Temperatura da pele pode indicar a presença de doenças

Nova geração de testes com a termografia tem revolucionado os processos de diagnósticos e auxilia na identificação de patologias através da temperatura

Um dos grandes objetivos da medicina é realizar um diagnóstico rápido e certeiro, principalmente, para dores sem causa aparente ou doenças que vão desde contraturas musculares até o câncer. A intenção não só promover um tratamento mais eficaz, diminuindo incômodos dos pacientes, mas também auxiliar o médico na escolha do melhor caminho a se seguir.

Como muitos diagnósticos levam em conta a temperatura corporal, a termografia é uma das tecnologias que mais se destaca dentro da medicina moderna e já é utilizada em diversas áreas como dermatologia, cirurgia plástica, oncologia, ortopedia, neurologia, cardiologia, no auxílio de diagnósticos.

A técnica permite diagnosticar e tratar doenças por meio de imagens digitais que detectam a temperatura corporal de forma rápida e indolor, identificando disfunções e reconhecendo doenças antes mesmo que os primeiros sintomas apareçam.

“As câmeras térmicas podem ser configuradas para detectar, automaticamente, o ponto mais quente do corpo, e o valor é exibido imediatamente no monitor do equipamento, isso otimiza o trabalho do profissional da saúde além de garantir a precisão no diagnóstico”, afirma especialista em termografia, Thomas Miliou, CEO da Poliscan Brasil – empresa que comercializa câmeras termográficas da líder mundial de mercado FLIR.

O exame deve ser aplicado por um especialista
A variação da temperatura corporal pode indicar diversos quadros clínicos, por isso é muito importante que o exame seja feito e analisado por um profissional capacitado para que o diagnóstico seja preciso. “A qualificação para uso do aparelho na área médica é imprescindível para uma avaliação segura. As câmeras térmicas atualmente fazem parte das minhas ferramentas de trabalho durante as cirurgias clínicas. Durante o procedimento é essencial ficar atento a todos os detalhes, as câmeras me auxiliam para que o monitoramento seja eficiente e preciso. É a tecnologia melhorando os resultados!”, afirma o cirurgião Plástico Leandro Faustino.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s