TRÍADE DE INATIVIDADE PEDIÁTRICA E OS RISCOS RELACIONADOS À SAÚDE (PARTE 2)

Transtorno de déficit de exercício

Definido como condição caracterizada por níveis de atividade física que estão abaixo das recomendações atuais. O termo “transtorno do déficit de exercício” foi originalmente escolhido, para enfatizar a importância dessa condição e educar os pais sobre a importância da atividade física diária.

O resumo dos principais estudos atuais revelou que a maioria das crianças apresentava hábitos nutricionais anormais, sono perturbado, diminuição das atividades físicas diárias, realização escolar prejudicada, mudança de emoções e comportamentos e relações sociais deprimidas. Para exercícios físicos, aproximadamente 75% das crianças não praticavam exercícios físicos com medo de lesões, perda de tempo por causa das tarefas escolares, cansaço fácil e dispneia dadas como principais barreiras ao engajamento.

Dinapenia pediátrica

Define-se como uma condição caracterizada por baixos níveis de força e potência muscular, e limitações funcionais consequentes não causadas por doença neurológica ou muscular. Este é um importante constituinte do comportamento da atividade física, pois em um nível fundamental, é necessária uma quantidade suficiente de força muscular e poder para se mover proficientemente. Aqueles com baixos níveis de força muscular também são mais propensos a permanecer inativos, experimentar limitações funcionais e sofrer lesões relacionadas à atividade.

Além da força e poder muscular, dar a associação inerente com o funcionamento físico geral, também analisamos a disfunção física mais ampla relatada, incluindo o condicionamento cardiorrespiratório e outras medidas de desempenho de base física. O condicionamento cardiorrespiratório é definido como a capacidade dos sistemas circulatório e respiratório de fornecer oxigênio durante a atividade física sustentada e a medida “padrão ouro” do condicionamento cardiorrespiratório é alcançada através da avaliação do VO2max. O condicionamento cardiorrespiratório é um aspecto importante, além da atividade física, pois é considerado um índice independente preditivo da mortalidade e está associado a uma série de desfechos adversos à saúde em muitas condições crônicas diferentes.

Em resumo, a DP (em todas as etapas) está associada à capacidade de exercício prejudicada, desempenho físico e força muscular em crianças. Os potenciais mediadores do impacto da DP nesses desfechos são provavelmente multifatoriais e incluem retardo de crescimento, acidose, mau estado nutricional e uma série de distúrbios metabólicos.

Analfabetismo físico

Isso se refere à falta de confiança, competência e motivação para se envolver em atividades físicas significativas com interesse e entusiasmo. Níveis mais elevados de alfabetização física são reconhecidos como fundamentais para a participação regular na atividade física ao longo da vida. O analfabetismo físico abrange domínios psicomotores, cognitivos e afetivos da aprendizagem e, como tal, as intervenções precisam ser reforçadas com estratégias pedagógicas, motivacionais e sociais eficazes para que os jovens inativos possam aprender o valor da atividade física.

Claramente, o papel dos professores de educação física é importante no engajamento das crianças com exercícios e atividades esportivas. Prescrevendo com sensibilidade e precisão evitando no primeiro momento qualquer atividade física excessiva.

CONCLUSÃO:

A atividade física regular e os níveis mais elevados de aptidão cardiorrespiratória e muscular estão associados à redução do desenvolvimento de muitas doenças crônicas e à sua morbidade e mortalidade simultâneas. Ao lado da saúde física, melhorar e normalizar os níveis de atividade física também pode beneficiar a saúde mental e social, bem como o desempenho acadêmico.

A compreensão da ciência do exercício pediátrico precisa ser equilibrada com a valorização dos métodos de ensino que motivam as crianças a se moverem e assumirem a responsabilidade por suas próprias ações.


Top Physical

Raphael Mello Block | Profissional de Educação Física | CREF – 4547/SC

Rua Lauro Muller, 863 | Fazenda | Itajaí -SC

📱 (47) 3348-2424 | 📱 (47) 9 8817-9357

http://www.topphysical.com.br

@tpsaudefisica                                                                                                                     

@raphael.saude

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s