EFEITO DOS ELETRÔNICOS NO SONO DAS CRIANÇAS

Educadora do Sono Infantil alerta sobre o tempo que as crianças ficam expostas aos eletrônicos durante as férias

O uso de aparelhos eletrônicos é cada vez mais frequente entre as crianças. Desde muito pequenas, elas sabem mexer em telefone celular, tablet e escolher os desenhos favoritos na televisão. Durante as férias essa exposição tende a ficar ainda maior. Os pequenos são cheios de energia e, para os adultos, às vezes fica difícil de acompanhar. É nessa hora que os eletrônicos acabam entretendo as crianças que estão de folga.

O problema é que o hábito pode prejudicar as sonecas da tarde e o sono da noite. A superestimulação dos eletrônicos pode deixar as crianças irritadas, com dificuldades para aceitar limites. “É importante que você saiba reconhecer quando seu bebê está superestimulado e ajudá-lo a se acalmar, pois ele não sabe fazer isso sozinho”, diz a Educadora Integrativa do Sono Infantil, Ana Paula Franz.  E criança que não se acalma, tem dificuldade para dormir e pode ter um sono agitado.

À noite, o uso de aparelhos eletrônicos pode ser ainda mais crítico. Pesquisadores da Universidade da Califórnia/ EUA afirmam que a luz emitida pelo celular faz com que o nosso cérebro entenda que ainda não é hora de dormir, interferindo na liberação da melatonina, o hormônio do sono. Isso faz com que a pessoa durma menos e com menos qualidade. “No outro dia é comum ficar com dificuldade de memória e pouca capacidade de resolver problemas”, afirma Ana.

COMO ORGANIZAR A ROTINA DO SONO DO BEBÊ

Tanto para as sonecas diurnas quanto para o sono noturno, é importante que a mãe crie um ritual para o bebê entender que chegou a hora de dormir. Ele vai ficar calmo se souber o que vai acontecer. Um banho, uma troca de fraldas, uma massagem relaxante, historinhas e muito carinho, sempre igual, vão colaborar para um sono gostoso.

“O ritual deve ser construído de acordo com as necessidades e dinâmica de cada família”, explica Ana. Ela também alerta para a importância das sonecas durante o dia: “elas acalmam e ajudam a criança a dormir bem à noite. O cansaço traz irritação e dificulta o processo”.

QUANTO TEMPO UMA CRIANÇA DEVE DORMIR

As horas de sono variam de acordo com a idade. Quando um bebê é recém-nascido, ele dorme de 16 à 18hs entre o dia e a noite. Conforme vai crescendo as necessidades do dia diminuem e da noite aumentam, chegando a 12hs noturnas com um ano de idade e até 3hs de soneca no dia.

A educadora lembra que a Sociedade Brasileira do Sono recomenda que crianças até sete anos de idade estejam dormindo até as 20hs. “Isso respeita o ciclo natural do organismo, não o deixando extremamente exausto”, explica.

CONSULTORIA DO SONO

O serviço de consultoria do sono consiste em auxiliar gestantes e famílias com bebês e crianças de até cinco anos de idade que estão enfrentando dificuldades para dormir.

Durante o processo, Ana Paula, junto à família, busca entender o que está acontecendo com a criança, assim é possível compreender a rotina, adequar o ambiente e estabelecer hábitos saudáveis para promover o melhor sono possível para todos, sempre levando em consideração a saúde emocional da criança.

SOBRE ANA PAULA FRANZ

Ana Paula Franz é fisioterapeuta e empresária, com duas certificações em Consultoria do Sono Infantil (IMPI e FWII – EUA) e também educadora infantil em Disciplina Positiva.

Durante cinco anos foi empresária do ramo da beleza, em Blumenau. Foi quando engravidou do Miguel que começou a estudar sobre o sono e conheceu a escola americana. Aos seis meses, o filho dela, hoje com quase dois anos, já dormia 12 horas seguidas.

