Feijão sem arroz

Dez entre dez brasileiros preferem feijão … Esse é o início da música “Preto Maravilha “, das Frenéticas e que foi o tema de abertura da novela “Feijão Maravilha, exibida pela Globo em 1979. Dez entre dez é exagero, mas com certeza o feijão é ingrediente quase indispensável na mesa do brasileiro e curiosamente, o preto maravilha, ingrediente básico da nossa feijoada longe de ser uma unanimidade é uma exceção. Apenas nos estados do Rio de Janeiro, Santa Catarina e Rio Grande do sul ele é consumido cotidianamente. Nos demais estados a preferência recai por outros tipos notadamente o carioquinha, além disso no Brasil o feijão está associado diretamente ao arroz. O verdadeiro prato nacional não é a feijoada e sim feijão com arroz. Mas e feijão sem arroz? Pode soar estranho para muitos, mas o feijão é tão versátil que se presta a inúmeras receitas onde o arroz é absolutamente desnecessário ou simplesmente não faz parte. Acha que não? Então vamos a algumas delas:

Quem não conhece a salada de feijão fradinho com bacalhau que muitas vezes vira prato principal? O acarajé que é feito com massa de feijão fradinho e recheado com vatapá, embora seja de origem africana e não baiana é muitíssimo apreciado em todo o Brasil. Na Itália a salada de Pulpo com fagiolli, feita com feijão branco é muito apreciada e muitos restaurantes aqui no Brasil também a servem. Os atletas de prova de resistência gostam muito e as nutricionistas recomendam uma salada de vários tipos de feijão. O tutu de feijão e o feijão tropeiro que em Minas Gerais é feito com feijão carioquinha. A dobradinha feita com feijão branco, tripas e carne de porco. Temos também com feijão branco, a feijoada de frutos do mar tão apreciada por muitos e o Cassoulet, a feijoada francesa que é feita com feijão branco, pato, carne de porco e gratinada com farinha de rosca.

Em todas essas preparações o arroz é absolutamente desnecessário! Na feijoada brasileira mais importante que o arroz é a farinha e a couve, sem falar no torresmo que deve ser sempre bem crocante. Porém, antes de deixar algumas receitas faz-se mister algumas dicas: todo e qualquer feijão tem de ser catado e lavado antes; tanto o feijão branco como o preto necessitam ser deixados de molho. No caso do feijão preto não troque a água do molho ou o caldo ficará cinza. O feijão vermelho por ser muito macio não precisa ficar de molho. Sei que muitas donas de casa por economia de tempo e gás gostam de usar panela de pressão. De fato, o tempo de cozimento é praticamente a metade. Porém, o cozimento lento faz com que o feijão fique mais saboroso, pois pega melhor o gosto das carnes que utiliza e diminui o efeito “artilheiro” do feijão do qual falaremos a seguir. Já o feijão vermelho não precisa de panela de pressão. Todos sabem o que é esse efeito e ele ocorre porque o feijão contém muitos carboidratos que não são bem absorvidos pelo estômago. Esse efeito pode ser minorado das seguintes formas: consumir apenas o caldo, mastigar bem o feijão para facilitar a digestão ou colocar uma colher de sobremesa, rasa, de bicarbonato de sódio por quilo de feijão. Se for cozinhar o feijão com carne seca e/ou embutidos dessalgar bem e provar antes de temperar. As vezes nem precisa. Sabe aquela feijoada que sobrou e você quer guardar, pois: guarde o feijão separado das carnes. Com o tempo o sal apura e daí não tem jeito. Ou você cozinha umas batatas inteiras – o feijão vai cozinhar demais – ou põe mais água e aí vai mudar completamente o sabor. Se durante o preparo você perceber que está salgado, coloque pedaços grandes de abóbora e folhas de couve.

Finalmente o que beber com o feijão: como praticamente TODAS as receitas levam um pouco de gordura eu arrisco um bom rosé. Leves e refrescantes eles não vão pesar tanto na sua cabeça e ao mesmo tempo dar elegância a refeição. Desta vez não vou deixar nenhuma receita. Sei que você é uma cozinheira(o) de mão cheia. Portanto, um brinde ao feijão.

