Decoração e arte em sintonia

A Casacor, consagrada mostra de arquitetura, design de interiores e paisagismo das Américas que circula por todo o país, este ano com o tema Planeta Casa, marcou de forma grandiosa a edição do Rio Grande do Sul.  Ocupando o antigo Hospital da Criança Santo Antônio, 4.100 m² da construção histórica foram utilizados para evidenciar o melhor da criatividade e bom gosto em 49 ambientes assinados por 78 profissionais do mercado gaúcho. E nesta edição trago a vocês em destaque o ambiente Adega e Boulevard Gastronomia, com assinatura da arquiteta Carolina Gehlen, o qual tive a honra de ser convida a participar com uma obra de arte ‘Sopro da manhã’ que produzi especialmente para o espaço.

De acordo com a arquiteta, todo o ambiente foi inspirado nos castelos antigos das regiões de cultivos de videiras e oliveiras da Europa, integrado no contexto da obra clássica. Um espaço pensado e planejado com muito requinte e sofisticação por meio de móveis de estilo, compondo com peças contemporâneas, deixando o ambiente atemporal.

Além disso, e de me sentir privilegiada, minha obra ganhou ainda mais destaque com um espaço que a fez parecer levitar na parede de vidro, ressaltando a magnitude e importância da união do décor e da arte. O resultado se deu em um lugar perfeito para estar com a família e com os amigos e ainda para desfrutar de uma gastronomia interessante, harmonizada com excelentes vinhos e azeites de oliva.

Por

Maristela Oliveira

@mo.artdesign

maristelarmo@gmail.com

 

O jeito italiano de viver a cozinha

Caffè D`Oro, ambiente de Cristiana Bez Delpizzo e Giovani Bez Delpizzo na CASACOR / Santa Catarina – Florianópolis, transporta a personalidade do bisavô paterno dos profissionais – que adorava passar horas na cozinha – para layout contemporâneo do século XXI

Um retrato encontrado do bisavô paterno trouxe à tona toda uma história de família. O desenho, pintado pelo artista Willy Zumblick, transportou os irmãos e sócios Cristiana Bez Delpizzo e Giovani Bez Delpizzo para o século XX. Mesmo sem conhecê-lo em vida, eles o cultivavam na memória. Foram muitas memórias contadas pelo avô e mesmo o pai da dupla, lá nos idos e passados anos 1900 e tantos, quando Antonio aventura-se no “il posto migliore in casa: la cucina“.

“Nosso bisavô, como um legítimo italiano, fazia da cozinha da casa o centro de toda a vida. Lugar onde adorava fazer seus pães e tomar café – sua bebida favorita. Quando olhamos para essa tela, o início de todo o projeto, veio a vontade de imaginar como seria esse mesmo local, só que no nosso século. Então trabalhamos a personalidade do nosso bisnonno atualizando a cena para o nosso tempo”, conta a arquiteta Cris Bez Delpizzo.

O layout proposto, na metragem de 50 metros quadrados, é marcado pelos tons terrosos e pitadas certeiras do dourado, cor que para a dupla representa os anos áureos da produção de café no Brasil. Daí surgiu o nome da cozinha Caffè D`Oro, anunciando também estreia do escritório na CASACOR / Santa Catarina – Florianópolis 2019.

“Fizemos um ambiente que pudesse incorporar este conceito de convivência coletiva dentro da cozinha, seja com poltronas para conversas mais reservadas próximas à estante com livros, seja numa mesa para as refeições onde se passam longas horas de papo solto. Ou mesmo, seja numa bancada incorporada à ilha, equipada com banquetas para um bate-papo entre e durante o processo de preparação dos alimentos. Temos vários ambientes em um só local, o que traduz muito bem a cozinha italiana”, explica o designer Giovani Bez Delpizzo.

Segundo os profissionais a personalidade do bisavô materializa cada centímetro e detalhes presentes no projeto. A seleção dos móveis e peças explora a tipologia dos móveis contemporâneos em cores e materiais que evidenciam a alma clássica da narrativa contada. Sem datar a composição de forma evidente.

A tela de 46x33cm do bisavô ganhou um local especial, estrategicamente, ao lado de duas poltronas. A intenção foi montar uma cena de uso diário, como se seu Antonio Delpizzo por ali sentasse todos os dias, acompanhado de um bom livro e café. O canto foi eleito pelos profissionais como “a alma do ambiente”.

A automação entra para facilitar a vida e também propor uma experiência com os visitantes da mostra. “Desenvolvemos perguntas e respostas específicas sobre a cozinha Caffè D’Oro. Como “Quem pintou o quadro da parede? Por que a cozinha se chama Caffè D’Oro? Os visitantes terão acesso a uma ficha contendo todas essas questões e poderão perguntar diretamente ao Google Home, trazendo assim mais informação, interação e conexão com o espaço”, explica a dupla. Certamente Antonio Delpizzo aprovaria a praticidade dos dias de hoje. 