Agora, Ana ensina outros pais a fazerem o mesmo pelos seus filhos – tudo de maneira muito amorosa e acolhedora. A Bom Sono foi fundada em 2017 e presta consultoria via Skype para famílias em qualquer lugar do mundo. Por aqui, o atendimento pode ser presencial.

Contatos:

Ana Paula Franz 47 98851-5231 / @bomsonoconsultoria

Bianca Ingletto 47 99676-0100

Anúncios

Dia Detox – 6 receitas para retomar a rotina pós-festas

É natural após a época de festas de final de ano a gente dar uma inchadinha, afinal ninguém é de ferro para manter uma rotina de alimentação saudável em meio a ceias repletas de delícias.

Segundo a nutricionista Astrid Pfeiffer, autora do livro “Detox dia a dia” (Ed. Alaúde), a dieta detox ajuda a dar o suporte necessário para que os sistemas de detoxificação naturais do organismo sejam estimulados e assim limpem o organismo das substâncias tóxicas.

E para ajudar quem abusou nesses últimos dias, a nutricionista indica abaixo um cardápio com receitas para um dia completo de dieta, para limpar o corpo de todas as toxinas. Um pontapé inicial para quem precisa retomar os hábitos alimentares de maneira saudável.

Confira abaixo as receitas.

Café da manhã

Mingau de banana com cereais

1 porção | 15 minutos

1 banana média (125 g)

1 xícara de leite de arroz com amêndoas (240 ml)

2 colheres (sopa) de amaranto em flocos (15 g)

1 colher (sopa) de quinoa em flocos (10 g)

2 colheres (sopa) de uvas-passas pretas e brancas (25 g)

1 colher (sopa) de lascas de amêndoas (10 g)

¼ de colher (chá) de canela em pó (1 g)

1  Descasque a banana e corte em rodelas finas.

2  Coloque em uma panela o leite, o amaranto, a quinoa, a banana e as uvas-passas. Deixe aquecer até ficar na consistência de mingau.

3 Desligue e acrescente as lascas de amêndoas. Polvilhe a canela por cima. Sirva ainda quente.

Sugestões

Quanto mais tempo deixar no fogo, mais o mingau vai engrossar; você poderá escolher a consistência
que preferir.

Saiba mais

Entre os cereais integrais,
a quinoa e o amaranto são os mais ricos em proteína do grupo. São tão ricos nesse nutriente que são comparados aos alimentos vegetais mais proteicos que temos: as leguminosas (feijão, lentilha, grão-de- bico).

Lanche da manhã

Barrinhas de castanhas e banana

9 barrinhas | 20 minutos

1½ colher (sopa) de castanhas-do-pará (20 g)

2 colheres (sopa) de castanhas de caju sem sal (30 g)

1 pacote de bananada sem adição de açúcar (200 g)

2 colheres (sopa) de chia (20 g)

1  Corte as castanhas-do-pará em pedaços grandes e as castanhas de caju apenas ao meio, para manter seu formato, mas deixá-las mais finas.

2  Corte a bananada em pedaços pequenos e coloque em uma tigela. Aqueça no micro-ondas por 1 ou 2 minutos, no máximo, para amolecer apenas o suficiente para manuseá-la como uma massa.

3  Em seguida, junte os demais ingredientes à tigela e amasse com as mãos até que todos fiquem bem integrados.

4 Transfira essa massa para uma fôrma de vidro e abra com as mãos umedecidas. Corte as barrinhas no tamanho que desejar.

Sugestões

As castanhas podem ser substituídas por outras oleaginosas torradas sem sal, como amêndoas.

Almoço

Ravióli de chia com abóbora

20 unidades pequenas | 1 hora

2 pedaços médios de abóbora (180 g)

1/3 de xícara de leite de coco (80 ml; ver pág. 21)

1 colher (sopa) de chia (10 g)

½ xícara de farinha de inhame (80 g)

1/3 de xícara de farinha de arroz integral (40 g)

1 colher (sopa) de óleo de coco (15 ml)

1 colher (chá) de sal (5 g), e mais para temperar a abóbora

1  Coloque a abóbora em uma panela, cubra com água e cozinhe por 20 a 25 minutos, até amolecer. Retire da água e amasse com um garfo, temperando com um pouco de sal.

