Bolo de aipim com ameixa e cereja

Ingredientes
– 250g de aipim cozido
– 2 ovos
– 4 colheres de óleo de coco
– 1 xícara de açúcar demerara
– ½ xícara de farinha de arroz
– 1 colher de fermento em pó

Calda
– Melado
– Cereja
– Ameixa

Modo de preparo
Bater todos os ingredientes no liquidificador, por último o fermento em pó. Para a calda, forrar uma forma de ferro com melado, ameixa e cereja. Colocar a mistura da massa em cima. Levar ao forno.

Por

Tânia Fernandes

Terapeuta nutricional e proprietária do Univital

Univital

Rua: Felipe Schimidt, 40 | Centro – Itajaí

Tel: (47) 3349.1132 

De segunda a sexta das 7h às 20h30min 

Sábado das 8h às 14horas

Especialmente para elas!

Uma tarde no shopping, um café com as amigas ou um cineminha pós-trabalho. Um dos melhores presentes para uma mãe é um momento só dela. Selecionamos dicas lindas e poderosas de grifes do Balneário Shopping para que ela arrase neste inverno. Confira!

Tricot sempre
Este tricot novinho com cara de antiguinho da SHOULDER vai deixar a mamãe quentinha nesta estação.

Mistura bem dosada
O look descontraído da CANAL CONCEPT com a camiseta de algodão com lettering faz uma mistura bem dosada de texturas.

Paris 6 Café
Que tal levar a mamãe para provar as delícias do Paris 6 Café do Balneário Shopping? O Grand gateau au pavê de chocolat blanc à Yanna Lavigne é uma delas. A unidade catarinense acompanha todo o estilo das demais lojas da rede, com arquitetura e ares parisienses dos anos 1920. Ela vai amar!

Anos 60
Influenciados pelos anos 60, diferentes grafismos em preto e branco se encontram no Inverno da LE LIS BLANC. A diva Carol Trentini é a musa da marca nesta estação.

Sensual e elegante
Dica infalível para deixar o visual mais interessante: tricot com lurex + seda + renda + couro croco da TWENTY FOR SEVEN. Perfeito para um jantar a sós com o papai.

Animal print
A tendência para o Inverno 2019 é a mistura do animal print. Nesta bota da RAPHAELLA BOOZ ficou simplesmente divina!

Balneário Shopping

Facebook: Balneário Shopping

Instagram: balnearioshooping

balneariocamboriushopping.com.br

 

Bistrô Estaleiro Guest House prepara almoço especial para o Dia das mães

Para celebrar uma das datas mais especiais do ano, o Bistrô Estaleiro Guest House preparou um menu especial para o dia das mães, no próximo domingo.
O chef Henrique Naldony desenvolveu um cardápio delicioso e recheado de amor e carinho, com entrada de queijo brie empanado em farinha panko servido com geleias de frutas vermelhas. Serão dois pratos principais, o primeiro com peixe branco grelhado, cubos de batata, mini cebola caramelizada, aspargos, crocante de milho e creme cítrico de limão siciliano, e o segundo prato, escalope de file mignon, purê de batata com pó de bacon, crocante de batata com molho béarneaise e para encarrar o saboroso menu, a sobremesa, será um éclair recheado com creme de chocolate 70%, glaçagem de frutas vermelhas. O menu especial do dias das mãe será no valor de R$ 108,00 por pessoa, atende com reservas.
O Bistrô fica localizado na Estaleiro Guest House, na praia do Estaleiro, em Balneário Camboriú.

Serviço:
Horário a partir do meio dia
Trabalha com reservas
Fones: 55| 47| 3264-5517 | 3363-5071

Praia do Estaleiro Guest House Residence
Rododvia LAP Rodesino Pavan , no. 3987
Praia do Estaleiro
Balneário Camboriú-SC
www.esteleiroguesthouse.com.br

Sandes típicos de Portugal

Quando pensamos em cozinha portuguesa a primeira coisa que nos vem à mente é o bacalhau. Depois o azeite e o vinho do Porto que não é feito no Porto, mas em cidades próximo a nascente do Douro e as caves são em Vila nova de Gaia ou simplesmente Gaia. Este é o estereótipo, assim como eles acham que cozinha brasileira é feijoada e churrasco.

