Quando o paciente está em tratamento de câncer, quem trata da família ?

Nova sede da AAPC em Itajaí vai aumentar atendimentos de pacientes e familiares na região da AMFRI

O terreno que fica no Bairro São Judas foi doado pelo Ministério Público do Trabalho para a construção da nova sede da Associação de Amparo às Pessoas com Câncer – AAPC. Há 14 anos, a AAPC atende de forma social pacientes e familiares que enfrentam o câncer.
Após receber o diagnóstico e iniciar o tratamento de saúde, muitos pacientes passam por dificuldades em casa porque ficam debilitados e até param de trabalhar.
Para Geisini Martins, atendida pela associação desde março de 2021, o trabalho fez toda a diferença na vida dela. “Me ajuda muito com a assistência social e suporte emocional para enfrentar esse momento de tratamento do câncer. Eles tem empatia e muito carinho. São sempre prestativos quando a gente precisa e isso foi de grande ajuda para continuar meu tratamento. Só no último ano foram duas cirurgias e fui muito bem assistida. A ajuda que chega na associação faz muita diferença na vida dos pacientes. Quero que as pessoas entendam a importância disso para fazer o dia a dia de alguém melhor”, explica a paciente.
Uma pesquisa realizada em 2019 pelo ICESP (Instituto do Câncer do Estado de São Paulo) mostra que a taxa de retorno ao trabalho de mulheres após dois anos do diagnóstico de câncer de mama é de 60%. O estudo também mostrou que 81% das pacientes entrevistadas trabalhavam em período integral, antes de ter a doença. Apenas 29% das pacientes conseguiram conciliar tratamento, consultas, exames e trabalho, para mante a saúde e a rotina.


O trabalho da AAPC é auxiliar essas pessoas de forma social para que possam estar focadas em melhorar a saúde, já que um paciente em tratamento impacta na família inteira. Elas são cadastradas e passam a receber alimentos, leites, empréstimo de equipamentos hospitalares e até medicamentos não fornecidos pelo SUS. Nesse caso, a família inteira é beneficiada com o atendimento, que também inclui apoio psicológico e de assistência social.
Mais de 3.500 famílias dos 11 municípios da AMFRI já foram amparadas pela associação. Hoje a AAPC está instalada no centro de Itajaí em uma casa alugada, mas como desenvolve os trabalhos com doações da comunidade, a sede própria vai fazer muita diferença. O valor do aluguel pode ajudar outras famílias e com uma estrutura mais adequada, o objetivo é ampliar o número de atendimento.
A associação não recebe recursos governamentais e para conseguir dar continuidade nas obras, criou a Campanha do Pix Solidário. Todo o valor doado é investido na nova sede que já está em construção. As doações não precisam ser somente em dinheiro, podem ser materiais de construção e até mesmo mão de obra.
Para colaborar com o trabalho da AAPC, o PIX Solidário é o telefone 47 98447-2710.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s