2  Aqueça o leite de coco até amornar. Desligue o fogo, junte a chia e espere alguns minutos até ela hidratar.

3  Coloque as farinhas, o óleo de coco e o sal em uma tigela. Junte o leite de coco com a chia e amasse bem até obter uma massa homogênea.

4  Espalhe um pouco de farinha de arroz na bancada. Abra a massa dentro de um saco plástico, usando um rolo para formar um retângulo fino.

5  Distribua colheradas do recheio da abóbora, deixando um espaço de dois dedos entre uma e outra. Feche a massa com cuidado, pois ela é frágil. Corte os raviólis e amasse as bordas com um garfo para fechar bem.

6 Em uma panela grande com água fervente, coloque devagar os raviólis para cozinhar. Quando subirem à superfície, retire-os delicadamente com a escumadeira. Sirva quente, com o molho de sua preferência.

Saiba mais

A abóbora é rica em betacaroteno, nutriente responsável pela sua cor alaranjada, e ganha da cenoura em quantidade de luteína e zeaxantina, substâncias que protegem a pele dos raios ultravioleta e agem principalmente na saúde dos olhos.

Lanche da tarde

Snack de grão de bico 

2 xícaras | 1 hora, mais o tempo do molho

1 xícara de grão-de-bico (200 g)

2½ xícaras de água filtrada (360 ml)

2 colheres (sopa) de azeite (30 ml)

¼ de colher (chá) de pimenta-do-reino moída na hora

1 colher (chá) de sal

1  Deixe o grão-de-bico de molho por 12 horas. Escorra e descarte a água.

2  Coloque os grãos e a água filtrada na panela de pressão e cozinhe por 10 minutos, contados a partir do momento em que a panela começar a chiar. Desligue o fogo e espere o vapor sair naturalmente.

3 Transfira para uma assadeira e junte os outros ingredientes, misturando bem. Asse em forno preaquecido (200 °C) por 45 minutos. Desligue e sirva em seguida.

Sugestões

Troque a pimenta-do-reino por pimenta-de-caiena ou páprica picante para variar o sabor. Você também pode acrescentar outras especiarias, como curry ou cominho.

Saiba mais

O grão-de-bico é fonte de proteínas, minerais, vitaminas e fibras, além de conter diversos compostos bioativos. Uma característica das leguminosas, em especial do grão-de-bico, é acumular triptofano, aminoácido precursor da serotonina, um neurotransmissor que regula o humor, proporcionando a sensação de bem-estar.

Jantar

 

Sopa de alho poró

7 porções | 30 minutos

6 alhos-porós médios (895 g)

3 inhames médios (330 g)

4 xícaras de água filtrada (960 ml)

1 colher (sopa) de sal (14 g)

Gergelim torrado a gosto

1  Lave bem o alho-poró. Descasque os inhames. Coloque tudo na panela de pressão com a água e o sal e cozinhe por 15 minutos, contados a partir do momento em que a panela começar a chiar. Desligue o fogo e espere o vapor sair naturalmente.

2  Depois que esfriar um pouco, transfira para o liquidificador e bata até obter um creme. Leve de volta para a panela e cozinhe mais um pouco sem tampar, até engrossar um pouco.

3 Sirva quente, salpicado com gergelim

Ceia

Chá de maracujá com camomila

4 xícaras | 15 minutos

4 xícaras de água (960 ml)

1½ colher (sopa) de camomila (3 g)

1½ colher (sopa) de folhas secas de maracujá (1 g)

Leve a água ao fogo. Quando ferver, desligue e acrescente os demais ingredientes. Deixe em infusão por 10 minutos. Quanto mais tempo deixar os ingredientes na água, mais forte ficará o seu chá.

