INICIE O ANO SEM O PESO DE UMA NOVA DIETA

Que tal iniciar este ano com novos hábitos e novos pensamentos?

Descontrua pensamentos dicotômicos de “oito ou oitenta” “tudo ou nada” “alimentos permitidos e alimentos proibidos”.

Comece o ano de maneira diferente, deixe de lado as dietas restritivas, encerre o ciclo de comer em excesso e posteriormente passar por períodos de autocontrole com rigidez e penalidade a si mesmo, com dietas altamente restritivas e até mesmo, períodos prolongados de jejum. Os artigos científicos demostram que, além de este comportamento trazer prejuízos à saúde física, como a falta de nutrientes essenciais, ainda faz com que se tenha consequências psíquicas (emocionais).

Sim, este ciclo que oscila entre períodos de excesso e alta rigidez, trazem muitos prejuízos emocionais como; transtornos alimentares (anorexia, bulimia, compulsão alimentar) e ainda causa uma obsessão alimentar.

Estudos demonstram, quanto mais você restringe, mais pensa em comer e o que era para ser um ato normal de nutrição e prazer se torna um problema, que causa sofrimento e culpa.

Ano novo, vida nova, separei aqui algumas dicas para você iniciar um bom relacionamento com a comida:

1º faça as pazes com a comida: comer vai além de uma escolha, é uma necessidade fisiológica, se alimentar é vital.

2º Descontrua pensamentos dicotômicos como: (“melhor nem comer, porque não sei a hora certa de parar”) Permita-se hora e outra comer um alimento um pouco mais calórico, não tem problema em comer, tudo depende da frequência com que você come este tipo de alimento.  

3º Coma com consciência e não com culpa: organize sua rotina alimentar, desde a compra dos alimentos até a hora de montar seu prato.

4º Coma com atenção plena, quando comemos devagar com nossa atenção totalmente voltada ao alimento, conseguimos ter melhor percepção de saciedade e consequentemente comemos menos.

5º Aprenda a conhecer melhor os sinais do seu corpo, perceba se o que está sentindo no momento é fome ou apenas vontade de comer, procure distinguir fome física de fome emocional. 

6º Não coma suas emoções: se perceber que o que sente no momento é algo de fundo emocional, procure uma atividade que lhe proporcione prazer como: meditação, yoga, leia um livro, assista um filme, faça uma caminhada, procure não descontar suas emoções na comida.

Respeite seu corpo, sua essência e tenha mais qualidade de vida!


Aline Cristina Torquato Schmitt

Nutricionista Pós-Graduada em Comportamento Alimentar
@nutrilavieclinica
📱(47) 9 9225-4142

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s