Layout a italiana

Um lugar que alimenta o corpo em todos os sentidos. Começando pelo preparo dos alimentos, as conversas ao redor do fogão e também os livros, dispostos em estantes. O mobiliário fixo, desenhado pelos profissionais e desenvolvido pela Bontempo Florianópolis, é a peça que converge todas as atividades no ambiente.

O móvel foi pensado de forma prática, com riqueza de detalhes. Como a parte interna em laminato Noce Autonno, um madeirado que traz calor e aconchego para o décor. As portas receberam lacca Vanilla, acabamento fosco e acetinado de toque aveludado que vai muito além de sua boa estética. O material é resistente ao risco, extremamente funcional para as demandas do local.

Os puxadores da linha Linea em dourado pontuam a ideia da dupla de trabalhar – nas sutilezas – o contexto histórico que viveu o bisavô. Os tempos de ouro do café. Na biblioteca o acabamento em laccato Lucido Dorato une a sofisticação do metalizado com o luxo do alto brilho, apresentando alta resistência ao risco devido à tecnologia aplicada em sua fabricação. Os acessórios internos das gavetas, da linha Organizzare Legno, são produzidos em madeira freijó extraída de florestas de manejo sustentável. O material passou por tratamento antimicrobiano, inibindo a proliferação de bactérias na madeira.

SOBRE O ESCRITÓRIO

Delpizzo Arquitetura – A arquiteta Cristiana Bez Delpizzo, com mais de 20 anos de experiência na área, supervisiona a equipe de criação e desenvolvimento dos projetos arquitetônicos e projeto de interiores. E o sócio Giovani Bez Delpizzo, administrador com especialização em gestão de obras e técnico em design de interiores, é responsável pela coordenação dos projetos, especificação de materiais e gestão da equipe em obra.

CASACOR /SC ocorre de 15/9 a 27/10 em Florianópolis

A CASACOR Santa Catarina ocorre do dia 15 de setembro a 27 de outubro em Florianópolis. Mais de 55 profissionais do Estado fazem parte do elenco e assinam 40 ambientes no mall Pátio Milano. Empresa do Grupo Abril, a CASACOR é reconhecida como a maior e melhor mostra de arquitetura, design de interiores e paisagismo das Américas. O evento reúne anualmente prestigiados arquitetos, decoradores e paisagistas. Em 2019, serão 15 praças nacionais: São Paulo, Bahia, Brasília, Ceará, Espírito Santo, Goiás, Rio de Janeiro, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Paraíba, Paraná, Pernambuco, Rio Grande do Sul, Santa Catarina (Florianópolis e Balneário Camboriú) e Ribeirão Preto. A mostra ocorre ainda em quatro praças internacionais: Bolívia, Estados Unidos, Paraguai e Peru. Veja mais em www.casacor.com.br.

Agende-se

O QUÊ: CASACOR Santa Catarina/Florianópolis 2019
QUANDO: 1
5 de setembro a 27 de outubro – Terça a Sexta, das 15h às 21h

Sábados e feriados, das 13h às 21h – Domingo, das 13h às 19h. O evento não abre às segundas-feiras.

ONDE: Empreendimento Cidade Milano (Av. Mauro Ramos, 1512, Centro, Florianópolis). Estacionamento no local.

INGRESSOS: R$ 50 / R$ 25 (meia, necessário comprovante)

INFORMAÇÕEScontato@casacorsc.com.br / (48) 9 9938-3894

https://casacor.abril.com.br/mostras/santa-catarina/

Quarto dos Irmãos traz soluções versáteis e que incentivam o convívio

Projeto assinado por Tici Tieppo e Talita Abraham para a CASACOR SC em Florianópolis foi pensado para uma menina de seis e um menino de três anos, que compartilham o mesmo espaço. No cenário lúdico e funcional, uma decoração que acompanha o desenvolvimento dos pequenos e respeita a individualidade de cada criança

Projeto assinado por Tici Tieppo e Talita Abraham para a CASACOR SC em Florianópolis foi pensado para uma menina de seis e um menino de três anos, que compartilham o mesmo espaço. No cenário lúdico e funcional, uma decoração que acompanha o desenvolvimento dos pequenos e respeita a individualidade de cada criança

Elas são arquitetas, mas também mães experientes. São amigas e sócias há algum tempo, mas esta é a primeira vez que Talita Abraham e Tici Tieppo atuam juntas em uma mostra de decoração. Na estreia da CASACOR / Santa Catarina 2019 em Florianópolis, a dupla apresenta o Quarto do Irmãos, um projeto de 37 metros quadrados, pensado para uma menina de seis anos e um menino de três, que juntos compartilham a experiência de dividir o mesmo quarto.