Saiba mais

Esta é uma excelente combinação de ervas; relaxante e calmante, é ideal para tomar antes de dormir. Auxilia também no controle do estresse e nas cólicas menstruais.

Por

Giovanna

 

Gabriel Medina se diverte na região

O surfista Bicampeão Mundial, Gabriel Medina passou três dias em Itapema, onde ficou hospedado na casa de Lindomar Pasqualotto e sua esposa Schirley. Por aqui ele encontrou amigos e aproveitou para passear pela região. Entre eles estavam Lindomar Pasqualotto Júnior e o cantor Vitor Kley, que na quarta fez um show animado na casa para os convidados. Medina costuma passear por nosso litoral e não esconde que adora estar aqui. Ontem ele partiu para Jurerê Internacional.

gabriel medina e lindomar pasqualotto júnior

Cantor Bruno se hospeda em apartamento decorado da FG Empreendimentos

O cantor Bruno, da dupla Bruno e Marrone está passando as férias em Balneário Camboriú, onde está hospedado em apartamento decorado da FG há mais de uma semana. O cantor foi recepcionado pelos empresários Francisco e Jean Graciola, onde elogiou muito o alto padrão de qualidade dos empreendimentos. Jean Graciola diz que é uma honra receber o famoso hóspede e deixou no ar a possibilidade de termos mais uma celebridade com imóvel na região.

A FG Empreendimentos é uma das 10 maiores construtoras do país, já entregou 42 empreendimentos, resultando em mais de duas mil unidades. Para a FG, aliar metro quadrado construído com qualidade e inovação é sinônimo de credibilidade junto aos nossos clientes”, explica Altevir Baron, diretor comercial da FG Empreendimentos.

Foto: Divulgaçãofrancisco graciola, bruno e jean graciola

O presente que pode transformar o futuro do seu filho

Você já parou para pensar que tudo que está acontecendo hoje na vida do seu filho refletirá no futuro dele? Todas as experiências, sensações, vivências e a maneira como foi estimulado, tudo isso de alguma forma vai estar relacionado com quem ele será no futuro.

E se você puder disponibilizar a ele a oportunidade de desenvolver habilidades? E se as dificuldades que você tem hoje puderem ser evitadas pelos seus filhos? Não seria ótimo? Por isso, te chamamos para uma reflexão: de que forma você está contribuindo para este futuro?

Não se trata de encher seu filho de produtos, muitas vezes porque você mesma (o) não pode ter na infância e quer proporcionar para ele agora, o que às vezes acaba até por prejudicar em algum aspecto, se trata de proporcionar possibilidades reais que tragam valor, que desenvolvam habilidades, que façam com que dificuldades possam ser superadas. Estamos falando de um tempo de extremo valor para o seu filho, o tempo que você passa ao lado dele,
brincando e vivendo experiências juntos.

Nossa ideia com este artigo não é para te vender mais um produto, mas, sim, porque acreditamos nestas experiências. Isso porque nós da Eureka, valorizamos o poder do brincar. Sabemos que brincar sozinho é bom, mas que brincar junto é melhor ainda. E lembre-se: a família presente na infância de toda a criança tem um valor imensurável, e que a falta dela é maior ainda.

E para esses momentos únicos e de grande importância na formação de uma criança, não é preciso brinquedos caros. Você pode simplesmente pegar uma caixa de papelão no mercado e dela criar juntamente com o seu filho o que vocês quiserem. Não perca esta oportunidade, esses momentos são realmente únicos e o tempo não volta.

Se possível, diminua aos poucos ou se conseguir de uma vez só, o máximo que puder o uso das telas, tablets e smarthphones. E estimule seu filho a brincar, mas o brincar real, aquele que ele vai lembrar a vida toda. Faça isso uma vez ao menos e observe a alegria desta criança enquanto brinca, e as transformações que este tempo dedicado a ela podem ocorrer desde o seu comportamento até o desenvolvimento.

