Dicas para aumentar o bem-estar durante a pandemia de quarentena

Precisamos falar sobre a ansiedade… se é que alguém, nesses dias de quarentena, ainda não tenha falado nela. Talvez não com esse nome, mas da sensação de desconforto que vem sentindo nos últimos meses, essa “agonia” que muitas vezes não conseguimos identificar de onde vem, mas que tira a paz dos nossos dias e leva embora o sono da noite.

Temos vivido os últimos meses, entregues a todas as incertezas do cotidiano. Quase todos os caminhos e planejamentos para nossas vidas, foi obrigatoriamente redirecionado, e o pior, contra a nossa vontade.

A vida que vivíamos a apenas alguns meses, mudou tão rapidamente e tão radicalmente, que temos sim, vivido dias em que a única certeza é que amanhã tudo pode mudar novamente.
E o que isso gera em nós, que apesar de reclamarmos tanto da rotina, vivíamos tão bem com ela? Só quando ela foi arrancada de nós, é que pudemos ver o quanto ela nos trazia estabilidade emocional, financeira, social e por aí vai.

Fazer o que agora para conviver com a impermanência, com as dúvidas, com a mudança de rota que não foi planejada por mim, e ainda assim, viver de forma a construir uma rotina de autocuidados, que me leve de volta ao bem-estar?

A ansiedade pode ser descrita como um comportamento que gera preocupação antecipada a alguma situação futura imprevisível, que gera uma sensação de desconforto, apreensão ou até medo de algo que acreditam que pode acontecer. Muitas vezes a situação é real, porém cabe lembrar aqui que a ansiedade pode atingir uma certa gravidade, e em alguns casos, é tão incapacitante que necessita de tratamento médico os  e psicoterapia. Nesses casos, o portador da ansiedade pode desenvolver sintomas importantes, tanto físicos ,como falta de ar, enxaquecas, cansaço excessivo, lombalgias, bruxismo, desconforto gástrico e intestinal, como também alterações de humor , como irritabilidade, impaciência, explosões de humor, entre outras coisas. Nesses casos, procure um psiquiatra ou um psicólogo. Eles vão orientá-lo sobre como lidar com esse momento difícil.

Porém, se a sua ansiedade é aquela diária, decorrente das transformações que estamos vivendo, e ainda me sinto apto a desempenhar as tarefas diárias, vai aqui algumas sugestões do que podemos fazer pra aumentar o nosso bem estar:

1. Planeje o seu dia. Faça uma lista com suas tarefas para aquele dia. Use uma agenda, ou o seu celular para lhe ajudar.

2. Organize uma rotina de afazeres. Com toda a família mais tempo em casa, todos podem ajudar a desempenhar alguma pequena tarefa, tirando a sobrecarga de algum membro da família.

3. Arrume a sua cama e isso vale para a toda casa. Pode parecer bobo, mas um ambiente desorganizado, tira a nossa concentração e nos desorganiza mentalmente.

4. Abra mão do controle e aceite que nem tudo vai sair do jeito que planejou. E está tudo bem.

5. Ache uma atividade física que você goste e que possa ser feita na sua casa. Muitos professores estão ampliando seus serviços e oferecendo aulas online. Usar a sua energia física vai ajudá-lo a manter a mente sob controle. Use a esteira, suba escadas, faça exercícios funcionais, conheça o Yoga. Descubra algo que lhe traga prazer.

6. Alimente-se com qualidade. Na correria do dia a dia, comemos sem atenção e cuidado, o que junto com a ansiedade presente, pode gerar muito desconforto.

7. Durma as horas necessárias pra você. Nem todos precisam de 8 horas de sono, mas preste atenção á sua real necessidade. Largue o celular, as redes sociais e o excesso de informação. Durante o sono acontecem muitos processos fisiológicos importantes que lhe trazer benefícios na sua vida diária.

8. Desenvolva alguma técnica de autoconhecimento. Use esse momento de incerteza e ansiedade para olhar pra você mesmo, e conhecer os seus padrões de pensamento, que te levam a agir nos seu dia a dia. Existem várias técnicas de meditação e mindfulness, que podem ajudar a trazer o seu pensamento para o momento presente, auxiliando a identificar pra onde vão os seus pensamentos, que vão gerar sensações, que vão gerar percepções e vão gerar novos pensamentos. Observar e entender esse processo pode trazer a você a possibilidade de sair mais rápido desse ciclo sem fim que o leva a sentir oprimido pelas preocupações.

9. Preste atenção a sua respiração. Uma das consequências mais presentes nos dias ansiosos, é uma respiração curta, como se o perigo fosse iminente. Traga a sua consciência para a respiração e inale lentamente e exale profundamente, em pouco tempo, é possível sentir a sensação de bem estar que uma respiração correta propicia.

10. Cultive a espiritualidade. Estabeleça e mantenha a conexão com algo que lhe traga esperança e força para continuar os seus dias. No mais, tente se manter minimamente otimista. A humanidade já passou por muitos momentos difíceis e continuamos aqui.

 

Por

Adriana Vieira Farias Mussi CRP 12/02277

Orientadora de meditação em grupo no Espaço Floresça

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s