“Incentivar o convívio dos irmãos, além de respeitar também a individualidade dos pequenos a partir de soluções pontuais na decoração foi o que inspirou a criação deste dormitório. A experiência de dividir o quarto desde cedo já inicia a criança a saber viver em sociedade. Nesta proposta mostramos isso, acreditando que compartilhar o mesmo espaço estimula o hábito da convivência e cooperação”, pontuam as profissionais.

No desenvolvimento da ambientação, as arquitetas buscaram referências no arco-íris e em toda a sua simbologia de forma, luz e cores. Também compararam a formação do arco-íris com a formação da criança, onde é preciso luz (nascimento) e chuva (acontecimentos/fases/vivências) para que a criança se desenvolva e se transforme num ser integral, assim como o arco-íris quando visto por inteiro.

Por isso, no Quarto dos Irmãos a ludicidade ganha atenção especial. Ela aparece na setorização das áreas de vestir, estudar, dormir e brincar, na paleta de cores, no desenho do mobiliário, na decoração das paredes e acessórios. A magia está também nos mínimos detalhes: no tapete em forma de folha na área de leitura, na cortina de algodão cru com gotas de chuva, na casinha em serralheria com nichos para organizar os brinquedos, nos quadros e ilustrações interativos, no balanço.

Por falar em mobiliário, Tici e Talita apostaram no uso de móveis soltos, que permitem com mais facilidade alterar o layout quando necessário. As peças, desenhadas por elas, primam pela versatilidade. Ou seja: foram pensadas para poder acompanhar as diferentes fases da criança ou mesmo passar de um irmão para o outro. Um exemplo é o desenho de um módulo, especificamente, que pode servir como trocador e, mais tarde, se transformar em uma escrivaninha ou penteadeira.

A conscientização ainda vai além neste trabalho. As arquitetas tiveram a preocupação de escolher materiais em equilíbrio com a natureza, como o revestimento de brick nas paredes, que utiliza compostos reciclados na fabricação, sobras de descarte cimentício e vidro reaproveitado, dando o efeito granilite. Na produção do revestimento, 100% da água utilizada é reaproveitada. E mais: toda embalagem da linha traz o selo ‘eureciclo’, que atesta que o seu descarte se dará de forma sustentável. O rodapé também é feito a partir de matéria-prima reciclada e o outro módulo de rodapé é utilizado como recurso para confecção de todo o painel de lambri. As colchas, cortinas e algumas almofadas são confeccionadas em tecido 100% algodão sem tingimento, o que mostra o potencial de utilização de materiais sem tratamentos extras. Presença de brinquedos de madeira, bonecos de pano de confecção artesanal, palhinha natural no mobiliário.

Quarto dos Irmãos e os pilares do tema trazido pela CASACOR 2019 sobre o Planeta Casa

Sustentabilidade, tecnologia e afeto são os três pilares do conceito Planeta Casa, que guia as mostras CASACOR em todo o Brasil em 2019. O conceito foi criado na tendência do lar como universo particular de cada indivíduo, onde as mudanças e conexões surgem e transformam o entorno e a comunidade.

No Quarto dos Irmãos, cada pilar foi trabalhado pontualmente pelas arquitetas, dentro da linguagem que pensaram para o espaço.

Sustentabilidade – O projeto apostou em ecobrick, mobiliário reaproveitável, rodapé reciclado, em tecidos de algodão cru e brinquedos de madeira. As arquitetas também utilizaram o conceito da sustentabilidade com a capacidade de integrar as questões sociais, energéticas, econômicas e ambientais. Ou seja: a formação de um ser humano desde cedo, com princípios e educação, é a parte mais importante para a preservação do meio ambiente.

Afetividade – O espaço explora as texturas dos tecidos, que remetem ao afeto pelo toque. A afetividade está ainda na ideia do espaço compartilhado, que estimula a brincadeira, o uso do quarto como palco de experiências enriquecedoras e que vão moldar a personalidade dos pequenos. A decoração também destaca cores que abraçam e trazem alegria. O layout ainda evidencia o respeito à escala da criança, estimulando o desenvolvimento da sua autonomia e a brincadeira, tanto entre irmãos quanto da família.

Tecnologia – Aqui a tecnologia aparece de outras maneiras. Ela está na solução inteligente dos móveis, com design dinâmico e que foi pensando para atender às necessidades de desenvolvimento das crianças, acompanhando as diferentes fases dos pequenos. Tecnologia na utilização de módulos de rodapé para revestimento de parede, na escolha dos tecidos, na iluminação pensada para a criação de diferentes cenários no quarto. No quesito de equipamentos eletrônicos, a opção de apenas uma caixa de som. As arquitetas optaram de forma consciente pela não utilização de eletrônicos no quarto infantil, para estimular o olho no olho, a brincadeira, para deixar a imaginação fluir. É brincando que as crianças descobrem o mundo, os sentimentos, formam o seu caráter. Menos TV, menos computador, menos celular, mais vivências na vida real.