Dos dois lados do atlântico sabemos que há mais coisas apenas não conhecemos, sabemos que há outros pratos, mas e os sandes? Sandes? O que será isso? Sandes é como os portugueses chamam os sanduiches. A iguaria criada no século XVIII por John Montagu, 4°conde de Sandwich, que um dia, não querendo se afastar da mesa de carteado
para comer, pediu que lhe servissem um pedaço de carne entre duas fatias de pão, ganhou o mundo e várias versões foram criadas.

Os mais célebres são o hamburguer e o misto quente que podem ser facilmente encontrados, em várias versões em quase todo o mundo. Mas vários países têm os seus sanduiches típicos e assim como no Brasil, nós temos o americano, o bauru e o beirute, os portugueses também tem os seus. Só que não são tão divulgados e conhecidos entre nós.

Estou falando de sandes típicos e não de hambúrgueres e misto quente que por aqui chamam de tosta mista. O mais conhecido deles é o Prego no Pão! Este delicioso sande é basicamente um bife coberto com mostarda ou molho picante, com queijo e posto dentro de um pão redondo de casca grossa. O prego, como é mais comumente chamado, pode ser degustado em praticamente qualquer padaria ou “Snack bar” do país. Os melhores são feitos com carne de vitela – muito popular por aqui – molho de mostarda picante e recobertos com queijo da serra e
servidos dentro de um delicioso pão crocante.

Recomendo aos que vierem a Vila Nova de Gaia irem ao “Off Line”. É o melhor prego em pão de Portugal. Outro sande é típico é a Francesinha. Este sande é oriundo da cidade do Porto e que é mais encontrado no norte de Portugal – no restante do país ele é menos popular – e foi criado em 1953, no restaurante “Regaleira” que infelizmente fechou as portas no ano passado. Seu autor foi um português emigrado da França chamado Daniel David Silva. Ele se baseou no Croque Monsieur – sanduiche típico de Paris- e consiste em uma fatia de pão de forma
levemente tostado e encimado por um bife fino e uma fatia de presunto. Em seguida outra fatia de pão de forma tostado coberto com uma salsicha fresca – assim é chamada a nossa linguiça por essas bandas – grelhada e aberta no sentido do comprimento e por uma linguiça também grelhada e cortada da mesma forma. Em seguida outra fatia de pão de forma tostado e coberto com queijo tipo mozzarela e levada ao forno para gratinar. Após isso coloca-se um ovo frito por cima e rega -se com um molho picante, o molho Francesinha que dá nome ao prato. Segundo o seu criador o nome se deve ao fato de não haver mulher mais “picante” do que a francesa. Como diz o manézinho, ‘se tu dix’… Claro que nos dias hipocritamente, ops., politicamente corretos de hoje, tal afirmação poderia ensejar um processo.

Mas voltando ao sande, seu segredo está além da boa qualidade dos ingredientes, no seu molho. De 1953 até hoje a Francesinha e o seu molho foram ganhando mudanças ou aperfeiçoamentos e cada restaurante do Porto e de Gaia disputam para ver quem faz a melhor, e modéstia à parte faço um ótimo molho e é essa receita que vos deixo.