Muitos dos adultos que conhecemos hoje não tiveram seus pais brincando junto quando eram crianças. E se você puder fazer isso por eles hoje? Já pensou nas lembranças que seu filho terá quando crescer, isso não tem dinheiro que pague. Pense nisso!

E se quiser ajuda com brinquedos de verdade, que auxiliam no desenvolvimento, que tragam experiências reais, estamos à disposição. Será um prazer enorme fazer parte da sua história e da infância do seu filho!

Carinhosamente,
Kariny Naiara Muller Brum
Mãe do Arthur de 2 anos e proprietária da Eureka Brinquedos Educativos

Por que pensamos assim?

Por que pensamos de maneira tão diferente sobre uma mesma realidade? Tivemos na campanha eleitoral posições antagônicas acirradas dividindo pessoas que teriam tudo para conviver pacificamente e pensar da mesma maneira.

Política, religião e futebol costumam fidelizar seus simpatizantes a ponto de um excluir o outro. No esporte não faz sentido porque uma partida sempre é realizada entre dois concorrentes, nunca um só. Portanto, o outro não é um rival, e sim um parceiro. É um jogo, não uma guerra.

Na política temos os partidos, cada um defendendo um ponto de vista, por isso chamamos partidos, partes de um todo. Partido único não é partido. É preciso no mínimo duas partes. Não são inimigos. Não faz sentido falar em militância, pois não é uma guerra, e sim uma eleição, uma escolha. Na luta de classes pregada por Marx, Lenin e Gramsci, entre outros, adeptos da esquerda socialista, nunca haverá paz entre as partes porque são antagônicas. Faz sentido para eles o partido único, que não é partido, e sim ditadura, a do proletariado contra o inimigo comum que é o patrão, o proprietário ou dono. O estado se apresenta como defensor dos oprimidos, e se torna o único patrão. É a base da ideologia comunista/socialista. Ideologia que para funcionar precisa suprimir a liberdade e a propriedade. A justificativa é promover a igualdade social, que o capitalismo não protege por se basear na livre iniciativa e meritocracia.

Na religião, cada uma se diz a única verdadeira, mas os princípios são os mesmos. Todas pregam o perdão, o amor ao próximo, e a vida após a morte. Mas já tivemos guerras religiosas sangrentas e perseguições terríveis, com direito a fogueira, prisões e mortes, “em nome de Deus”. Aliás, muitas coisas são colocadas na conta de Deus, quando na verdade são interesses humanos defendidos em determinadas culturas.

Um dia teremos unidade de pensamento? Talvez. Mas para isso teremos que evoluir muito: cada indivíduo defender seus direitos tanto quanto os do próximo. E cada um cumprir seu dever para merecer os direitos.

Por

Ivo Fachini

 

Posse de Jair Bolsonaro conta com convidados catarinenses

Nesta terça-feira, 1º de janeiro de 2019 aconteceu a posse do Presidente Jair Bolsonaro, o 38º presidente do Brasil. Mais de 40 delegações estrangeiras compareceram à posse, entre elas a dos Estados Unidos, chefiada por Mike Pompeo, secretário de Estado norte-americano.

Quem recebeu convite para o coquetel no Palácio do Itamaraty foi o empresário catarinense Alcino Pasqualotto, que juntamente com sua esposa Marina viajaram a Brasília para prestigiar o evento. O casal aproveitou para acompanhar a cerimônia de posse de dentro do Palácio do Planalto, inclusive a passagem da faixa presidencial e a posse dos 22 novos ministros e depois seguiu para o coquetel, que contou com a presença de autoridades nacionais e internacionais. Devido ao rígido esquema de segurança não conseguiram a foto com Jair Bolsonaro, mas Alcino se disse confiante com o novo governo e feliz por participar de um momento histórico como este. “Uma energia de otimismo, de força, patriotismo tomou conta do nosso país, um Novo Brasil se inicia nesse dia 1º. Nosso futuro será conquistado pela maioria da população que elegeu pessoas de valor para nos guiar”.