SOBRE AS ARQUITETAS, AUTORAS DO PROJETO:

Tici Tieppo – @ticitieppo

(48) 99977-7040

Natural de Porto Alegre/RS, mora em Florianópolis desde 2000. Fez Arquitetura na UFSC e formou-se em 2007. Trabalha desde então com projetos de interiores e arquitetura. Participou da CASA COR SC em 2012, com o projeto da Bilheteria e Lavabo Funcional. O ambiente recebeu o prêmio de melhor projeto de uso público.

Talita Abraham – @talitawabraham

(48) 98806-3382

Natural de Blumenau/SC e mudou-se para a Capital em 2016. Se formou na Universidade Técnica de Lisboa em 2009.  Fez mestrado em Conservação do Patrimônio na Universidade de Veneza. Já trabalhou com projetos de obras públicas em Lisboa e São Paulo.

CASACOR /SC ocorre de 15/9 a 27/10 em Florianópolis

A CASACOR Santa Catarina ocorre do dia 15 de setembro a 27 de outubro em Florianópolis. Mais de 55 profissionais do Estado fazem parte do elenco e assinam 40 ambientes no mall Pátio Milano.

Empresa do Grupo Abril, a CASACOR é reconhecida como a maior e melhor mostra de arquitetura, design de interiores e paisagismo das Américas. O evento reúne anualmente prestigiados arquitetos, decoradores e paisagistas. Em 2019, serão 15 praças nacionais: São Paulo, Bahia, Brasília, Ceará, Espírito Santo, Goiás, Rio de Janeiro, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Paraíba, Paraná, Pernambuco, Rio Grande do Sul, Santa Catarina (Florianópolis e Balneário Camboriú) e Ribeirão Preto. A mostra ocorre ainda em quatro praças internacionais: Bolívia, Estados Unidos, Paraguai e Peru. Veja mais em www.casacor.com.br.

Agende-se

O QUÊ: CASACOR Santa Catarina/Florianópolis 2019

QUANDO: 15 de setembro a 27 de outubro – Terça a Sexta, das 15h às 21h

Sábados e feriados, das 13h às 21h – Domingo, das 13h às 19h. O evento não abre às segundas-feiras.

ONDE: Empreendimento Cidade Milano (Av. Mauro Ramos, 1512, Centro, Florianópolis). Estacionamento no local.

INGRESSOS: R$ 50 / R$ 25 (meia, necessário comprovante)

INFORMAÇÕES: contato@casacorsc.com.br / (48) 9 9938-3894

https://casacor.abril.com.br/mostras/santa-catarina/

Arquiteta Micheli Barni passa feriado de páscoa na serra catarinense

A arquiteta brusquense Micheli Barni escolheu a Vinícola Thera na serra catarinense para aproveitar os dias de feriado da páscoa. 

“O lugar é lindo, a decoração da pousada é de extremo bom gosto sem perder os ares de simplicidade e o clima de fazenda” ressalta Micheli.

A vinícola Thera fica localizada em Bom retiro próximo aos municípios de São Joaquim e Urubici no planalto serrano de Santa Catarina.

Em viagem a negócios para a China, Micheli Barni destaca as tendências de decoração

Ela visitou feiras, fábricas, galerias e exposições, de onde trouxe inspirações inovadoras para o seu trabalho


Viajar o mundo para observar as novas tendências e vivenciar experiências, é uma ferramenta de trabalho essencial para profissionais de arquitetura. Em sua recente viagem a negócios, a arquiteta Micheli Barni desembarcou na China, onde visitou algumas cidades para acompanhar de perto as principais feiras de decoração, além de visitar fábricas, exposições e galerias de arte. A arquiteta aproveitou e estendeu a sua viagem para conhecer grandes pontos turísticos mundiais, como a Muralha da China, a Cidade Proibida e Shanghai. “Sempre estivemos na China a negócios e pela primeira vez decidimos ficar mais tempo para fazer turismo. Já tínhamos uma afeição por esse lugar, mas quanto mais conhecemos, mais nos encantamos com a cultura chinesa”, explica.

Em sua passagem por Pequim e Beijing, Micheli esteve presente em algumas feiras e exposições. Lá, a arquiteta realizou novas descobertas para aplicar no seu trabalho e também aproveitou para destacar as tendências e inovações que observou. Veja quais foram as principais trends citadas por ela:

Veludo

A primeira tendência apontada pela profissional, foi a dos sofás e poltronas aveludadas, que apareçam com muita força na feira. “Já utilizo sofás de veludo no Brasil e aqui na feira confirmamos que a tendência continua em alta”, finaliza.

