A escola de educação infantil e o desenvolvimento da criança

As experiências na primeira infância são cruciais para o desenvolvimento da identidade e da subjetividade da criança. A escola de Educação Infantil desempenha um papel fundamental nesta fase, sendo um período rico de descobertas diárias, de relações humanas além de estímulo para o conhecimento. A escola deve ser um espaço de vida e interação que viabiliza a construção do saber.

O trabalho educacional realizado com responsabilidade e respeito à infância, desenvolve habilidades, transmite valores e edifica o conhecimento. Muitos jogos e atividades, por mais despretensiosos que possam parecer, são carregados de intenções e lições que muitas vezes, são levadas por toda a vida. O professor de Educação Infantil deve encorajar, valorizar, promover e participar ativamente do brincar em sala de aula, desenvolvendo um trabalho pedagógico significativo. Ao brincar a criança faz simbologias de situações reais, usa sua criatividade e imaginação, pratica a cooperação e entende seus limites. Piaget (1974) mostra claramente em suas obras que os jogos não são apenas uma forma de desafogo ou entretenimento para gastar energia das crianças, mas meios que contribuem e enriquecem o desenvolvimento intelectual.

É na escola de educação infantil que a criança observa que todos usam as mesmas roupas (uniformes), que devem ser tratados com respeito e igualdade, que os brinquedos precisam ser compartilhados… Estão aprendendo as primeiras lições e condutas sociais fora do vínculo familiar.

Assim família e escola devem estabelecer uma relação de confiança e dessa forma a criança vai se sentir mais segura nas suas escolhas. Ao constituir uma parceria, a família pode dar continuidade às experiências realizadas na escola, enriquecendo o processo de aprendizagem. Quando escola e família se envolvem e trabalham juntas, aos poucos se institui uma relação de respeito, diálogo e troca de informações, onde quem sai ganhando é a criança.

O processo educativo no segmento da Educação Infantil, que se compromete com um trabalho de excelência, amplia o repertório vivencial e de conhecimento das crianças, fortalecendo a autonomia e a cooperação – competências indispensáveis no mundo moderno.

*Fonte

Em busca da Pedagogia da Infância – pertencer e participar

Tizuko Morchida Kishimoto e Júlia Oliveira-Formosinho

Brincar na Educação Infantil – uma história que se repete

Gisela Wajskop

Só Brincar? O papel do brincar na educação infantil

Janet R. Moyles

 

Por

Susana Mara Nunes

Coordenadora pedagógica

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s