Para andar é necessário ficar em pé! Óbvio e básico para muitos, infelizmente não para todos; leia!

O controle postural é determinado pela interação entre o sistema nervoso e musculoesquelético. Dentro deste último, destaca-se o componente da função muscular, que se relaciona com a manutenção da estabilidade postural e, alterações em seu padrão, podem representar um grande impacto na capacidade funcional do indivíduo, afetando diretamente as habilidades físicas e mentais necessárias para uma vida independente e autônoma, sua capacidade de integração social e desenvolvimento de atividades profissionais.

Andar é um processo complexo, que envolve a coordenação do cérebro, medula espinhal, nervos, músculos, ossos e articulações. As alterações limitam a habilidade de executar atividades funcionais, como caminhar, subir escadas, e atividades de autocuidado.

Problemas neurológicos, musculoesqueléticos e outras condições temporárias, como traumas ou dores crônicas, podem causar mudanças nos padrões de marcha. Disfunções na marcha também aumentam com a idade. Dentre as alterações fisiológicas que acompanham o envelhecimento, destacam-se a degeneração do sistema musculoesquelético, diminuição progressiva da massa muscular, força e flexibilidade, cujo principal resultado é o aumento na incidência de quedas.

As principais fontes responsáveis por alterações na marcha, são:

• Traumas, afetando tanto o sistema musculoesquelético quanto o sistema nervoso central e periférico. Exemplos incluem Acidente Vascular Cerebral, traumatismo craniano, traumas na medula espinhal, bem como fraturas ósseas e rompimentos de tendões e ligamentos nos membros inferiores.

• Doenças que afetem o funcionamento do sistema nervoso ou musculoesquelético, como Osteoartrite, Paralisia Cerebral, Doença de Parkinson, ou Esclerose Múltipla.

• Alterações fisiológicas que acompanham o envelhecimento, como degeneração dos sistemas musculoesquelético, proprioceptivo e vestibular.

Como prevenir?

Aproximadamente 80% dos casos ocorrem pela falta de controle de fatores de risco causados principalmente pelos hábitos de vida conhecidos como prejudiciais. 

• Controle da Hipertensão Arterial;

• Tratamento do Diabetes;

• Redução nos níveis de Colesterol;

• Redução de peso;

• Prática regular de exercícios físicos;

• Não fumar ou parar de fumar;

• Tratamento da Síndrome da Apneia do Sono.

É simples tratar?

Não! Além da técnica específica utilizada para determinado tipo de disfunção, todas as abordagens exigem exercícios especificamente projetados, monitorados e executados com a assistência de profissionais da saúde.


Top Physical

Raphael Mello Block | Profissional de Educação Física | CREF – 4547/SC

Rua Lauro Muller, 863 | Fazenda | Itajaí -SC

📱 (47) 3348-5454 | 📱 (47) 9 8817-9357

http://www.topphysical.com.br

@tpsaudefisica

@raphael.saude

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s