Peças luminosas

Mais uma tendência de decoração observada pela Micheli, foram os móveis e também outros itens decorativos com iluminação própria. Na imagem que compartilhou em suas redes sociais, a mesinha de apoio luminosa deu um toque de modernidade à sala, que tinha predominância do couro e elementos da natureza. “Esse mix harmonioso entre o tradicional e o contemporâneo está em alta na decoração”, destaca a arquiteta.

Elementos da Natureza

Preocupar-se com a natureza e com a preservação dela é uma tendência mundial. Portanto, a utilização de elementos que fazem referências a animais e à natureza em geral, virou febre já em outras feiras. Micheli destaca que a tendência não se trata apenas de colocar uma escultura de animal em algum canto da casa. O desafio é harmonizá-las com outros elementos complementares da natureza, mas respeitando o espaço e a proposta de cada ambiente.

Painéis Florais

Esses painéis estão chegando com muita força e prometem dominar os ambientes nas próximas temporadas. Eles servem para dar um toque especial a uma parede ou canto que necessita de mais elementos. A arquiteta, inclusive, já utilizou essa tendência em espaços que criou para seus clientes aqui no Brasil.

Cores Cítricas

Os tons que foram predominantes na feira de Milão e muito presente também na ABUP em São Paulo, apareceram tambéem continente asiático, conferindo uma energia vibrante, mais vida e destaque para ambientes com configurações mais sóbrias e modernas.

A arquiteta está constantemente buscando o aprimoramento do seu trabalho através de viagens internacionais, de onde traz referências importantes para aplicar em seus projetos. Acompanhe o trabalho da Micheli no Instagram @michelibarni e fique por dentro das principais tendências de arquitetura e decoração.

Texto: Gerusa Florencio/ W Conecte

Jornalista – DRT/SC 5872

Fotos: Arquivo Pessoal

Dinâmica, influente e criativa. Conheça a trajetória da arquiteta Ariane Rosa.

Transformando a vida das pessoas há mais de 20 anos por meio do seu trabalho, a arquiteta e designer de interiores, Ariane Rosa, conta com uma trajetória profissional singular desenvolvendo projetos residenciais, institucionais e corporativos, altamente personalizados.

Sua atuação dentro do universo da arquitetura é intensa e marcante em várias frentes. Em 2001, participou da mostra CasaCor Santa Catarina, com o projeto “Banheiro da Área Íntima” em conjunto com as arquitetas Inara Beck Rodrigues e Maria Andrea Triana. O ambiente recebeu a premiação da cerâmica Portinari pelo uso inusitado do porcelanato, lançamento na época.

No período de 2002 a 2003 apresentou o programa de televisão Redesenhando Espaços na TV Floripa, canal 20, NET, selecionando diretrizes e produzindo conteúdo. Programa de entrevistas e variedades relacionadas às áreas de arquitetura, design de interiores e arte para o mercado de luxo.

Um pouco mais tarde, em 2009, iniciou seu blog e sua presença nas mídias sociais não passou despercebida. Por sua desenvoltura, um ano depois, foi convidada a participar da concepção da Revista Mercato Immobiliare voltada ao mercado de luxo, na qual permaneceu até 2013 como editora de arquitetura e design.

Além disso, de 2010 a 2013, foi presidente da AAET (Associação dos Arquitetos, Engenheiros, Agrônomos e Técnicos de Balneário Piçarras, Barra Velha, Penha e São João do Itaperiú). De acordo com a arquiteta, quando assumiu o cargo a associação não tinha uma identidade visual e o único meio de comunicação entre a diretoria e os associados era por e-mail ou telefone. “Havia alta taxa de inadimplência, cerca de 60%, e baixo engajamento dos associados em
reuniões e eventos mensais. Para reverter esse quadro, eu pessoalmente fiz alguns arranjos, tais como: concurso para o logotipo da associação; organização financeira por meio de uma planilha atualizada; criação de fanpage e blog; redação, atualização e manutenção; organização de eventos; patrocínio da equipe de judô da Barra Velha; desenvolvimento de um cronograma de gastos; atualização do arquivo cadastral; novo registro de todos os associados e distribuição de cestas básicas para os desabrigados da enchente em Barra Velha e Balneário Piçarras”,
ressalta Ariane.

Em 2018, participou da mostra de noivas Wedding Day, a frente do projeto de ambientação e realizando a palestra ‘Quem casa quer casa’. “Amo esta fase da vida, onde tudo é novidade e um futuro se descortina diante dos olhos”, diz Ariane, referindo-se ao mercado de casamentos. “O WD foi uma grande oportunidade de estreitar laços com este mercado tão promissor”, completa.

