Criadora do meme “O que queremos?” ressalta a importância de pensar fora da caixa em palestra na Faculdade Avantis

Criadora de um dos memes mais famosos no Brasil, a comunicadora Francine Grando da página “O que queremos?”, esteve nesta última sexta-feira, 5, na Faculdade Avantis, onde falou sobre marketing digital, publicidade e a importância do gerenciamento dos mesmos. A palestra serviu também como uma preparação para a Especialização em Gestão da Comunicação e Mídias Digitais, que inicia no próximo dia 19.

Francine abordou sobre a sua página e opinou sobre a quantidade de memes que existem hoje, ressaltando a importância de manter uma continuidade, tanto na qualidade, como no número de postagens. “Muitos acham que não é preciso continuar divulgando, outros passam sua página para terceiros cuidarem e aí se perde toda a originalidade. O público sabe quando não é você que está postando”, disse. Francine também falou sobre os desafios que enfrentou ao longo dos anos, como a dificuldade de parte do público entender algumas das ironias postadas em sua página. “Pessoas que eu não conhecia passaram a me processar achando que os posts eram indiretas para elas”, lembrou. Além disso, ela também ressalta que existe uma tendência das pessoas reclamarem mais no mundo virtual, tanto que o site Reclame Aqui é o segundo mais acessado no Brasil.

Paralelo a isso, a comunicadora também abordou o comportamento dos consumidores e a importância das pesquisas relacionadas a este tema, área que ela também atua hoje. “Não podemos considerar o que o público brasileiro acha de sabores de refrigerante com base na opinião dos norte-americanos, por exemplo. Esse trabalho de pesquisa antes de criar a propaganda é bastante cansativo, mas o resultado final faz ver que vale a pena”, ressaltou.

Francine também exaltou a importância da criatividade na hora do Marketing, seja ele digital ou o tradicional, como em propagandas de TV. “É preciso pensar fora da caixa, buscar o diferente, mudar a forma como você vê o mundo e tentar encontrar algo que ainda não exista. Foi o que eu fiz, na época que criei “O que queremos?”, pontuou. Ela tratou também sobre a importância das marcas se aproximarem do público, criando a chamada ‘persona’. “As pessoas gostam de empresas que possuem qualidades humanas, como generosidade, humildade e flexibilidade. Por isso que é tão bacana aquelas que interagem bem com o público através das redes sociais, seja respondendo a comentários, como também lançando promoções especialmente para eles”, finalizou.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s