Traumas Emocionais

A palavra trauma foi absorvida da física, onde trauma se refere à pressão que os materiais sofrem.

No decorrer da nossa vida, coletamos uma série de traumas emocionais e psicológicos em conflito com outras pessoas. Estes traumas emocionais são partes de nosso passado e muitas vezes inconsciente. Seus efeitos são, no entanto, reais: geralmente estes traumas emocionais e psicológicos estão no fundo de nossas emoções, humores negativos e, muitas vezes, explosões emocionais aparentemente inexplicáveis.

É na infância que sonhos, medos tem um impacto maior. Um medo quando não tratado na infância, implica em um medo maior na fase adulta, o que pode de alguma forma interferir em todos os momentos da vida. Por isso, a infância é considerada uma fase importante e os pais precisam ficar atentos aos quadros emocionais dos seus filhos para que eles não desenvolvam traumas ou até doenças.

Traumas podem influenciar no sentido de impedir de fazer coisas que seriam benéficas, como por exemplo deixar de viajar pois esta pessoa passou por sofrimentos durante viagens anteriores.

Para curar os nossos traumas emocionais, devemos ficar alertas, e temos de reconhecer os padrões de comportamento que estão enraizados na ferida interna, e temos de assumir a responsabilidade por esse comportamento.

Para que um trauma seja vencido, a pessoa precisa superar a experiência negativa que sofreu. Dessa forma ela não mais se sentirá afetada pela lembrança daquele momento e as emoções negativas não serão despertadas outra vez.

No entanto, nem sempre é possível conseguir superar esses eventos sozinho e adotar uma nova postura. Em outros casos, as memórias que geram os traumas podem ser bloqueadas pela mente, como uma forma de autoproteção. Quando isso acontece, o indivíduo nem mesmo consegue identificar porque se sente assim e o que aconteceu para que ele alcançasse esse ponto em que se encontra.

Para descobrir se os medos e frustrações podem estar atrelados a traumas de infância é importante buscar a ajuda de um profissional psicoterapeuta. Através da psicoterapia você vai poder identificar esses traumas, e ressignificá-los de forma que não atrapalhem sua vida.

O papel da psicoterapia nesse caso é fazer com que o adulto perceba que não é mais aquela criança inocente, submissa, indefesa e despreparada que acreditava ser. Junto com o terapeuta, o indivíduo traumatizado vai encontrar caminhos para redescobrir sua força, sua energia e sua vontade de viver. Para isso, é necessário que o trauma seja revivido não só com lembranças, mas com emoções e afetos correspondentes. É preciso que o sujeito retorne àquele lugar doloroso, mas encontre segurança no meio do caos não elaborado anteriormente. A terapia vai fazer com que o indivíduo organize aquilo que ficou fragmentado no decorrer da vida. As lacunas do viver serão preenchidas por pensamentos de confiança, tranquilidade, força e ousadia para se colocar no mundo de forma ativa e positiva. Essa força será sentida no corpo e na mente.

Por

Sara Cruz Frota

Psicóloga CRP 12/16061 

Psicóloga Clínica / Psicologia Organizacional 

47  98410,1800

frotasara@gmail.com

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s