Molho francesinha do chef Renato Garcia justo, diretamente da cidade do Porto. Uma cebola média descascada e cortada em fatias, uma fatia de bacon picada, uma folha de louro, uma caixinha de massa de tomate, 350 ml de cerveja clara, uma dose de vinho do porto tinto, uma dose de cognac de boa qualidade e uma colher de café de molho de pimenta de boa qualidade, mais uma colher de maisena diluída em um pouco de leite. Em uma panela esquente um pouco de azeite e doure o bacon com a cebola e o louro. Junte os demais ingredientes menos a
maisena e deixe cozinhar por cinco minutos em fogo baixo. Bata tudo no liquidificador e junte a maisena diluída. Cozinhe até engrossar e retifique o sal. Monte o sande como descrito acima e coloque em um prato fundo e despeje o molho por cima. Por aqui a Francesinha é servida com batatas fritas. Para beber os portugueses costumam tomar um fino que é o chopp daqui, geralmente feito pela Super bock. Eu prefiro um vinho verde bem gelado. Bom apetite
a todos. Mês que vem tem mais.

Por

Renato Justo

Chef de Cozinha

À espera da estação elegante!

As apostas do Inverno 2019 são peças que trazem versatilidade e descomplicação ao guarda-roupa feminino e masculino. Nas principais grifes do Balneário Shopping, as coleções estão bombando e trazendo mais originalidade e verdade ao estilo pessoal. Confira algumas peças ícones.

Conforto e delicadeza

Que tal vários tênis malu para chamar de seu? Na ANACAPRI, a coleção inverno ganhou traços delicados e design superconfortável, em cores lindas que podem ser combinadas com looks diversos.

Clima esportivo

O clima esportivo é destaque na nova coleção Action! da LE LIS BLANC. O mood chegou para ficar no guarda-roupa contemporâneo e surge nesta estação combinado a peças de alfaiataria, malhas e bodies canelados.

Outback fitness

O Outback Steakhouse acaba de lançar duas receitas inéditas para quem busca opções fit e balanceadas. O Melbourne Bowl combina abóbora cabotiá, tomates cereja com manjericão, legumes al dente e salada morna de quinoa com cogumelos shiitake e couve, além de proteína que pode ser escolhida pelo cliente: frango, tilápia ou filé mignon. Já o Tamarind Chickent traz frango grelhado sobre chama aberta coberto com uma redução de tamarindo com textura muito semelhante ao molho barbecue, servido sobre um saboroso macarrão de tapioca e molho à base de leite de coco com um toque de curry.

Pantacourt criativa

A pantacourt preta é hit da estação do CLUBE MORENA ROSA e pode ser composta de diversas formas e em diferentes ocasiões. É só usar a criatividade na hora de escolher as combinações.

Winter feelings

A estampa Botanique tem ganhado os corações dos fãs da CHUÁ do Balneário Shopping. No manequim, a pantacourt faz par com o top compondo um visual chique e despretensioso.

Clássico exclusivo

Simplicidade e elegância definem a camisa de textura horizontal da RESERVA. O modelo clássico ganhou modelagem básica em algodão com textura e padrão exclusivo da marca.

Serviço

Balneário Shopping

Av. Santa Catarina, Balneário Camboriú 88339-005

Facebook/BalnearioShopping 

Instagram: Balnearioshopping

http://www.balneariocamboriushopping.com.br

Pastelzinho sem glúten assado

Massa:

2 ovos

1/3 de xícara de água

1/2 xícara de óleo de Coco

1 pitada de sal marinho

1 xícara de farinha de arroz integral

1/2 xícara de amido de milho

1 colher (sopa) de fubá fino

1 pitadinha de goma xantana.

Coloque os ingredientes molhados numa vasilha e mexa bem. Acrescente os outros ingredientes e misture até que fique uma massa que dê para esticar com o rolo e coloque o recheio de sua preferência.

Faça os pasteizinhos e leve ao forno pré-aquecido por aproximadamente 30 minutos.

Por

Tânia Fernandes

Terapeuta nutricional e proprietária do Univital

Univital

Rua: Felipe Schimidt, 40 | Centro – Itajaí

Tel: (47) 3349.1132 

De segunda a sexta das 7h às 20h30min 

Sábado das 8h às 14horas

As sementes do outono

O outono é por excelência a época dos frutos secos, também chamados frutos oleaginosos. Nozes, avelãs, amêndoas e castanhas são algumas das sementes que mais consumimos nesta época do ano.

