Implantes mamários

Por  Dr. Remi Goulart Jr

Os implantes mamários, ou próteses de mama como são conhecidos, se tornaram uma das cirurgias mais realizadas no mundo depois da lipoaspiração. A razão básica reside no fato de que a cirurgia de implante mamário é a cirurgia plástica mais impactante para a mulher em termos de autoestima. A cirurgia plástica sempre foi dividida em reparadora e estética, mas esta divisão é uma abstração, pois toda cirurgia estética é reparadora e toda cirurgia reparadora é estética em última instância.

Por estar relacionada com a estética, a reparação acaba por ser fundamentalmente uma disciplina relacionada ao tratamento da autoestima. Por ser a região anatômica envolvida, no caso a mama feminina, de vital importância para a autoestima e autoconfiança, entende-se claramente a procura por este procedimento. Ressalvados os exageros, modismos e falta de critérios de naturalidade e anatômicos individuais, poder-se-ia afirmar que – em geral – é uma cirurgia com excelentes resultados finais e baixa taxa de complicações.

A cirurgia de implante mamário tem por vias de acesso o sulco inframamário, a aréola e a região axilar, sendo cada via uma escolha de preferência do cirurgião, ou indicada por motivos técnicos específicos. A colocação do implante pode ser retroglandular(por detrás da glândula) ou retropeitoral (por detrás do músculo peitoral maior). A escolha do plano anatômico de colocação do implante varia de acordo com a anatomia superficial da paciente, tipo de pele, idade, posicionamento da mama no tórax, graus de ptose (queda) da mama e graus de flacidez.

O importante é ter em mente o critério de naturalidade como regra de ouro. O modismo da mama gigante, artificial e totalmente contrária à anatomia normal do ser humano, já deixou a cena. Recentemente, o presidente da American Society of Aesthetic Plastic Surgeons recomendou a todos os membros cirurgiões que priorizassem o critério ‘naturalidade’ na hora do diagnóstico e da intervenção cirúrgica, visando a colocação de implantes mamários já que os efeitos nefastos de uma mama grande demais não fazem sentido sob nenhum aspecto.

Com satisfação vemos este novo movimento em direção à naturalidade e à correção dos exageros, já que esta sempre foi a nossa bandeira nestes 25 anos de prática cirúrgica. Lembre-se, sempre, de buscar a naturalidade e a elegância na hora de decidir por sua cirurgia de implante mamário. A estética feminina deve sempre ser elegante, natural e suave e jamais admitir formas agressivas e grosseiras em nome de modismos sem sentido.

Remi Goulart Jr., médico cirurgião plástico (CRM/SC 4660 CRM/SP 180078), Membro Titular da SBCP, Membro ASPS – American Society of Plastic Surgeons, Especialista em Cirurgia Plástica SBCP/CRM/SC, Membro IPRAS / Membro ISAPS

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s