Especial semana da mulher: Silvana Bento

Empresária à frente da Loja Ela Imperfeita Home, Silvana é pura determinação e inspiração. Após atuar no mercado da construção civil como gerente de relacionamento, com a missão de viabilizar marcas e abrir portas, resolveu criar sua própria marca cheia de propósito e identidade. Há dois anos encontrou no universo da decoração da casa seu grande projeto de vida. A história se alinha com a realização do sonho de se casar e construir sua própria família. Quando você conhece a identidade da loja, entende como ambos se conectam.

Silvana nos conta que sua linha de pensamento é ser uma mulher moderna sem perder a essência da mulher antiga, fazendo de sua meta o alinhamento e o equilíbrio entre o casamento e a vida profissional. Para ela não existe nada mais prazeroso do que se dedicar inteiramente para seu trabalho e ao chegar no fim do dia fazer um bom café e ter um tempo de qualidade com seu marido, com conversas produtivas e planejamentos futuros. Para ela é uma troca impagável.

Quando atuava no mercado corporativo não tinha hora para trabalhar e seus dias eram repletos de atendimentos nas cidades da região, entre os mais de 700 corretores de imóveis. Com isso o casamento foi ficando em segundo plano, o que fugia completamente do seu objetivo tão sonhado. “Foi então que decidi usar meu talento para viralizar minha própria marca. Nossa loja é rica em propósito e detalhes que a tornam ainda mais marcante e isso me traz muito orgulho, pois não apenas vendemos decoração, mas falamos sobre a evolução da mulher por meio da mensagem que a marca leva”.

Poder feminino

Eu me sinto empoderada simplesmente sendo mulher. Ser mulher é gratificante demais. Porém, algumas mulheres confundem feminismo com empoderamento, que são duas coisas completamente diferentes. O feminismo é o mesmo que machismo, já o empoderamento é maravilhoso quando usado de forma saudável, pois ele destaca ainda mais as qualidades que são singulares na mulher.

O fato é que a mulher não precisa gritar, berrar ou competir com homens; digamos que nessa guerra muitas batalhas já foram conquistadas, mas ainda precisamos ter bastante equilíbrio e inteligência emocional para continuar vencendo e conquistando espaços ainda não alcançados.

Acredito que um bom começo pode ser dentro do casamento. Nossos maridos não são nossos inimigos e não há nada de errado em servir quem você ama. Não somos inferiores por amar e cuidar; muito pelo contrário, o amor nunca nos diminui e, sim, faz de nós o porto seguro de alguém. Uma mulher amada e valorizada pode chegar com mais facilidade a lugares mais altos.

Dica de uma viagem: Amei conhecer Gramado. Nunca me senti tão bem recebida, mas sonho em conhecer a Itália.

Boa comida tem que ter: Precisa ter carne.

Livro de cabeceira: “O paladar não retrocede”, de Carlos Ferreirinha.

E por fim, ser mulher é sinônimo de: Transformar.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s