Quando devo procurar um médico do esporte?

 Se você pratica algum tipo de atividade física, a resposta é: marque logo sua consulta.

Mas, você deve estar se questionando: ‘De que maneira um médico do esporte pode me ajudar? Eu nem sou atleta’. Apesar desta não ser ainda uma especialidade muito difundida entre os não-atletas, a medicina do esporte é de grande relevância para todos os que praticam ou querem praticar qualquer tipo de atividade física, seja ela profissional ou amadora.

Para conhecermos um pouco mais sobre a importância desta área e entender quais benefícios podemos obter por meio deste profissional, fomos conversar diretamente com quem é expert no assunto. Estamos falando do renomado médico do esporte, dr. Thiago Guimarães Silva. Confira!

Quando e por que buscar orientação com um médico do esporte?

Quando você começa a praticar um esporte, várias dúvidas surgem na sua cabeça: Qual o tipo certo de treino preciso fazer? Quantas vezes por dia treinar? Posso fazer esse treino ou é muito arriscado para mim? O que comer antes e depois de treinar? Posso treinar em jejum? Que tipo de suplemento deve tomar para otimizar meus resultados? Essas e muitas outras respostas podem ser dadas pelo médico do esporte.

Minha função é trabalhar de acordo com o objetivo de cada paciente, seja emagrecimento, hipertrofia muscular, performance ou simplesmente a busca por qualidade de vida. Seria uma associação de orientação nutricional, de exercício físico, suplementação e uma avaliação completa de exames laboratoriais para garantir que o paciente alcance o máximo de sua capacidade.

Seria correto afirmar que antes de iniciar qualquer atividade física o ideal é fazer um check-up? 

Vejo essa questão como fundamental. Como médico, tenho que pensar na saúde dos meus pacientes em primeiro lugar. E saber como seu corpo está funcionando é o primeiro passo para isso. Toda a minha conduta é baseada nesses exames. Com eles em mãos consigo entender o motivo de determinada pessoa ter mais facilidade em ganhar gordura ou mais dificuldade de emagrecer, por exemplo. Consigo demonstra para o paciente como está toda sua cadeia hormonal, fundamental para um correto processo de emagrecimento ou hipertrofia muscular.

Para aqueles que almejam ganhar massa muscular, quais exercícios indicados e qual rotina devem adotar?

Sem dúvida esse paciente deve focar seus esforços em treino de força, seja musculação, Crossfit ou funcional. A busca por um profissional de educação física para auxiliá-lo na montagem de uma adequada periodização de treino é fundamental.

Esse paciente precisa comer mais do que gasta, mas comer com qualidade, para ganhar massa muscular, e não gordura. Alguns suplementos podem acelerar seus resultados. Outra coisa importante nesse perfil de paciente é uma boa avaliação hormonal. Seus exames hormonais devem estar adequados para lhe auxiliar nesse objetivo.

E para aqueles que buscam o emagrecimento, qual caminho seguir?

É o caminho oposto. Aumentar a frequência de treinos aeróbicos (corrida, bike, caminhada, elíptico ou HIIT) e comer menos do que gasta. Mas nunca esquecer do treino de força também, para não correr o risco de perder massa muscular, ao invés de gordura, que seria o objetivo.

Alguns medicamentos, dependendo do caso, podem auxiliar nessa fase. Por isso a importância de um médico do esporte nesse processo, junto com nutricionista e educador físico.

E quanto a suplementação. Ela pode ser utilizada por todos? Quais critérios devem ser adotados antes de iniciá-las? 

Suplemento como o próprio nome diz deve ser complementar a alimentação. A maioria das pessoas não vai precisar de muita coisa quando o assunto é suplemento. Depende muito do seu objetivo, da sua rotina, de como está sua alimentação e seus exames.

Alguns te beneficiaram no processo de emagrecimento, outros podem auxiliar no ganho de massa muscular. Mas nenhum suplemento funcionará se sua rotina não estiver boa, se você não treinar bem e não se alimentar adequadamente.

De olho na alimentação 

Saber o que comer antes de treinar faz toda a diferença nos seus futuros resultados. É simples entender: não tem como treinar bem com o estoque de energia baixo, e nossa energia é o alimento.

Da mesma maneira que organizar uma refeição adequada no pós-treino otimiza sua recuperação, melhora o ganho de massa muscular e pode otimizar a queima de gordura.

O nutriente mais importante para um bom treino é o carboidrato. Se você utilizar esse nutriente da maneira certa, seus resultados melhoram muito, em todos os aspectos. Temos que quebrar esse tabu de que o carboidrato é vilão.