Por

Renato Justo

Chef de Cozinha

Balneário Camboriú recebe 2º Congresso Brasileiro de Autoconhecimento

Programação compartilhará conhecimento inspirador para questões pessoais e profissionais

O andamento da vida moderna aliado à quantidade de informação, às obrigações com a família e amigos e à necessidade de uma carreira profissional em ascensão, são fatores que podem levar à estafa mental e física. Neste sentido, se autoconhecer é uma maneira saudável de garantir uma sobrevida em harmonia com a felicidade e com o bem-estar.

Para recuperar o caminho para o equilíbrio e recuperar a autoestima, Balneário Camboriú sediará o 2º Congresso Brasileiro de Autoconhecimento (Vida!), cujo propósito é compartilhar caminhos para a evolução do ser, com significado, conectando todas as áreas dessa grande roda que é a vida. O evento será realizado nos dias 3 e 4 de agosto, no Clube Ariribá, com a expectativa de um público de mil pessoas.

A exemplo do ano passado, a programação chega com o objetivo de mudar vidas. Com temas pessoais e outros para incrementar a carreira, esta segunda edição está apostando no público corporativo. A idealizadora Samira Rocha comenta que entender nuances da área profissional é um passo importante para identificar a necessidade de equilíbrio também na vida pessoal.

“Além disso, colaboradores felizes vendem 37% mais produtos e serviços; produzem em média 31% mais e são três vezes mais criativos”, destaca a idealizadora do Vida! Ela reforça ainda que no âmbito profissional, as equipes poderão aprimorar o autoconhecimento através de palestras instigantes e reflexivas, expandir fronteiras de relacionamento, conhecendo e firmando novas parcerias e estar em contato com 15 facilitadores inspiradores.

Cultura Organizacional do Vale do Silício será discutida no Vida

O público corporativo como líderes, diretores e gestores de RH terão uma conexão interessante nesta edição do Congresso Vida! Parte do conteúdo está voltada para estes profissionais com a apresentação das técnicas e orientações utilizadas em grandes empresas do porte de Google, Nubank, Microsoft, Trivago e Netflix, conectando bem-estar e felicidade dos colaboradores dentro das empresas. Por isso, a organização trará autoridades como o Helder Kamei, presidente da Associação de Psicologia Positiva da América Latina, Sven Frölich, alemão que já mora no Brasil há alguns anos e atua como treinador internacional de Comunicação Não-Violenta, Comunicação Intercultural e Mediação e que já atendeu a associação humanitária alemã “Internationaler Bund”, o exército alemão e o governo da Bavária, além de atuar no Brasil com diversas instituições.

Outro nome que estará presente no Congresso é Fernando Rocha, que esteve à frente do programa Bem-Estar, na Rede Globo, por vários anos. Com toda a experiência vivenciada, o jornalista passou por muitas mudanças pessoais e desenvolveu a palestra Metas e Desafios, onde  aborda qual os desafios que as pessoas enfrentam para conseguir transformar em realidade tudo o que foi planejado.

Eduardo Maróstica também estará presente no evento e comandará o tema Mudança de Mindset. Professor do MBA de Empreendedorismo e Novos Negócios na Fundação Getúlio Vargas, Eduardo fala sobre como nossas crenças nos bloqueiam e como é importante uma mudança de mindset.

E não para por aí, Allan Dias Castro e Tiago Corrêa falarão sobre autoconfiança. Isabel Otto, abordará o tema Espiritualidade, Laura Packer, falará sobre Nutrição Inteligente, Lucia Helena com Leis Herméticas, Mariane Nicoloso que trará o tema Carreira com Propósito, Nila Costa com Contribuição Social, além de Rosimar Almeida com Constelação Sistêmica. Estes especialistas conduzirão a pauta do Palco Vida nos dias 3 e 4 de agosto. Todos estes temas terão acessibilidade em Libras para o público com dificuldade ou sem audição.

