A importância do diagnóstico precoce na reumatologia

As doenças reumatológicas podem afetar indivíduos de todas as faixas etárias. Algumas afetam mais os homens, outras, as mulheres. São mais de 120 doenças que afetam o aparelho locomotor (tendões, articulações, músculos e ossos) e também outros órgãos internos. As doenças podem ser degenerativas, como a artrose e osteoporose, ou doenças auto-imunes, como as artrites e o lúpus, por exemplo. Essas últimas podem ter uma evolução leve, moderada ou evoluir com sequelas irreversíveis e até mesmo o óbito, em alguns casos. A realização do diagnóstico e tratamento precoces ajudam a evitar uma evolução desfavorável. E como fazê-lo? Preste atenção no seu corpo. Sentir dor não é normal. É comum as pessoas esperarem a dor incapacitar as atividades do dia a dia para procurarem o médico. Dores persistentes nas juntas, com edema ou não, que melhoram ou que pioram com as atividades diárias e/ou repouso devem ser investigadas, independente da sua idade. Algumas doenças reumatológicas podem afetar qualquer órgão do nosso corpo, fato que torna o diagnóstico da doença, em alguns casos, difícil de ser realizado. Outros sintomas possíveis são: a presença de aftas orais ou genitais de repetição, lesões de pele como feridas, descamação, vermelhidão, cólicas abdominais e fezes com sangue ou enegrecidas, tosse com sangue, falta de ar persistente, alterações na função do rim, como redução do volume de urina, perda de força ou dormência em uma ou mais partes do corpo, dentre vários outros. A lista de sinais e sintomas é extensa. Importante é que você não demore a procurar por um profissional competente. Portanto, fique atento aos sinais de seu corpo. A  Sociedade Catarinense de Reumatologia (SCR) alerta, as doenças reumatológicas tem tratamento. Quanto mais precocemente você procurar ajuda médica, maiores serão as suas chances de recuperação e controle de sua doença, com prevenção de incapacidades funcionais, redução do tempo de afastamento do trabalho e melhora da qualidade de vida.

Por

Fernanda Vicente da Costa Moresco

Reumatologista e membro da Sociedade Catarinense de Reumatologia (SCR)

2 comentários sobre “A importância do diagnóstico precoce na reumatologia

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s