Depressão pós-parto: é preciso estar atenta aos sinais

Com a chegada de um bebê, dá-se início ao puerpério, fase marcada por oscilações hormonais, mudanças corporais e alterações emocionais constantes.  Costumo dizer que nesta fase as emoções estão à flor da pele, são muitas as inseguranças e medos de uma nova mãe. Tantas emoções, associadas ao cansaço e à privação de sono, podem camuflar um diagnóstico adequado. É preciso conhecer as diferenças entre o Baby Blues e a Depressão pós-parto e reconhecer o momento de procurar ajuda.

“Baby blues”

Inicia-se de 3 a 5 dias após o parto e pode durar até 3 semanas. É caracterizado pela presença de tristeza, choro sem motivo aparente, irritabilidade e labilidade emocional, podendo estar presente em até 85% das puérperas. Tem resolução espontânea, não necessitando de tratamento. Nesta fase, a puérpera precisa do acolhimento da sua rede de apoio, sem julgamentos, até a melhora dos sintomas.

Depressão pós-parto (DPP)

Trata-se de quadro depressivo que pode aparecer até 1 ano após o nascimento. Na DPP os sintomas são mais intensos e a puérpera tem dificuldade de manter sua funcionalidade e os cuidados com seu bebê. Podem estar presentes: tristeza recorrente, prostração, perda de interesse pelas atividades que costumava gostar, pensamentos negativos sobre si mesma e sobre seu maternar, sentimento de culpa e incapacidade, alterações no sono e apetite. Na presença de 2 ou mais sintomas é preciso procurar ajuda profissional e tratamento adequado o mais breve possível (psicoterapia e terapia medicamentosa).  

Nos dois processos, o apoio da família, com empatia e sem julgamentos, é fundamental. Palavras de incentivo ao maternar, divisão de tarefas e ajuda nos cuidados com o bebê, auxílio para que a mãe tenha um tempo para si, para dormir ou tomar um banho tranquila, amor, carinho e cuidado devem se fazer presentes. E quero deixar um recado para você mãe: Se você é uma nova mãe e percebe que está nesta situação, não se isole. Não tenha vergonha de se abrir com as pessoas que te amam. Coloque você e seu bebê em primeiro lugar e permita-se ser acolhida e cuidada. Você não está sozinha!


Fabiana Zarske de Mello

CRM 19.493 | RQE 14.867

Ginecologia e Obstetrícia

Clínica Digest Care

Av. Coronel Marcos Konder, 1207 – Sala 60 | Embraed Centro Empresarial | Itajaí- SC

📱 (47) 3246-1500 | 9 9689-0035

@fabianazarske.gineco

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s