Estão previstas atrações extras como música e apresentações teatrais, movimento Reiki, Yoga e Dança Circular, alimentação e venda de produtos sustentáveis, rodas de conversa para troca de experiências e um espaço kids para filhos dos participantes, com participação de escoteiros, brincadeiras em horta orgânica, contação de histórias, bumerangue e outras brincadeiras.

Como surgiu o Vida?

Essa é a pergunta que a empresária, mãe e esposa, Samira Rocha, se fez em 2014. O grande clique foi uma crise aguda de ansiedade quando estava no ápice de sua carreira profissional e com uma empresa em expansão e crescimento econômico. Apesar do casamento sólido de 14 anos à época, um filho de sete, e a possibilidade de viajar o mundo em suas férias, ela continuava com a mente conectada 24 horas por dia nos negócios.

Desde então, a vida a levou por muitas experiências e caminhos para encontrar respostas. Com a vida mais equilibrada e feliz, Samira quis levar sua experiência a mais pessoas e foi assim que o projeto Vida nasceu e cresceu, já alcançando a segunda edição do Congresso Brasileiro de Autoconhecimento.

Serviço

O quê: 2º Congresso Brasileiro de Autoconhecimento – Vida

Quando: dias 3 e 4 de agosto

Onde: Clube Ariribá, Balneário Camboriú

Informações e ingressos: http://www.vemprovida.com.br/congresso/

Por que não consigo ter bons resultados com meus treinos?

Olá, galera. Hoje nosso assunto é bem polêmico, muitos me questionam o porquê de não conseguir bons resultados nos treinos que fazem, então vamos entender quais os fatores que te levam a não ter seus objetivos alcançados!

Pois bem antes de tudo irei te fazer uma pergunta, quando você procura uma academia, clube, Studio você sabe qual é o seu objetivo? Quantos dias você poderá treinar? Quais suas metas?

Parece besteira, mas a grande maioria das pessoas não sabe o que quer quando começam a treinar, ou até mesmo falam que querem “emagrecer, ganhar massa muscular” e assim por diante, mas não pararão para se organizar em sua rotina do dia-dia.

Isso faz muita diferença em sua prescrição de treino, pois o seu treino é feito para suas necessidades, metas e disponibilidade em tempo para  treinar, muitos quando fazem a avaliação física dizem que virão treinar de 4-5 vezes na semana, mas aparecem duas ou, no máximo, três vezes na academia, diante disso se formos ver dos 20 treinos mensais que deveriam ser feitos apenas oito ou 12 foram concluídos.

E ai de quem fica a “culpa”?, o maior responsável em atingir seus objetivos é você, os treinadores são os “motivadores e facilitadores” , pessoas que irão conduzir para que você chegue a seus objetivos, as metas que você almeja só serão alcançadas se você se esforçar.

A melhora de sua alimentação, o foco e determinação em seus treinos é que faz toda a diferença no término do seu mês e plano de meta. Antes de tentar culpar o treino, academia, treinador, nutricionista pense no que você está fazendo para alcançar suas metas e objetivos.

Procure sempre bons profissionais para te ajudar, fico à disposição para poder esclarecer, tirar suas dúvidas e te ajudar a alcançar seus objetivos.

Grande abraço!

Por

Rodrigo Bender

Personal trainer

Academia Estação Azul

estacaoazul.com.br 

47 3045.3139 | Centro | Itajaí 

Muffin de cacau sem glúten e sem lactose

Massa

3 ovos

1 xícara de leite de Coco

1/3 de xícara de óleo de Coco

1 xícara de açúcar demerara 1 colher (sopa) de cacau em pó

2 xícaras de farinha de arroz integral

1 colher (sobremesa) de fermento em pó

Bata os ovos com o açúcar no liquidificador e vá acrescentado cada ingrediente, por último o fermento.

 

Calda

1 xícara de leite sem lactose

1 colher (sopa) de cacau em pó

2 colheres (sopa) de açúcar demerara

1 colher (sopa) de amido de milho

Em uma panela misture tudo e coloque para ferver misturando sempre.