As oleaginosas são mais do que um fruto de época. É um alimento saudável, muito nutritivo e com vários benefícios, fornecem ao organismo alguns ingredientes essenciais para a saúde. E que inclusive ajudam a amenizar o frio característico desta época do ano.

Principais benefícios das oleaginosas:

Fonte de minerais – são boas fontes de minerais, tais como potássio, selênio, magnésio e zinco.

Prevenção de doenças cardiovasculares – possuem as chamadas gorduras saudáveis ou insaturadas que ajudam a reduzir o LDL (o dito mau colesterol) e a aumentar o HDL (colesterol bom), prevenindo o aparecimento de doenças cardiovasculares.

Fonte de Fibras – são ricas em fibras o que faz delas um aliado para o bom funcionamento intestinal e para prevenir a prisão de ventre.

Ajudam na perda de peso – auxiliam na perda de peso, promover a saciedade.

Propriedades alcalinizantes – Possuem ainda substâncias alcalinizantes que neutralizam o excesso de ácidos no sangue e facilitam a sua eliminação através da urina, uma propriedade extremamente útil para quem tem excesso de ácido úrico, por exemplo.

Referimos acima alguns benefícios e propriedades das sementes oleaginosas, mas a lista não para por aí. Não há dúvidas de que não faltam boas razões para incluí-las em nosso dia a dia.

E a melhor parte é que em termos culinários, as oleaginosas são alimentos muito versáteis que pode ser consumidas de várias formas, sejam elas torradas que é a forma mais comum de encontrar no mercado, mas também como acompanhamento de pratos doces e salgados como, por exemplo, em sopas, em pães, sobremesas, bolos ou biscoitos.

Opções não faltam, basta dar lugar à sua imaginação!

Por

Sabrina Pamplona

Bioquímica e especialista em nutrição da Auravita/Erva Doce

Erva Doce

Av. do Estado, 2848 | Balneário Camboriú| SC 

Facebook: ervadoceprodutosnaturais | Instagram: ervadoceciadasaude

Auravita: Rua Lauro Muller, 189 (Ao lado do Laboratório Bioanálises) | Itajaí | SC 

Facebook: auravitasaude | Instagram: auravitaciadasaude

Curitiba: 326 anos de encantos e sabores

Com atrações para toda família, a capital paranaense está atraindo cada vez mais turistas

CURITIBA, 26/03/2019 – Nesta sexta-feira, dia 29 de março, Curitiba vai completar 326 anos. Que tal aproveitar o final de semana para conhecer os encantos da capital paranaense? Nos últimos anos, a cidade tem se destacado pelo seu apelo turístico e gastronômico. São inúmeros parques e pontos turísticos que fazem os moradores e visitantes sentirem-se em casa, tanto para conversar com os amigos, sair com a família e, até mesmo, ter contato com a cultura e gastronomia local.

A capital paranaense conta com a Linha Turismo, ônibus que roda por diversos pontos turísticos em toda a cidade. Ela opera diariamente, com saída inicial na Praça Tiradentes, no centro da cidade. Além disso, a cidade conta com um ótimo sistema de transporte coletivo, com uma grande quantidade de taxis e com serviços de mobilidade urbana com carros particulares, com destaque para a startup 99. Neste final de semana de aniversário, nos dias 29, 30 e 31, a 99 dará descontos de 50% nas corridas para pontos turísticos selecionados (Ópera de Arame, Parque Barigui, Santa Felicidade, Museu Oscar Niemeyer, Jardim Botânico, Torre Panorâmica, XV de Novembro, Bosque Alemão, Passeio Público e Largo da Ordem). Na volta para casa, o benefício é ainda maior: a corrida sai de graça para quem usou o app na ida.

