Por que bater não educa?

Em tempos de isolamento social, no qual estamos vivendo e encarando como um desafio, a necessidade de permanecer em casa pode causar medo, inseguranças, incertezas e ansiedade. As dificuldades do dia a dia, por vezes, acabam nos tirando do sério, não é mesmo? Com razão! Afinal, ocorrem por diversas e repetidas vezes, e quase sempre pelos mesmos motivos; aí está: o tal estresse diário, sobretudo, ainda assim não justifica as palmadas nas crianças, sabe por quê? Porque ela não vai resolver, pelo contrário, muitas vezes pode até piorar. Existem diversos estudos com comprovações científicas que nos mostram que bater é educar pelo medo, o que não é nada saudável.

Quando você bate, está ensinando a criança que as coisas devem ser resolvidas por meio da violência, ou seja, elas repetem o comportamento e se tornam mais agressivas. Está mostrando ainda que os problemas acabam quando usamos a força física e, desta forma, as pessoas se submetem.

Precisamos destacar ainda que, ao receber uma agressão física, seja dos pais, familiares ou cuidadores, a criança libera uma alta quantidade de cortisol no cérebro, hormônio do estresse que pode causar diversos danos sociais e também cognitivos, pois o cérebro da criança está em total desenvolvimento e é particularmente sensível às influências do ambiente em que vive.

Precisamos pensar em estratégias para lidar com as batalhas do dia a dia sem recorrer à violência. O melhor é ensinar nossas crianças a discernir o certo e o errado, por meio do diálogo e do exemplo. Sabemos que nem sempre é fácil, mas que possamos lembrar diariamente que somos o adulto da relação e, antes de perder a cabeça, façamos aquilo que tanto esperamos da criança: pensar antes de agir. Nossos hábitos sempre são passíveis de mudanças; não vamos nos acostumar com aquilo que traz sofrimento aos nossos pequenos. Vamos educar com mais amor, disciplina e afeto. Conte comigo.

Por

Priscila Mafra

CRP 12/16760

Psicóloga da infância e adolescência

Neuropsicóloga

(47) 99187-3868

psicologapriscilamafra

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s