Coloque em cima dos muffins já assados e polvilhe granulado sem glúten e sem lactose.

Por

Tânia Fernandes

Terapeuta nutricional e proprietária do Univital

Univital

Rua: Felipe Schimidt, 40 | Centro – Itajaí

Tel: (47) 3349.1132 

De segunda a sexta das 7h às 20h30min 

Sábado das 8h às 14horas

Quando fazer uma abdominoplastia?

Quando bem indicada a realização de abdominoplastia geralmente entrega resultados muito bons e o conhecimento da técnica e de seus benefícios é muito importante para muitas pacientes perderem o receio com essa cirurgia tão consagrada.

Uma dúvida muito frequente entre as pacientes é se elas devem fazer uma lipoaspiração de abdome ou se devem associar uma abdominoplastia. Quando necessário, a abdominoplastia entrega resultados muito agradáveis, tanto para uso de roupas do cotidiano (vestidos, calças, roupa íntima) quanto para o uso de roupas de banho (praia e piscina).

Em termo gerais, para você saber quando precisa de uma abdominoplastia basta observar seu abdome. Se há estrias e excesso de pele com uma flacidez evidente, você provavelmente tem indicação de uma abdominoplastia. Flacidez e deformidade no umbigo é outro indicativo importante, além do famoso “estômago alto”. Algumas vezes, esse excesso de pele pode ser pequeno e só aparece quando a pessoa está sentada. Nesses casos, a indicação é um pouco mais difícil e aí quem pode te dizer isso com maior precisão é o Cirurgião Plástico.

Nos dias de hoje é comum a associação da abdominoplastia com lipoescultura, o que potencializa o resultado. Com a lipoescultura as curvas são melhoradas, principalmente nas costas o que valoriza a cintura e o contorno do bumbum. Além disso, a lipoenxertia dos glúteos procura deixar o bumbum mais redondo, cheio e empinado. Procure sempre um cirurgião plástico associado a Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica para uma avaliação e tirar todas as suas dúvidas.

Por

Dr. Guilherme Luis Schmitt
Cirurgião Plástico CRM/SC 18.239
Especialista pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica

Itajaí
Riviera Business & Mall
(47) 3021-5921 | 99293-4020
Av. Osvaldo Reis, 3281 – Sala 1503 – Praia Brava

Gaspar
Atitude Centro Empresarial
(47) 3332-8286 | 98480-8286
Rua São José, 253

Maternidade: o que ninguém te conta

Quando engravidei do primeiro filho todo mundo vinha me contar do quanto era maravilhoso ser mãe, de que nossa vida muda muito, mas que só seria gratidão e amor envolvidos. As pessoas faziam questão de mencionar o quanto aquilo foi a melhor coisa que aconteceu na vida delas, que a maternidade era realmente transformadora. E de fato, essas pessoas estavam certas.

No entanto, tem um lado que ninguém contou, até meu primeiro filho nascer e eu resolver desabafar com algumas amigas que já eram mães. Ninguém contou que eu sairia com uma barriga enorme da maternidade – e que talvez alguém acharia que eu ainda estava grávida (sim, isso aconteceu dentro do próprio hospital…risos); ninguém contou que nos primeiros meses a privação de sono nos deixa completamente desgastadas e que talvez o bebê não conseguisse mamar tão lindamente como nos comerciais e capas de revista. Ninguém contou que a gente não tem um “instinto” materno tão natural assim. Ninguém contou que os filhos dos outros, parecem estar sempre melhores que os nossos, e que muitas vezes vem um sentimento de frustração e fracasso imensos. Ninguém contou que a culpa é algo que nos acompanharia por tanto tempo.

E é justamente por estes motivos, que acho tão importante levantarmos a bandeira de falar sim desses lados que nem são tão belos na maternidade. Não quer dizer que eles apaguem as coisas boas, muito pelo contrário, eles apenas nos mostram que somos seres humanos, imperfeitos, errantes, e que sim, vez ou outra as coisas não sairão como planejado. Mas tudo bem, são fases, ora boas, ora ruins, e a gente sempre dá conta no final. Algum aprendizado vem, sempre!

