Especial semana da mulher: Vanessa Amaral

Empresária e especialista em marketing estratégico, Vanessa Amaral é talento e dedicação em tudo o que se propõe a realizar. Além de apaixonada pela profissão e pelas experiências que por meio dela pode proporcionar às pessoas, o universo pet é outro dos seus amores. E motivada por esse amor aos animais, em 2018 tornou-se uma das idealizadoras e sócia da Boutique “Peteca Pet Park Boutique”. Atualmente já são duas lojas: uma no shopping BravaMall na Praia Brava – Itajaí e outra, a mais recente, na Avenida Atlântica em Balneário Camboriú. “Hoje, além das duas lojas eu tenho um escritório no Riviera Business & Mall na Praia Brava, onde desenvolvo meus projetos de marketing voltados a planejamento, estratégias e experiências do cliente”.

Com um dia a dia agitado, Vanessa mantém uma rotina regrada com o trabalho e cuidados pessoais como atividades físicas e uma alimentação saudável. Adora viajar, estar entre amigos e familiares. E para descansar, a empresária afirma que é na cozinha o seu refúgio onde cria e relaxa após um dia intenso.

Mas, para Vanessa, o que significa uma mulher poderosa? “É aquela que tem independência e realiza as coisas que deseja. Por outro lado, entendo que ela nunca pode perder a sensibilidade e delicadeza de ser uma mulher”.

Pautada sempre no respeito, amor, paz e lealdade, a empresária nos revela que trabalhar com a escola de cães-guias Helen Keller  foi um grande aprendizado de vida. “Aprendi a dar valor a coisas que antes passavam despercebidas. Ter a percepção e participar do dia de uma pessoa cega é algo transformador. Os cães-guias de pessoas cegas fazem isso por amor e por conexão com essas pessoas. Teve uma situação na qual eu estava em um evento importante em São Paulo acompanhada com um rapaz que é cego e com o seu cão-guia. Eu me perdi no evento e ele sabia exatamente onde estávamos e para onde deveríamos ir.  Ele literalmente enxerga a vida de outra forma e presta atenção em coisas que eu já não vejo mais”.

Dica de uma viagem: Indonésia. 

Boa comida tem que ter: Temperos naturais. 

Livro de cabeceira: “Veuve Cliquot”, de Tilar Mazzeo. 

E por fim, ser mulher é sinônimo de:
Delicada e feminina.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s