Empreendedorismo materno: a possibilidade de equilíbrio entre carreira e vida pessoal

Fundadoras da marca infantil MooMoo uniram propósito, maternidade e empreendedorismo em um case de sucesso

Fundada em 2019, por três mães paranaenses que encontraram na sua rede de apoio e no empreendedorismo materno um novo propósito – o de transformar o mundo em um lugar melhor -, a marca de produtos infantis MooMoo nasceu em uma conversa entre amigas e em três anos já conta com portfólio com mais de 500 produtos de moda, decoração e papelaria. A marca, que iniciou de forma online, hoje, possui lojas próprias e está em expansão para Santa Catarina. 

Carolina Fiuza Parolin, Rafaela Negrão Abagge e Priscila Malucelli Zanardi ocupavam cargos de executivas com carreiras em ascensão nos setores bancário, de consultoria e educação, quando resolveram lançar uma marca inovadora. “Nossas famílias achavam que estávamos loucas por trocar nossas carreiras para empreender em algo incerto”, comenta a diretora de Marketing e Planejamento da MooMoo, Carolina Fiuza Parolin.

Além dos desafios de buscar o equilíbrio entre vida profissional e pessoal, as empresárias também enfrentaram o desafio que ninguém esperava: a pandemia. “Não poder abrir a primeira loja física em virtude do lockdown foi um grande desafio. Afinal, todo o planejamento de abertura, interação com os clientes e diversos planos para o espaço precisaram ser adiados e repensados”, explica. 

O medo do incerto e os desafios não foram suficientes para fazer com que desistissem de seu propósito. Priscila Malucelli Zanardi, diretora financeira, conta que lidar com a incerteza de um novo negócio é algo que gera um enorme frio na barriga. “Tivemos muito medo de perder tempo, energia e não ter resultados”. Para a diretora de operações, Rafaela Negrão Abagge, apesar de não impedi-las de continuar, o medo não vai embora. “Na realidade, o medo existe a todo momento, já faz parte do nosso cotidiano”, comenta. 

Empreendedorismo e maternidade lado a lado

Mães de três meninas de idades entre 4 e 8 anos, o primeiro produto surgiu para solucionar a dificuldade que tinham e enxergavam em outras mães: a de orientar as filhas a brincar com mais segurança e liberdade quando estavam de vestido ou saia. Dessa forma, surgiu o shorts for fun, para ser utilizado por baixo de saias e vestidos. “A partir da ideia do primeiro produto, novas necessidades e desafios foram surgindo, até que entendemos a importância do equilíbrio entre vida profissional e pessoal, e a adequação de carga horária com filhos e tempo de qualidade”, explica a cofundadora da MooMoo Carolina.

Apesar dos desafios, em três anos, a marca já conta com um portfólio de mais de 500 produtos que vão além da linha de vestuário, com linhas de decoração, papelaria e produtos criativos, com peças focadas na diversão. “Sempre brincamos que o sucesso é o rebolado da mãe”. O segredo do crescimento da marca talvez esteja naquilo que as motivou desde o começo: a rede de apoio que representam uma à outra. “O equilíbrio é a nossa essência. Sempre priorizamos envolver as nossas famílias e crianças no dia a dia”. As sócias acreditam ter sido essencial o rompimento com protocolos e pré-conceitos presentes no mundo corporativo como a de levar os filhos para o trabalho ou gerenciar a demanda dos pequenos durante o horário comercial, algo que costuma ser considerado falta de profissionalismo e produtividade ou desorganização da mãe. A flexibilidade é a palavra-chave no empreendedorismo materno. 

Desbravar esse novo modelo de negócio trouxe o equilíbrio que as sócias buscavam em suas carreiras mas não conseguiam encontrar em seus antigos cargos. Isso não significa que tenham menos preocupações, o ganho está no tempo de qualidade que é alcançado com a gestão do tempo. “É possível se perder nas horas se não houver foco e uma precisa gestão de produtividade do tempo.  Você não se desliga do trabalho, mas quando a sua vida profissional gera um nível tão alto de pertencimento, propósito e satisfação, a fusão trabalho e vida pessoal acontece de forma natural e automática”, explica Carolina.

Por um mundo melhor

Preocupadas com o futuro e na construção do mundo que será deixado para as próximas gerações, a MooMoo leva sempre em consideração a adoção de práticas sustentáveis e comunitárias que valorizam as pessoas e o desenvolvimento social. Essa preocupação vai desde a escolha do material “Na MooMoo adotamos o uso de algodão reciclado e desfibrado, fibras e tecidos de materiais reutilizados e introdução de materiais que seriam descartados por uma visão tradicional linear”, explica a diretora de operações, Rafaela Negrão Abagge, e passa pela elaboração do design do produto que é pensado para ter uma vida útil longa, com vestidos que podem se tornar camisetas conforme o crescimento da criança, por exemplo. Suas estampas valorizam a natureza e cultura brasileira e sua produção fomenta um relacionamento justo e saudável com produtores e mão de obra da comunidade. 

A marca, que iniciou de forma online e ampliou para o físico em lojas colaborativas e na sequência em revendas, hoje possui lojas próprias em Curitiba (PR) e está em expansão para Santa Catarina. De acordo com as empresárias o objetivo é aumentar a presença da MooMoo no Brasil com novas lojas em cidades estratégicas e mini franquias para pequenos empreendedores no formato venda direta. As empreendedoras também enxergam a oportunidade de internacionalização da marca “Acreditamos que há espaço e potencial para a internacionalização, tendo em vista uma curva mais acentuada de consumo de forma internacional e um processo de maturidade para marcas socioambientalmente responsáveis crescerem”, explica. 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s