É triste ver a maternidade sendo romantizada, e muitas mães se omitindo de falar disso, pelo simples fato de ter medo de julgamento. Afinal, se falarmos de forma realista e sincera, tudo fica mais fácil de lidar, podemos encontrar solução ou no mínimo acolhimento e empatia por parte de outras pessoas. Não é uma questão de amar ou odiar a maternidade, e sim, uma questão de aceitação. Aceitar o que vem independente do que nos faz sentir.

É justamente por ver frequentemente em consultório, uma luta das mães buscando fugir desses sentimentos ruins, e se sentindo culpadas por não estar amando absolutamente tudo no seu maternar, que afirmo o quanto precisamos ser realistas e pés no chão. Até porque, esta busca incessante por uma maternidade idealizada, é nada mais nada menos, que utopia.

Por isso, concluo afirmando que se você passou por situações as quais nunca te contaram, bem-vinda ao time, você não é a única. Sinta-se abraçada e acolhida!

Por

Ana Paula Majcher

Psicóloga – CRP:12/10780

Av. Cel. Marcos Konder, 1313, Centro, Itajaí – SC, 8801-300

(47) 99172-5620

Instagram: gestandoeaprendendo

Queda de cabelo: principais causas e como tratar

A queda de cabelo é um problema comum e uma das grandes queixas dos pacientes em clínicas dermatológicas.

Os cabelos fazem parte da proteção natural contra traumas e radiações solares, mas também exercem importante papel na autoestima entre homens e mulheres, pois emolduram a face e transmitem jovialidade.

Em média, uma pessoa perde cerca de 100 fios diariamente. Esse número, no entanto, quando ultrapassado, pode representar alguma doença e deve ser corretamente avaliado por um dermatologista.

Principais causas da queda de cabelo 

Eflúvio telógeno: causa mais comum de queda capilar transitória, e consiste na queda de fios em várias regiões do couro cabeludo resultando na diminuição da densidade capilar.

As causas podem ser as mais diversas como: 

– Pós-parto;

– Pílulas anticoncepcionais;

– Infecções;

– Traumas físicos e/ou emocionais;

– Pós-operatório;

– Distúrbios hormonais;

– Deficiência de vitaminas, proteínas e minerais;

– Medicações orais: antidepressivos, inibidores de apetite, anabolizantes, anticonvulsivantes, anti-hipertensivos, anticoagulantes;

– Dietas restritivas e má alimentação.

Alopécia Androgenética (“calvície”): doença genética e progressiva que leva ao afinamento e rarefação dos fios. Os primeiros sinais podem surgir no início da idade adulta, sobretudo se há antecedentes familiares. Os homens são os mais atingidos e a queda é mais acentuada nas têmporas (“entradas” na região da testa) e na “coroa”. Nas mulheres os cabelos vão se tornando mais finos e há uma rarefação difusa nas regiões da parte mais alta da cabeça e frontais (acima da testa).

Diagnóstico 

É realizado pelo dermatologista que fará rigorosamente as avaliações hormonais e a realização de exames clínicos e laboratoriais de sangue, quando necessários, para excluir uma ou outra causa da queda de cabelo.

Tratamento

Irá variar de acordo com as características e necessidades de cada paciente analisado.

– Medicamentos tópicos: minoxidil, fatores de crescimento.

– Medicamentos de uso oral: finasterida, dutasterida, espironolactona.

– Vitaminas: reposição de ferro, zinco, vitamina D, biotina

– Laser e LED: estimulam a circulação sanguínea no couro cabeludo e auxiliam na recuperação da saúde capilar;

– Intradermoterapia capilar: injeção de medicamentos e vitaminas no couro cabeludo;

– MMP (Microinfusão de Medicamentos na Pele): utilizada em especial para o tratamento da alopécia androgenética masculina e feminina. Usa máquina com microagulhas estéreis para perfuração do couro cabeludo e infusão de diversos tipos de ativos que irão atuar diretamente no folículo piloso.

