Iate de Zezé di Camargo chama à atenção em Balneário Camboriú

Cantor aproveitou final de semana no nosso litoral

O cantor Zezé Di Camargo aproveitou o sábado de sol para desfrutar da sua mais nova aquisição, o iate Ferretti 80 Luxury, maior embarcação compartilhada da América Latina. Com 24,3 metros, o iate, negociado através da empresa Iate Marine, conta com quatro suítes, sala de estar, ambientes externos e espaço reservado para a tripulação. O barco é avaliado em cerca de R$ 8 milhões e a cota comprada pelo cantor custou aproximadamente R$ 2,5 milhões.

Zezé desfrutou do passeio acompanhado de Graciele Lacerda, do filho Igor e alguns convidados. Quem esteve presente foi o relações públicas Alex Ferrer, assessor da Iate Marine e que foi só elogios à hospitalidade do casal. “Eles ainda não conheciam o barco, devido à pandemia e outros compromissos, mas ficaram encantados com Balneário Camboriú, onde passearam pela cidade no sábado e foram para Porto Belo no Domingo”, explicou. Eles partiram da Marina Tedesco, em Balneário Camboriú, onde a embarcação fica ancorada e curtiram o visual do litoral.

A Iate Marine, proprietária do iate, fornece ainda por uma quantia mensal serviços de manutenção, ancoragem, concierge, marinheiro e até chef de cozinha. O custo das mordomias beira os 9 mil reais mensais. “Poder comprar a cota foi justamente o que me convenceu a adquirir o barco, se não tivesse esse formato de negócio, eu não teria comprado. Tenho muito pouco tempo para usufruir de um bem como esse e disponibilizar uma grana considerável para possuir um barco desse tamanho sozinho é um investimento muito alto, não seria bom negócio. O barco ainda é meu, o uso da mesma forma possuindo uma fração que se tivesse comprado ele inteiro, então por que gastar tanto dinheiro?“, disse Zezé.

Segundo Rodrigo Vieitez, CEO da Iate Marine, um dono de barco deste porte, com 80 pés, gastaria em média R$ 25 mil por mês, com taxas, ancoragem e serviços, ou seja, o compartilhamento compensa bastante. Ele explica que o valor diminui nas embarcações menores, dividindo o custo entre os cotistas: numa de 40 pés, sai por R$ 1.250,00 por mês. Na 50 pés, cerca de 4 mil reais, já na 60 pés, pouco mais de cinco mil reais mensais.

Rodrigo acrescenta que fora do sistema de cotas náuticas, uma pessoa que adquire um barco sozinha tem custos muito elevados. São cerca de 10% a 20% do valor do barco anualmente, ou seja, numa embarcação de 1 milhão de reais, o custo anual varia de 100 mil a duzentos mil, apenas com manutenção, ancoragem, serviços e outras taxas.

Na Iate Marine, a economia no custo mensal pode chegar a 80%, pontua Rodrigo.

Fotos: Divulgação / Alex Ferrer 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s