Atualmente compartilha projetos autorais e inspirações em suas redes sociais, que somam mais de 30 mil seguidores assíduos e engajados. Conta com publicações frequentes em seu blog onde desenvolve conteúdo relativo à sua área de atuação, e em seus perfis no Instagram, Pinterest e Facebook.

NOVIDADE CHEGANDO

Sempre pensando em compartilhar seu know-how e expertise, a arquiteta agora inicia uma nova fase: o programa ‘Sua Nova Casa por Ariane Rosa’, que será veiculado na TV e em seu canal no Youtube. No programa a arquiteta vai oferecer uma consultoria de design de interiores a um casal selecionado segundo os critérios do programa.

A ideia é visitar o novo lar do casal selecionado, analisar suas necessidades e partir para a ação. Enquanto visita lojas parceiras em busca de soluções para elaborar a consultoria personalizada, Ariane dará dicas de como escolher móveis, decoração, papel de parede, cortinas e tudo o mais necessário a fim de criar o ambiente perfeito para iniciar uma nova história. “Participar da transformação na vida das pessoas por meio da mudança no ambiente em que vivem, é muito gratificante”, comenta Ariane, empolgada com esta nova etapa de sua jornada.

http://www.suanovacasa.com

Instagram:@sua_nova_casa
Facebook @ssuanovacasa
Pinterest: sua_nova_casa
(47) 99945-0660

 

Arquiteta catarinense Micheli Barni traz os destaques da 38ª edição da ABUP

Trabalhos manuais e elementos naturais ganharam lugar de destaque na edição

Entre os dias 16 e 19 de Fevereiro, aconteceu em São Paulo a  38ª edição da ABUP Home & Gift. Desta vez a renomada feira brasileira do setor de decoração, ocorreu simultaneamente com a 7ª Têxtil & Home. Ao todo, mais de 390 expositores estiveram presentes nos quatro dias de evento, que relevou as novidades em décor, design, utilidades domésticas e também no setor têxtil. Diversos materiais, formas, estampas, texturas e tonalidades foram apresentadas como tendência para os ambientes da casa. A arquiteta brusquense, Micheli Barni, esteve na feira e traz um resumo com os principais destaques da edição.

Feito à mão

A arquiteta dá ênfase principalmente para os trabalhos artesanais, que ganharam lugar de privilegiado na feira. “Percebi que o trabalho manual está cada vez mais presente no universo da decoração, ganhando mais espaço e consequentemente sendo mais valorizado. De uma forma geral, a ABUP Home & Gift destacou a beleza do artesanato brasileiro e da naturalidade na decor”, aponta. Um dos ambientes que mais se destacou nesse sentido, foi o da Maiori Casa, com o painel decorativo de tapete feito à mão Karima. A marca apostou em relevos e em lustres de bambu para iluminar o estande.  

Natureza em destaque

Essa edição mostrou que a predominância dos elementos naturais na décor é uma realidade. Entre os mais utilizados estão a madeira, palha, cerâmica, tricô, crochê, penas, cocares e também os colares de sementes que fizeram muito sucesso na feira, mostrando a riqueza do Brasil. Além desses itens, os acabamentos com pedras naturais também marcaram presença nos lançamentos dos expositores.

Ambientes com a predominância da madeira, como por exemplo, a mesa em prancha simples com rodízio industrial, incluindo também as poltronas em madeira com formas arredondadas, foram os que mais chamaram a atenção da arquiteta. Junto às mesas também haviam muitas cestas com acabamentos em tricô e palhas nas cúpulas, que deram um toque especial no conceito apresentado. Um ambiente feito todo em trigo também ganhou os olhares de Micheli. Destaque também para os santos com aplicação de rendas em um mix de pérolas, trazemndo um clima de delicadeza e romantismo, além de valorizar a tradição do artesanato. As composições com frutas trouxeram cores nos ambientes.

Um mix de tons naturais e cores vibrantes  

Micheli notou a predominância dos tons naturais nos estandes, como o terracota, o branco, um tom de “chá com leite”, mas ao mesmo tempo esse universo natural divide espaço com as cores vibrantes dos utensílios domésticos, que chegam para dar um contraponto aos ambientes neutros. As cores cítricas e o azul marinho também serão tendência forte na decoração de interiores.

As principais tendências mundiais deste universo são apresentadas primeiro em Paris, na feira Maison & Objet, em janeiro. Mas Micheli observa que a feira brasileira tem se destacado enquanto lançadora de tendências. “A ABUP Home & Gift superou as minhas expectativas. Claro que é importante viajar para fora do Brasil para acompanhar as tendências internacionais, mas também é muito bom poder contar com uma feira de decoração tão completa, rica e organizada em território brasileiro”, finaliza. 

