O EXERCÍCIO É BENÉFICO PARA SUA SAÚDE

O exercício é uma das terapias mais prescritas tanto na saúde quanto na doença. 

Há evidências irrefutáveis que mostram os efeitos benéficos do exercício tanto para prevenir quanto para tratar várias doenças. Pesquisadores mostraram que homens e mulheres que relatam aumento dos níveis de atividade física e aptidão têm reduções no risco relativo de morte (em cerca de 20%-35%) (Blair et al., 1989; Macera et al., 2003). 

Pesquisas recentes sugerem que incrementos modestos no gasto energético devido à atividade física (∼1000 kcal por semana) ou um aumento na aptidão física de 1 MET (equivalente metabólico) está associado à redução da mortalidade em cerca de 20% (Myers et al., 2004). Mulheres fisicamente inativas de meia-idade (praticando menos de 1h de exercício por semana) experimentam um aumento de 52% na mortalidade por todas as causas, uma duplicação da mortalidade cardiovascular e um aumento de 29% na mortalidade relacionada ao câncer quando comparadas com as fisicamente ativas (Hu et al., 2004). 

Assim, há evidências claras de que a atividade física regular produz efeitos significativos à saúde e reduz o risco de morte prematura por qualquer causa e de doenças cardiovasculares, em particular entre homens e mulheres assintomáticos. 

Os benefícios da atividade física são evidentes, não só em pessoas saudáveis, mas também em pacientes. Ensaios observacionais e randomizados têm demonstrado que a atividade física regular contribui para o tratamento de diversas doenças crônicas (Bouchard et al., 1994; Warburton et al., 2006a). Há evidências para prescrição de exercício na prevenção primária e secundária de doenças pulmonares e cardiovasculares (DC, doença pulmonar obstrutiva crônica, hipertensão, claudicação intermitente); distúrbios metabólicos (diabetes tipo 2, dislipidemia, obesidade, resistência à insulina); doenças musculares, ósseas e articulares (artrite reumatoide, fibromialgia, síndrome da fadiga crônica, osteoporose); câncer; e depressão (Pedersen e Saltin, 2006; Warburton et al., 2006a). 

Mesmo que o exercício seja um agente terapêutico eficaz para todas essas doenças, como em qualquer outro medicamento, a dosagem (volume e intensidade do exercício), a frequência de administração (sessões por semana), o tipo (exercício aeróbico versus resistência), efeitos sistêmicos e psicoativos e contraindicações e efeitos colaterais do exercício devem ser levados em conta para alcançar o melhor desfecho clínico. 

Por exemplo, tanto a resistência quanto o treinamento aeróbico têm se mostrado benéficos para o controle do diabetes; no entanto, o treinamento de resistência pode ter maiores benefícios para o controle glicêmico do que o treinamento aeróbico (Dunstan et al., 2005).

Aproveite os benefícios do exercício físico para sua vida, procure acompanhamento profissional qualificado e sinta-se mais saudável e produtivo.


Top Physical
Raphael Mello Block | Profissional de Educação Física | CREF – 4547/SC
Rua Lauro Muller, 863 | Fazenda | Itajaí -SC
📱 (47) 3348-2424 | 📱 (47) 9 8817-9357
http://www.topphysical.com.br
@tpsaudefisica
@raphael.saude

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s