Themis Hepp é anfitriã em experiência de slow medicine em Balneário Camboriú

Evento apresentou a Almare Dermatologia para um grupo de convidados que fizeram um circuito pelo espaço

A médica dermatologista Themis Hepp foi anfitriã no início do mês, numa experiência que buscou provocar relaxamento em seus convidados. Na ocasião, a catarinense nascida em Chapecó aproveitou ainda para apresentar em primeira mão sua clínica Almare Dermatologia.

“Amo a dermatologia, adoro estar com meus pacientes, que aos poucos se tornam meus amigos. Minha expectativa é oferecer um consultório onde o paciente possa sentir esse compromisso, ficar a vontade e se sentir cuidado, sempre oferecendo excelência técnica, conhecimento científico, tecnologia e tratamentos atualizados”, revela.

Balneário Camboriú foi escolhida sobretudo por um vínculo afetivo. Nascida no oeste, Themis conta que passou diversos verões na cidade, o que motivou-a para empreender no litoral também. “Sou dermatologista em Caxias do Sul há mais de dez anos, mas desde a infância uma parte do meu coração mora em Balneário Camboriú. Ainda devo muitas visitas às minhas pacientes gaúchas, mas com o consultório novo é natural estar cada vez mais por aqui”, comenta.

A concepção arquitetônica da Almare Dermatologia resgata as intenções de Themis, e concebe seu espaço físico com elementos naturais que reforçam seu propósito. “Não queria nada que pudesse remeter a sofisticação, com dourados em excesso e qualquer coisa de rococó”, garante. A demanda chegou até o escritório Nieto Ammann, das sócias Renata Nieto e Júlia Ammann, que conduziram todo o projeto em cores e materiais naturais. Elementos como as pedras ametistas, extraídas em Entre Rios – SC, se tornam mesas de apoio e acessórios de decoração para reforçar a intenção das arquitetas, e da médica, que entrega ser apaixonada por arquitetura e ter participado ativamente durante os processos do projeto.

Manoella Macagnan

“Almare veio da necessidade que sentia da dermatologia não ser tão artificial. Foi algo que a estética enlouqueceu logo depois que me formei. Até então tratávamos doença, corpo e alma. Não só estética. O fato de estar perto do mar me lembra um pouco mais desta conexão com natureza e naturalidade, além desta questão de corpo e alma. Não adianta eu querer deixar alguém bonita, mas eternamente insatisfeita procurando padrões de beleza inatingíveis”, finaliza Themis Hepp.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s