Entre bolhas e borbulhas

Está chegando aquela que, para muitos, é a estação mais esperada de todas: o verão, que no hemisfério Sul coincide também com o Natal e o final do ano. E que ano!!! 2018 vai entrar – já entrou – para a história como um dos anos mais complicados do século e oxalá tão cedo não tenhamos outro igual.

Falando apenas de Brasil, nesse ano o país simplesmente parou. Só se falou de política, amigos brigaram, familiares deixaram de se falar e, enquanto isso, atravessamos uma das maiores crises econômicas e morais de que se tem notícia e quase nos enveredamos por uma trilha que fatalmente iria nos levar para um grande buraco negro do qual nunca mais sairíamos. Mas felizmente acabou. Agora vamos comemorar e festejar porque ninguém é de ferro.
Vamos estourar o champagne e deixar que aquelas bolinhas nos façam ver estrelas. Sobre ele Winston Churchill dizia “Merecido na vitória e necessário na derrota”. Nos anos 70, em plena ditadura, Zózimo Barroso do Amaral, colunista social do Jornal do Brasil já dizia: “Enquanto houver champagne, há esperança.”

Mas, antes, é bom que saibam que nem todo vinho espumante pode ser chamado de champagne. Champagne é o nome dado à uma região do nordeste da França e somente os vinhos espumantes feitos naquela região podem ser assim denominados. Em sua confecção normalmente entram as uvas Chardonay, Pinot noir e Pinot meunier. Os outros são chamados apenas de espumantes. Entre esses, vale a pena destacar a Cava, feita na Espanha com as
cepas Macabeo, Parellada e Xarel-o. Na Itália temos o delicioso Prosecco que muita gente não sabe – talvez você também não – é feito com a uva de mesmo nome. Em Portugal temos o vinho verde que é produzido apenas na região entre os rios Douro e Minho. E em sua confecção entram as castas Alvarinho, Loureiro e Arinto. Apesar de não ser exatamente um espumante ele é levemente frisante.

Frisante? O vinho frisante é aquele em que não ocorre uma segunda fermentação resultando em um vinho com menos gás carbônico ou “bolhinhas” e com menos teor alcóolico. No Brasil destacam-se os espumantes feitos no Rio Grande do Sul e Santa Catarina. Na região nordeste no vale do rio São Francisco o destaque vai para os espumantes doces feito com a uva moscato e que normalmente são servidos em festa de casamento para serem consumidos com o bolo. Há quem goste, mas é melhor deixar pra lá.

Na cozinha o camarão ao champagne, é quase uma unanimidade e a receita é simples: grelhe no azeite, meia dúzia de camarões grandes, descascados. Junte uma taça de champagne e deixe reduzir e finalize com uma colher de sobremesa de nata. Deixe engrossar um pouco e sirva com arroz de amêndoas. No meu restaurante eu acrescentava algumas fatias de maçã verde. Além disso, vários drinques podem ser preparados com o champagne, como o Kir que
leva espumante e licor de cassis ou o Kir royal esse sim feito da mesma forma, mas com um legítimo champagne, o Belini que mistura champagne com suco de pêssego e mais recentemente o Black Velvet uma mistura de cerveja estilo Dry stout com champagne em partes iguais. Mais recentemente, um drinqye que está fazendo bastante sucesso é o Aperol: que mistura Proseco, Aperol, laranja em rodelas e gelo. Finalizo essa coluna com um convite a
um brinde! Se não achar um motivo que tal mais um dia vivido e entre bolhas e borbulhas sejamos todos felizes.

Por

Renato Justo

Chef de Cozinha

Traumas Emocionais

A palavra trauma foi absorvida da física, onde trauma se refere à pressão que os materiais sofrem.