Entre os locais de maior visitação da capital paranaense está a Ópera de Arame, que foi inaugurada em 1992. Em meio a lagos, vegetação típica e cascatas, faz parte do Parque das Pedreiras juntamente com a Pedreira Paulo Leminski. Outro lugar de destaque é o Museu Oscar Niemeyer, mais conhecido como MON. Ele é um dos maiores museus da América Latina e seu acervo abriga mais de 2.200 obras de artistas reconhecidos nacional e internacionalmente. Foi projetado pelo arquiteto Oscar Niemeyer, onde a forma do anexo conferiu ao MON o apelido de “Museu do Olho”.

Os parques curitibanos, reconhecidos em todo o país, são uma atração à parte no roteiro de lazer. O Jardim Botânico é um dos lugares mais conhecidos. Inspirado nos jardins franceses, o local tem com uma grande estufa, onde conta com muitas flores e plantas nativas, além de belos corredores, com espaço para piqueniques e reuniões. O Parque Barigui é outro ponto de encontro curitibano. Lugar preferidos dos amantes de esportes ao ar livre, o parque conta com uma área verde grande, além de um centro de convenções, restaurantes e bares. Já o Parque Tanguá conta com um dos pôr-do-sol mais bonitos da cidade, e tem ainda duas pedreiras unidas por um túnel, que pode ser atravessado a pé por uma passarela sobre a água.

Se os turistas buscam um pouco de agitação, a Avenida Vicente Machado, o Shopping Hauer e a Rua Trajano Reis são ótimas opções. Nelas, os curitibanos e turistas se reúnem na rua para saborear os mais variados preparos gastronômicos e chopes artesanais da região. Nos endereços, destaque para unidades do WhataFuck Hamburgueria, principal casa de hambúrgueres artesanais da cidade, e para o Sirène, maior rede de Fish & Chips da América Latina. Outros complexos gastronômicos que valem uma visita são o FRESH Live Market e o Lounge Batel, que reúnem ótima gastronomia, drinks, cervejas artesanais e muita música.

Por fim, em meio a agitação do centro, os turistas podem encontrar na Rua 24 Horas, um lugar para se alimentar e conhecer mais um ponto turístico tipicamente curitibano. Com um mix de sabores em seus mais variados restaurantes, a Rua 24 Horas se transformou em um polo gastronômico, onde é possível fazer todas as refeições durante o dia. No endereço, destaque para o Bávaro Chopperia & Hamburgueria, para o Pezzo Italian Food e para a casa de sanduíches artesanais James Hill.

Para mais detalhes sobre passeios turísticos em Curitiba, acesse o sitewww.turismo.curitiba.pr.gov.br.

Restaurante do Hilton Garden Inn, na Praia Brava, abre ao público

Não precisa ser hóspede para experimentar e conhecer a cozinha criativa do restaurante Dom Rosso, anexo ao hotel Hilton Garden Inn, recém inaugurado na Praia Brava. Aberto ao público para café da manhã, almoço e jantar, além de room service 24 horas, é o ambiente perfeito para quem quer otimizar o tempo, sem deixar de lado a qualidade das refeições.

Localizado no Complexo Rivieira, o espaço mescla o melhor da gastronomia internacional com toques contemporâneos e está aberto ao público todos os dias da semana. Especializado em carnes grelhadas, bem ao estilo americano, o cardápio serve de saladas a massas, risotos, carnes nobres e frutos do mar. “O cardápio é um reflexo da excelência e qualidade que está no DNA da marca Hilton, conhecida pelos hotéis de categoria superior e luxo. Os nossos preços, também no restaurante, são muito competitivos”, observa o gerente geral do hotel, Murilo Pereira.

A decoração contemporânea e de tons sóbrios do restaurante conta com a assinatura da arquiteta Suâmi Pedrollo e mistura de forma descontraída móveis de design, madeira e plantas. Nas paredes, a arte do fotógrafo Alfabile retrata a natureza local, repleta de praias, Mata Atlântica e o lifestyle da badalada Praia Brava, endereço do hotel. A carta de bar contempla uma seleção refinada de vinhos da Decanter, além de sanduíches, petiscos, menus infantis e opções vegetarianas.

