Geração Alpha

A geração Alpha, a mais nova do século XXI, é formada pelas crianças nascidas desde 2010. É a primeira geração para a qual muitos aspectos do mundo analógico parecem bem distantes, pois é 100% nativa digital, é a geração que vê o mundo através de uma tela.

Segundo o instituto de pesquisa americano Pew Research Center, analisar as gerações oferece “uma forma de entender como acontecimentos globais, econômicos e sociais interagem entre si para definir a forma de como vemos o mundo”.

Os Alphas nascidos num mundo globalizado, tecnológico e muito conectado, são precoces, curiosos, influenciadores de consumo, se adaptam facilmente às novas tecnologias, são mais inteligentes e independentes. Se comparados a gerações anteriores, estas crianças que nasceram a partir de 2010, terão mais oportunidade de conquistar mais independência e adaptabilidade às inovações do mundo.

Seguindo essa linha, o ensino dessa geração deve ser cada vez mais, voltado para as necessidades e interesses dos alunos e menos para o padrão sistematizado e hierárquico. A educação para essas crianças deve ser mais interativa e manter o foco na autonomia do aluno e no aprendizado, baseado em projetos para aprender por meio de situações do cotidiano.  O trabalho como Projetos permite que o aluno desenvolva uma atitude ativa e reflexiva diante de suas aprendizagens e do conhecimento, na medida em que percebe o sentido e o significado do conhecimento para a sua vida, para a sua compreensão do mundo, questões inerentes à essa geração.

Piaget mencionou que “cabe ao professor acreditar na potencialidade de seus alunos, e organizar experiências que lhes possibilitem interagir com os saberes formalizados”. Desta forma, pais e professores deixam de ser educadores e passam a ser mentores, com foco maior na orientação de uma geração que possui acesso as informações na palma da mão.

Independentemente de serem desta ou daquela geração, crianças pequenas precisam de adultos que se interessem por elas e suas necessidades, que lhes passem valores e sejam acima de tudo, capazes de amar num mundo tão complexo.

Por

Susana Mara Nunes

Coordenadora Pedagógica

* Fonte: g1.globo | gente.globosat | marisapsicologa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s