Tudo que você precisa saber sobre implante capilar

Dr. Marcelo Borba

A perda de cabelo pode causar incômodo tanto para homens quanto para mulheres, de modo a abalar a autoestima e a qualidade de vida. Por isso, o implante capilar pode ser uma alternativa para casos que não se resolvem com outros tipos de tratamento.

O implante consiste na retirada de folículos capilares saudáveis de uma região da cabeça e sua implantação na área em que há calvície. A técnica mais moderna de transplante capilar é a técnica FUE (sigla em inglês de “follicular unit extraction”), conhecida popularmente como fio a fio. Nela, os folículos são extraídos individualmente com um tipo especial de bisturi circular, o chamado punch, para depois serem implantados na área calva, também individualmente.

A indicação para o procedimento deverá ser feita por um especialista, mas em geral envolve queixa de perda de cabelo. Antes do procedimento, o paciente precisa passar por avaliação com cirurgião plástico ou dermatologista de. O médico irá solicitar exames pré-operatórios para checar a saúde geral. Dependendo da técnica do profissional, pode ser preciso raspar os fios com máquina de cabelo. O procedimento é feito com anestesia local e sedação leve.

A duração do procedimento de implante capilar depende do número de folículos que o paciente necessita, mas leva, em média, de 8 a 10 horas. Após a cirurgia, o paciente é liberado para casa e retorna ao consultório ou clínica para a lavagem da cabeça. Em seguida, estará liberado para atividades do dia a dia com algumas exceções, tais como exercícios físicos e exposição ao sol. 

Depois da cirurgia, os fios que foram transplantados cairão até o final do primeiro mês e entre três e quatro meses devem começar a crescer novamente. Portanto, o resultado da cirurgia só poderá ser observado ao final de primeiro ano.

Nesse momento pós-cirúrgico, é fundamental o médico prescrever medicamentos e produtos para atuar no fortalecimento da nova etapa dos fios. Na grande maioria dos casos o resultado é excelente, mas tudo depende do organismo da pessoa, do tipo de fio e dos demais tratamentos seguidos.

Assim como qualquer procedimento cirúrgico, o implante capilar possui alguns riscos, como sangramento excessivo, infecções bacterianas, cicatrizes inestéticas e baixo crescimento capilar após o implante, sendo raras na grande maioria dos casos.

A cirurgia deve ser realizada em clínicas especializadas e com estrutura adequada para o procedimento cirúrgico ou em ambiente hospitalar. É importante que o paciente consulte o Conselho Regional de Medicina do seu estado para confirmar se o médico responsável é especialista na área.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s