Serviço:

Restaurante Dom Rosso, anexo ao hotel Hilton Garden Inn, Complexo Riviera, na Praia Brava, Itajaí, Santa Catarina

Café da manhã: 6h às 10h

Almoço: A partir das 12h

Jantar: A partir das 19h

Endereço: Avenida Osvaldo Reis, 3385, Praia Brava, Itajaí

Contato: (47) 3514-4110

As lulas chegaram

Final de dezembro, começo de janeiro, temperatura acima dos trinta graus e começa mais uma “safra” da lula. Leves, saborosas e versáteis combinam muito com o calorão da época e por isso mesmo na imensa maioria dos bares e restaurantes são quase sempre servidas ao alho e óleo, à dorê ou à milanesa e sempre acompanhadas de uma caipira ou uma cerveja bem gelada. O seu preparo, no entanto, requer alguns cuidados sob pena de ficarem borrachudas.

Se for faze-las ao alho e óleo não as tempere antes de irem ao fogo com sal, pimenta do reino ou limão. Mas, apenas com azeite. Depois deve-se deixar a frigideira ou sauteuse (dê preferência as de tefal ou de ferro fundido), esquentar até sair fumaça. Coloque-as aos poucos para não soltar água e as mantenha em lugar quente até acabar de fazer todas. Depois, na mesma frigideira ou sauteuse, coloque o alho picado e doure. Jogue por cima das lulas com raspas
de limão e salsa picada. Outra alternativa é esperar até que o alho esteja dourado e colocar folhinhas de alecrim. Mas se a forma escolhida for à doré ou à milanesa você pode tempera-las antes sem problemas. As lulas podem ainda ser preparadas de diversas outras formas. Caso queira dar um toque gourmet, tempere as lulas inteiras em ramos de alecrim e coloque na grelha. Ao servir, um espumante também é um ótimo acompanhante, aliás em
qualquer situação o espumante é uma ótima pedida (risos). Voltando às lulas e a sua versatilidade você certamente já provou salada de lulas, arroz de lula, risoto de lula e massa com lula, mas e lula recheada?

A maioria já ouviu falar e se provou certamente não foi por essas bandas. É muito fácil. Limpe as lulas retirando a pele e a cartilagem do seu interior e lave em água corrente. Tempere apenas por fora com sal e um pouco de pimenta do reino. Fuja do convencional e faça um risoto de shitake. Recheie as lulas até somente 2/3 e feche com um palito. Leve uma frigideira de tefal ao fogo com um pouco de azeite e doure as lulas por aproximadamente três minutos de cada lado.
Sirva acompanhada de uma salada de folhas com tomate cereja e temperada com molho pesto e geleia de balsâmico. Por último, como não poderia deixar de ser, uma vez que estou em Portugal, uma receita bem popular por aqui é o Caril de Lulas. Vá na sua peixaria e compre meio quilo de peixinhos misturados e faça com eles um caldo e reserve. Peça ao peixeiro para limpar 1,5 quilo de lulas grandes e corte em rodelas grossas. Não se esqueça dos tentáculos. Em casa, em uma panela esquente um pouco de azeite e refogue uma cebola grande picada, um
pimentão amarelo em cubos e dois tomates idem. Junte 100 gramas de amendoim picados grosseiramente bem como um bom pedaço de gengibre ralado. Junte uma boa colher de sopa de curry de boa qualidade e deixe queimar um pouco. Junte então meio litro de leite de coco, meio litro do caldo de peixe, meio maço de salsa e outro tanto de coentro picado. Retifique o sal e junte as lulas. Cozinhe por uns cinco minutos e sirva acompanhado de arroz
basmati. Para beber, sugiro um vinho verde português (Casal Garcia não vale) de ótima qualidade.

Por

Renato Justo

Chef de cozinha