Entre as marcas que expuseram no evento estão a Bettanin, Tramontina, Fitto Design, Oxford, Nadir Figueiredo, Maiori Casa, Suka Braga, dentre outros. Os produtos expostos ainda vão levar alguns meses para chegarem até o consumidor. 

Sobre Micheli Barni

Natural de Brusque e formada em Arquitetura e urbanismo pela FURB, há 15 anos atua no Vale do Itajaí, especialmente em regiões próximas à sua terra natal. Atualmente possui escritório em Balneário Camboriú. Seu trabalho é voltado especialmente para interiores e reformas, e há três anos atua na área de importação de especificação de produtos para a finalização de obras, seja na área de interiores ou de arquitetura. Anualmente, Micheli realiza viagens internacionais para este fim. Acompanhe o trabalho da arquiteta pelo instagram @michelibarni.

 

 

Arquitetas do escritório Dantas & Passos Arquitetura ensinam como ter uma cozinha gourmet digna de um masterchef

Armários especiais, integração, ilha central e tudo à mão são algumas das dicas das profissionais para ter, em casa, uma cozinha gourmet dos sonhos

Projeto do escritório Dantas & Passos Arquitetura/ Foto: Divulgação

Não são apenas as boas panelas, receitas e o dom de quem prepara os alimentos que fazem a diferença em uma cozinha. O conceito de cozinhar mudou nos últimos anos e o ambiente deixou de ser aquele local da casa que era frequentado apenas por quem mora na casa e os mais íntimos.

Atualmente cozinhar é parte do enredo de receber familiares e amigos em casa.

Por isso, além de fogão, geladeira e bancada, a nova ‘sala de estar’ das residências ganhou ares de um lugar para apreciar a boa gastronomia e apresenta novidades como ilha central e cooktop.  Ela deve atender todos os detalhes, que vão desde o preparo até o momento da apreciação.

Mas, como ter construir uma cozinha gourmet ou transformar aquela que já existe em casa? Para ajudar a ter a cozinha para chef nenhum botar defeito, as arquitetas Paula Passos e Danielle Dantas, do escritório Dantas & Passos Arquitetura, reuniram dicas eficazes para essa transformação.

Antes de tudo, é preciso considerar que não existem regras para o ambiente em questão. Tudo irá depender da área disponível e dos desejos dos moradores, mas alguns itens costumam ser frequentes. “Um bom projeto de cozinha gourmet deve promover a integração dos ambientes, oferecer um espaço adequado para o preparo dos alimentos, além de contar com equipamentos modernos e adequados e móveis confortáveis para acomodar os convidados”, revela Paula Passos.

Acompanhe as dicas:

Ilhas

Um dos grandes diferenciais da cozinha gourmet são as ilhas centrais que deixam o cozinheiro próximo de seus convidados. “Além do ‘chef’ não ficar isolado, o formato garante que todo ritual de preparo dos pratos se torne um show à parte”, afirma Danielle Dantas. Pela posição, faz-se fundamental a colocação de uma coisa e o projeto de iluminação para o espaço que, de preferência, deve ser posicionada de forma direta na ilha.

Eletrodomésticos

Para os cozinheiros de plantão, um equipamentos modernos ajudam a garantir melhores resultados. E para a decoração, impactam positivamente no visual! Essa lista inclui fogão ou cooktop, chapas auxiliares, churrasqueira – que pode ser a gás ou convencional –, forno elétrico, micro-ondas, freezer, geladeira, adega, cervejeira, máquina de café, máquina de lavar louças e tantos outros.  Todavia, antes de comprar os eletros é preciso avaliar se existe espaço disponível para comportar todos os equipamentos.

Coifa

Coifas são incríveis para deixar a cozinha limpa e livre de gordura. Mas, como escolher o modelo ideal para o seu espaço? Paula Passos indica que é preciso saber o tamanho do fogão ou do cooktop, pois essa informação definirá o tamanho ideal da coifa. Ela também sugere verificar a potência do motor escolhido, já que o mercado oferece modelos tanto para cozinhas pequenas, como também para as maiores, bem como dar preferência para os motores silenciosos, que não incomodam durante o uso.

Existem dois modelos de coifas –parede e teto. Para quem prefere o fogão ou cooktop em ilhas, a escolha adequada é a coifa de teto. Já para quem optou pela bancada do fogão encostada na parede, o caminho é instalar um modelo fixo na parede. “Para a colocação da coifa, é sempre melhor que seja feito por assistência técnica autorizada, evitando erros e a perda de garantia do produto,” aconselha Danielle.

Organização e praticidade!

