Lombalgia e prática de exercícios

Olá, galera! Hoje irei falar sobre um desconforto lombar que todos nós algum dia iremos sentir, a Lombalgia. Mas, antes vamos entender as suas causas para depois achar uma forma de evitá-la ou até mesmo nem a sentir.

A dor lombar é uma sintomatologia comum com chances de 50% a 70% de desenvolvimento ao longo de nossas vidas. Quando temos uma “crise de dor lombar” geralmente essa dor passa de duas a quatro semanas para 90% das pessoas, mas no ano seguinte ao primeiro episódio, a dor retorna em 60% a 80% das pessoas, levando a custos financeiros, diminuição da funcionalidade e, consequentemente, piora da qualidade de vida. (Effects of the stabilization exercises in pain and function of chronic low back pain subjects Ana Cristina Lamounier Sakamoto1;
André de Souza Nicácio2; Laura Amaral e Silva3; Renan Caldeira Victória Júnior3; Ian Lara Lamounier Andrade1; Lucas Rodrigues Nascimento).

Uma das principais causas da lombalgia está associada à instabilidade, que é a perda da habilidade de manter a coluna em suas estruturas fisiológicas correta, fazendo com que as cargas impostas sobre ela sejam “divididas pelos três arcos que temos na coluna (cervical, torácica e lombar) de forma correta.

Pessoas com lombalgia apresentam uma alteração no recrutamento (fraqueza) dos músculos responsáveis pela nossa sustentação (CORE), esses que nos mantêm eretos fazendo com que a nossa coluna tenha uma “vida saudável”, diminuído os riscos de maior compressão nos discos intervertebrais e evitando futuras hérnias de disco.

Pois bem, e agora o que fazer para evitar essas dores? Um dos maiores causadores das lombalgias é a postura que adotamos em nosso dia a dia. Sabe aquela postura toda curvada ao sentar na cadeira que parece ser a melhor forma do mundo para se sentar? Essa mesma. Ela causa uma diminuição do arco lombar que, consequentemente, ocasiona
uma compressão discal muito grande, pois recebe todo o peso do tronco nesta região. E isso, em médio e longo prazo, acarretará em dores horríveis. Mas, um simples ajuste em nossa postura diariamente é capaz de sanar quase que 60% dos riscos, eliminando o aparecimento de pequenas crises ou até mesmo nos poupando do afastamento de funções diárias com as crises agudas.

Na próxima edição, irei falar sobre as opções de atividades que você poderá fazer, até mesmo em casa, para fugir dessas dores!

Espero ter ajudado, um grande abraço.

Por

Rodrigo Bender

Personal trainer

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s