– Transplante capilar: é uma opção nos casos mais avançados, nos quais já ocorreu dano irreversível nos folículos e não houve resposta completa com os tratamentos citados anteriormente.

Deve-se lembrar que o tratamento é prolongado e os resultados surgem após alguns meses de cuidados diários. A reavaliação é sempre necessária para quantificar a resposta individual aos tratamentos e, se necessário, modificação das medicações e associação com outras terapias.

Por

Dra. Giane Pelegrini

Médica dermatologista 

CRM/SC 11585 RQE 12128

Edifício Seixas Business Tower 

Rua Dr. Nereu Ramos, 197 | Sala 895 – Centro – Itajaí – SC

(47) 3311-3223 / 98866-8336 Whats App

Facebook: Dra. Giane Pelegrini | Instagram: dra.giane.pelegrini

Ortodontia na terceira idade: quais os tratamentos indicados?

Muitas pessoas acreditam que o uso de aparelhos ortodônticos é para os jovens, e que não existem tratamentos para a terceira idade. Isso não é verdade. Inclusive, o tratamento dentário para a terceira idade, ou melhor idade, pode ser trabalhado com técnicas diferentes, pontuais e otimização do tempo. Portanto, a ortodontia para os idosos é possível, sim, desde que trabalhada com ética e cuidado, assim como todos os outros pacientes.

Os pacientes idosos tendem a apresentar uma diminuição óssea, característica do envelhecimento, que pode ser agravada pela presença de doenças periodontais ao longo da vida. Alguns ainda podem apresentar perdas dentárias ou utilizar algum tipo de prótese. Estes fatores não são, de forma alguma, limitantes para o tratamento ortodôntico, mas faz-se necessário um correto planejamento com um ortodontista, aliado a uma equipe de dentistas multiprofissional.

O trabalho realizado com pacientes com 60, 70 ou mesmo a partir de 80 anos é muito seguro. Atualmente existem processos mais tranquilos, sem efeitos colaterais e com poucas limitações. A ortodontia na terceira idade não é mais vista com dificuldades, como antigamente. É um trabalho profissional e o paciente é visto como uma pessoa adulta, com as limitações que qualquer outro paciente adulto possa ter, simples assim.

De que forma, então, a ortodontia pode ser útil na vida das pessoas idosas? De muitas maneiras. É comum encontrarmos estes pacientes com perdas dentárias e, assim, alguns chegam no consultório querendo realizar um implante e alinhar a arcada, priorizando benefícios estéticos e funcionais. Nesses casos, muitas vezes precisamos reestabelecer o espaço que existia em sua boca, para que o implante possa ser instalado. Às vezes, estes pacientes idosos perderam dentes em uma idade mais jovem e, devido ao equilíbrio funcional, os outros dentes tendem a migrar para o espaço que surgiu na arcada. Esta é uma das principais razões de se colocar um aparelho fixo, ou um alinhador, na melhor idade.

O interessante é que o trabalho não precisa ser feito em toda a boca. Um ortodontista, depois de fazer a avaliação do paciente, por exemplo, pode sugerir que o aparelho seja instalado somente em alguns dentes, realizando mecânicas pontuais. Porque essa técnica pode ser feita? Justamente pensando no conforto e bem-estar. Dependendo do caso clínico, não é necessário que o idoso coloque aparelho em todos os dentes. Pode-se lançar mão de técnicas segmentadas e dispositivos de movimentação e ancoragem somente nos dentes problema, ou que se deseja movimentar. Sendo assim nesses casos pode-se trabalhar de forma isolada e pontual.