Acima de beleza, as arquitetas da Dantas & Passos Arquitetura são unânimes em afirmar que a cozinha deve ser prática e muito bem organizada. Móveis planejados podem ajudar nesse propósito –, especialmente os armários para guardar alimentos e objetos. Outra ideia é criar suportes aéreos para colheres, panelas, tampas e conchas. Penduradas, facilitam o acesso no momento da sua utilização e economizam espaço.

  • Tampas e panelas – não tem nada mais chato que escolher uma panela e não encontrá-la. As arquitetas aconselham guardar as tampas separadamente em um suporte organizador. “Melhor ainda se a organização puder ser feita dentro de uma gaveta, com as tampas em pé e uma do lado da outra”, revela Danielle.
  • Formas – aparecem em diversos tamanhos e formatos. Procure ter prateleiras próximas ao forno. O bacana é separá-las por formato, e de acordo com o tamanho, encaixar uma dentro da outra.
  • Eletrodomésticos – Aparelhos que são mais utilizados e que tenham design bacana e em bom estado, podem ficar aparentes e sempre à mão, como as cafeteiras e torradeiras, por exemplo. Os menos usados podem ser guardadas em um armário projetados especialmente para eles.
  • Copos – Para deixar o cotidiano mais fácil, deixe os copos enfileirados, sempre seguindo o mesmo tipo. Os mais usados devem estar nas prateleiras mais baixas e de fácil acesso e, os menos frequentes, na parte superior.

Outro item que deve ser observado em uma cozinha gourmet é a circulação. Manter um espaço de 90 cm para facilitar o fluxo é crucial para deixar tudo fluir.  Recomenda-se também prestar atenção no tipo de cozinha e na personalidade de quem vai cozinhar, haja vista não adianta ter um lugar todo equipado se não for utilizado.

Sobre a Dantas & Passos Arquitetura

A Dantas & Passos Arquitetura desenvolve projetos de arquitetura e design de interiores para os segmentos residencial e comercial. Atuando no mercado desde 1996, as arquitetas Danielle Dantas e Paula Passos valorizam os projetos que os clientes possam realmente aproveitá-los.  Cores neutras e atemporais fazem parte da essência da dupla, que tem um vasto portfólio nas cidades de São Paulo, interior e Miami. “Buscamos sempre pensar em soluções exclusivas e feitas sob medida para cada cliente, sempre respeitando os sonhos de cada um. Participamos pessoalmente de todas as etapas do projeto, desde a criação até os objetos de decoração.”

Dantas & Passos Arquitetura

@dantaspassos.arquitetura

Design Days encerra com sucesso em Balneário Camboriú

Quinta e sexta-feira, últimos dias do evento, tiveram participações especiais

A última sexta-feira (04) marcou o encerramento da primeira semana de Design de Balneário Camboriú, o Design Days, promovido pelo Casa Hall Shopping.

Foram quatro dias de evento, que contou com a presença de renomados profissionais locais e nacionais de arquitetura e design, entre eles o curador do evento, o Arquiteto paranaense Jayme Bernardo.

Com o tema “Explore e contemple o Design” a mostra de arte e arquitetura ainda contou com a participação do premiadíssimo Arquiteto e Designer Paulo Alves e da fotógrafa e escritora Marina Klink, que contou sobre suas experiências pelo mundo, ao lado do marido, o navegador Amyr Klink e suas filhas.

A quinta-feira (03), penúltimo dia do Design Days, recebeu uma mesa redonda com a participação especial de Rodrigo Ohtake, Renata Moura, Maurício Carvalho Ayres Torres e Jayme Bernardo, atraindo a presença do público. Na sexta-feira, encerrando o evento, uma palestra com a premiada Arquiteta Juliana Pippi falou sobre o Design pelo mundo e os “Design Districts”.

Os vencedores do concurso Mobiliário Urbano foram divulgados na quinta-feira. Na categoria profissionais venceram Eduardo Baptista Lopes, Macelo Galafassi, Eduardo José Berté e Ana Cristina Meirinho Neves; na categoria estudantes, os premiados foram Carlos Eduardo Borba, Guilherme Kretzer, Artur Guilherme Beruardoli, Mariah Vieira Mafra e João Guilherme Kadnikowsky.

“O Design Days encerrou com sucesso e mostrou que é possível promover a arte em suas variadas formas, conquistando novos públicos”, pontuou Elizabeth Schwarz, diretora do Casa Hall Shopping.

Fotos: Jotha Wernke

Jantar recebe convidados do Design Days, no Number 7

Para brindar a estreia da primeira semana de design de Balneário Camboriú, o Design Days, os participantes do evento de arquitetura e design foram recebidos nesta terça-feira em um descontraído jantar, de frente para o mar, no restaurante Number 7, em Balneário Camboriú.

O evento acontece até sexta-feira, dia 4, no Casa Hall Shopping.

 

Fotos: Jotha Wernke