No decorrer da nossa vida, coletamos uma série de traumas emocionais e psicológicos em conflito com outras pessoas. Estes traumas emocionais são partes de nosso passado e muitas vezes inconsciente. Seus efeitos são, no entanto, reais: geralmente estes traumas emocionais e psicológicos estão no fundo de nossas emoções, humores negativos e, muitas vezes, explosões emocionais aparentemente inexplicáveis.

É na infância que sonhos, medos tem um impacto maior. Um medo quando não tratado na infância, implica em um medo maior na fase adulta, o que pode de alguma forma interferir em todos os momentos da vida. Por isso, a infância é considerada uma fase importante e os pais precisam ficar atentos aos quadros emocionais dos seus filhos para que eles não desenvolvam traumas ou até doenças.

Traumas podem influenciar no sentido de impedir de fazer coisas que seriam benéficas, como por exemplo deixar de viajar pois esta pessoa passou por sofrimentos durante viagens anteriores.

Para curar os nossos traumas emocionais, devemos ficar alertas, e temos de reconhecer os padrões de comportamento que estão enraizados na ferida interna, e temos de assumir a responsabilidade por esse comportamento.

Para que um trauma seja vencido, a pessoa precisa superar a experiência negativa que sofreu. Dessa forma ela não mais se sentirá afetada pela lembrança daquele momento e as emoções negativas não serão despertadas outra vez.

No entanto, nem sempre é possível conseguir superar esses eventos sozinho e adotar uma nova postura. Em outros casos, as memórias que geram os traumas podem ser bloqueadas pela mente, como uma forma de autoproteção. Quando isso acontece, o indivíduo nem mesmo consegue identificar porque se sente assim e o que aconteceu para que ele alcançasse esse ponto em que se encontra.

Para descobrir se os medos e frustrações podem estar atrelados a traumas de infância é importante buscar a ajuda de um profissional psicoterapeuta. Através da psicoterapia você vai poder identificar esses traumas, e ressignificá-los de forma que não atrapalhem sua vida.

O papel da psicoterapia nesse caso é fazer com que o adulto perceba que não é mais aquela criança inocente, submissa, indefesa e despreparada que acreditava ser. Junto com o terapeuta, o indivíduo traumatizado vai encontrar caminhos para redescobrir sua força, sua energia e sua vontade de viver. Para isso, é necessário que o trauma seja revivido não só com lembranças, mas com emoções e afetos correspondentes. É preciso que o sujeito retorne àquele lugar doloroso, mas encontre segurança no meio do caos não elaborado anteriormente. A terapia vai fazer com que o indivíduo organize aquilo que ficou fragmentado no decorrer da vida. As lacunas do viver serão preenchidas por pensamentos de confiança, tranquilidade, força e ousadia para se colocar no mundo de forma ativa e positiva. Essa força será sentida no corpo e na mente.

Por

Sara Cruz Frota

Psicóloga CRP 12/16061 

Psicóloga Clínica / Psicologia Organizacional 

47  98410,1800

frotasara@gmail.com

 

Empresário catarinense recebe convite para a posse de Jair Bolsonaro

Santa Catarina foi um dos estados onde o candidato eleito à presidência da República, Jair Bolsonaro obteve maior votação. Com apoio da classe empresarial de diversos setores o então candidato recebeu cerca de 76% dos votos válidos e deve comandar o país a partir de 1º de janeiro.

Tradicionalmente o primeiro dia do ano também marca a posse do novo presidente, que após a cerimônia pública recebe um seleto grupo de convidados para uma recepção no Palácio do Itamaraty. O concorrido evento é para poucos, mas o empresário Alcino Pasqualotto, de Itapema, que nunca escondeu seu apoio a Bolsonaro foi um dos convidados para o evento, juntamente com a esposa Marina Pasqualotto. O casal embarca rumo a Brasília para acompanhar a cerimônia, que acontece às 18h30.

“É uma honra receber um convite destes e poder prestigiar o novo presidente. Espero que seu governo traga mudanças positivas para o país e nossos cidadãos”, pontuou Alcino.001.jpg