Por fim, outro ponto muito importante dentro do trabalho realizado com os idosos são as questões estéticas, que não devem ser deixadas de lado. A auto-estima, o sentir-se bem consigo mesmo, é um sentimento importante em todas as idades, e entre os idosos isso não é diferente. Muitas vezes a pessoa envelhece, mas continua jovem. Já presenciamos alguns casos de pacientes que fizeram questão de colocar aparelhos metálicos com elásticos coloridos. Para os mais discretos pode-se sim utilizar os alinhadores, não existe contra indicação no tipo de aparelho escolhido nesta idade. O que queremos é que nossos idosos se sintam melhores, mais saudáveis e cheios de juventude. A ortodontia na melhor idade é sim uma realidade possível e muito próxima dos pacientes.

A autora: Ingrid Müller Ledra é ortodontista, secretária da Associação Brasileira de Ortodontia e Ortopedia Facial, a ABOR-SC. Mestre e Doutoranda em Ortodontia pela Universidade Estadual Paulista – UNESP, Araraquara.

Universo do Bebê

Uma das mais conceituadas e completas lojas de artigos infantis da região se tornou a queridinhas das mamães, avós, titias e madrinhas na hora de pensar no enxoval completo ou em um presente para os pequenos.

A chegada de um bebê na família é, com toda a certeza, uma das maiores alegrias na vida de qualquer pessoa. Além disso, é um momento que requer uma grande preparação, afinal será necessário pensar em tudo, até mesmo onde este novo serzinho irá dormir, quais roupinhas irá vestir, se a estação em que chegará será fria ou quente, entre incontáveis outros fatores e itens. Sim, são tantos detalhes que parece não ter fim, não é mesmo?!

E foi pensando em ajudar as mamães, papais, vovós, titias e madrinhas, que surgiu há 14 anos a Universo do Bebê, com o objetivo de oferecer em um único lugar todos os produtos necessários para a chegada de uma criança. E não é à toa que ao longo de sua trajetória se consagrou na região com uma das mais completas lojas de artigos infantis. Com quatro unidades, sendo três na cidade de Itajaí e uma em Navegantes, somam mais de 1200m2 com produtos de excelência e bom preço. Além de ofertar qualidade e uma variedade incrível de produtos, item este considerado um dos diferenciais da loja, também investe no bom atendimento personalizado que, segundo os sócios à frente da Universo do Bebê – Cristiane Maria Correia Winter e Joacir José Winter, são pontos fundamentais para o sucesso de qualquer negócio: qualidade, preço e excelência no atendimento.

E sabe aquele cheirinho delicioso de bebê, que nos remetem à sensação de bem-estar, felicidade e sem falar na vontade que dá de apertar um nenénzinho, pois bem, é com esta fragrância que os clientes da Universo do Bebê são recebidos. Uma loja que encanta em todos os detalhes que, cuidadosamente, foram pensados para oferecer uma grande experiência em compras. E tem coisa mais gostosa do que produtos infantis? Cristiane complementa ainda dizendo que tudo que envolve este mercado é fascinante, feliz e repleto de amor. “A compra de produtos para uma criança é sempre alegre. Seja para um novo bebezinho que está prestas a chegar ou um que já esteja maiorzinho, não importa, quem vem comprar, vem contente. E para nós é uma satisfação enorme saber que fazemos parte desses momentos maravilhosos. Por isso, nossos clientes são tão especiais e devem ser recebidos e atendidos com a mesma alegria e confiança com que vem nos procurar”, pontua Cristiane.

Então se a sua ideia é montar o enxoval ou apenas presentear, mas procura uma loja que além de oferecer qualidade, variedade e bons preços, lhe permita uma experiência diferenciada em compras, a Universo do Bebê é o lugar certo. Você encontrará roupinhas super fofas, móveis a pronta entrega, carrinhos, acessórios e muito mais. Tudo o que o bebê precisa em um só lugar. Confira algumas das seções que a loja disponibiliza:

  • Acessórios
  • Banheira e suporte
  • Bebê conforto
  • Berço desmontável/cercado
  • Bolsas
  • Brinquedos
  • Cadeira auto
  • Cadeiras para refeição
  • Carrinhos
  • Enxoval
  • Kit Berço
  • Modinha meninos e meninas
  • Móveis
  • Poltronas e boosters
  • Puericultura leve
  • Tapetes

Universo do Bebê

Loja 01 – Rua Estefano José Vanolli, 1504

47 3246.5777 – São Vicente – Itajaí – SC

 

Loja 02 – Rua Filipe Schmidt, 334 (em frente ao 1º Batalhão)

47 3346.0330 | Centro – Itajaí – SC

 

Loja 03 – Rua Hercílio Luz, 260

47 3075.0839 | Centro – Itajaí – SC

 

Loja 04 – Av. João Sacavem, 1

47 3342.6410 | Centro – Navegantes – SC

BALNEÁRIO CAMBORIÚ RECECEBE 2ª EDIÇÃO DO WORKSHOP BABIES & KIDS

Evento acontece no próximo dia 6 de julho, das 11h às 22h, no espaço BS Hall do Balneário Shopping

Na vida poucas experiências são tão transformadoras como a parentalidade. A responsabilidade de criar um ser humano é sempre permeado por nossos dilemas, dúvidas e incertezas. Pensando nisso, a revista Bem-Estar criou o Workshop Babies & Kids, que chega à 2ª edição no sábado, 06 de julho.

O evento voltado para pais, mães e para o público infantil estreou no ano passado com grande sucesso no Balneário Shopping. O Babies & Kids conta com exposições, ciclo de palestras, shows com personagens infantis, desfiles e oficinas. Durante o ciclo de palestras, profissionais de diversas áreas irão compartilhar informações, conhecimento e trocas de experiências sobre o universo infantil.

Para Luciana Coutinho, editora da Revista Bem-Estar e organizadora do evento, a melhor aliada para pais e mães é a busca por informação de qualidade.

“Quando se tem conhecimento necessário, ficamos mais à vontade para lidar com que permeiam nosso dia a dia, e então é possível fazer escolhas que adaptam à nossa personalidade e rotina”, afirma.

O Workshop Babies & Kids será um momento único que irá proporcionar a conexão entre mães e pais, que anseiam por conhecimento, e informações sobre os diversos aspectos que envolvem a criação e cuidado com os filhos. A entrada é gratuita, mas para participar das palestras é necessário fazer inscrição. Confira a programação e participe!

INSCRIÇÕES (Necessárias apenas para as palestras)

https://forms.gle/1PoV8ktkWykmcncT7

As inscrições para as palestras são gratuitas e as vagas são limitas!

PALESTRAS

13:20h DESAFIOS NA EDUCAÇÃO DOS FILHOS NOS TEMPOS ATUAIS – PSICÓLOGO ARY MAOSKI

14h DICAS SOBRE AMAMENTAÇÃO – PEDIATRA KARINA HEUSSER NEVES

14:45h COZINHE PARA O SEU BEBÊ – NUTRICIONISTA CAROLINA THEILACKER SOMMERFELD

15:30h A IMPORTÂNCIA DO BRINCAR – FLAMBOYANT CENTRO EDUCACIONAL

16:15h MATERNIDADE: O QUE NINGUÉM TE CONTA – PSICÓLOGA ANA PAULA MAJCHER E JUSSARA FLORENCIO (VLOG E AÍ SARA)

17h ENSINO BILÍNGUE NA PRIMEIRA INFÂNCIA – MAPLE BEAR

17:45h DISCIPLINA POSITIVA PARA EDUCAR. INTELIGÊNCIA EMOCIONAL PARA GUIAR. – ANA FRANZ

18:30h HUMANIZAÇÃO: DO GESTAR AO NASCER –  GINECOLOGISTA E OBSTETRA MARIANA EING

DESFILES

(a partir das 19:30h)

MILON | BIBI | ATELIÊ FERNANDA MELLO

ATRAÇÕES

(a partir das 14h)

Apresentações musicais: INTERMEZZO
Oficinas: PLAYLIFE KIDS , CIRANDA CRIATIVA, LITTLE KICKERS
Shows:  ART ENCANTO PERSONAGENS E CASA X

Texto: Walkiria Verkade e Luana Cristina/ W Conecte