Por

Thiago Guimarães Silva

Clínica Soul Brava

Rodovia Osvaldo Reis, 3281 | Riviera Business – sala 803

47-99991-5380

@drthiagoguimaraes

 

As lulas chegaram

É no verão que grandes quantidades de lulas, chegam ao litoral catarinense fazendo a alegria dos pescadores e dos amantes desse delicioso fruto do mar. Ao longo do ano, esporadicamente, também aparecem algumas que vem na rede do camarão. – Em minha singela opinião, as mais saborosas – Além das nossas lulas nativas, frescas, tem também as congeladas, vendidas quase sempre em rodelas e oriunda de países como Argentina, Chile ou China. Essas lulas embora não tenham gosto de nada ou ocasionalmente de isopor, são servidas pela maioria dos restaurantes de frutos do mar com a desculpa de que tem o ano inteiro e é preciso manter o padrão. Muita gente também as usa por serem práticas e não emborracharem, mas a lula fresca tem um sabor MUITO melhor, característico dela. Ora a exemplo da tainha que é servida quase que exclusivamente durante a “safra”, podiam respeitar também a sazonalidade da lula e oferecer um produto de melhor qualidade.

As lulas podem ser preparadas de diversas formas e até como recheio de pastéis, vol-au-vents e coquilles. Como é um molusco muito delicado é preciso prestar bastante atenção ao tempo de cozimento para que ela não fique borrachuda. Depois de limpas, as lulas devem ser cortadas em anéis grossos de dois centímetros de espessura (um dedo), os tentáculos devem ser deixados inteiros e as asas idem.

Em primeiro lugar nunca, jamais ou em hipótese alguma, tempere a lula com sal, pois isso fará com que ela solte água e emborrache.  Lambuze com azeite e leve ao fogo uma frigideira baixa, de fundo de ferro ou t-fal. Deixe a frigideira sair fumaça e refogue as lulas em pequenas quantidades. Depois de prontas você pode por sal. Na mesma frigideira e com um pouco mais de azeite frite o alho junte a salsinha picada e as raspas de limão e jogue por cima das lulas. Se for fazer a doré é só passar na farinha de trigo, retirando o excesso e fritar em óleo bem quente. Caso sejam objeto de recheio, prefira as menores e proceda como ao alho e óleo e depois faça o seu refogado de legumes e temperos, misture com as lulas e use a seguir.

Essas são as maneiras mais comuns, mas vamos ousar e preparar as lulas de uma forma inusitada. Lulas recheadas com arroz de cogumelos, molho de mirtilos, e acompanhadas de ratatouille. Ficam ótimas, bonitas e delicadas. Para isso você vai precisar de doze lulas de bom tamanho; 500 gramas de cogumelos frescos de sua preferência – eu uso shitake e paris- refogados com alho, cebola e salsinha; duas xícaras grandes de arroz cozido, uma berinjela grande fatiada e duas abobrinhas grandes fatiadas e ambas salteadas em azeite com casca. Misture o arroz com os cogumelos e recheie a lulas até dois terços do seu volume – elas vão encolher – e prenda com palitos.  Salteie as lulas por uns dois minutos de cada lado e depois corte m três ou quatro fatias. Disponha o molho no prato, sobre ele as lulas e a ratatouille ao lado. Essa quantidade rende quatro porções e também é uma ótima opção para a sexta-feira santa em substituição ao useiro e vezeiro bacalhau. Caso haja algum vegano à mesa, procure cogumelos grandes. Salteie-os inteiros e recheie com a ratatouille. Para acompanhar sugiro um brut da serra catarinense.

Por

Renato Justo

Chef de cozinha

 

Aromaterapia e óleos essenciais são alternativas para reforçar o sistema imunológico e garantir o bem-estar

Os ativos dos óleos essenciais  podem ser aliados importantes para fortalecer a proteção natural do organismo durante a pandemia do novo coronavírus.

Desde que a disseminação do novo coronavírus foi classificada pela Organização Mundial de Saúde (OMS) como pandemia, as autoridades médicas têm sugerido uma série de medidas preventivas para mitigar o processo de contaminação do COVID-19. Além das orientações básicas, como lavar cuidadosamente as mãos, higienizar objetos e ambientes, distanciar-se de aglomerações, evitar tocar o rosto, e adotar o uso frequente de álcool gel nas mãos, outra orientação que tem sido bastante lembrada é a importância de fortalecer o sistema imunológico.

Há diversas maneiras de reforçar o sistema natural de defesa do corpo, desde uma alimentação equilibrada, prática de exercícios e sono regulado até ações de lazer e relaxamento. Além disso, nos últimos anos, a indústria cosmética e farmacêutica tem pontuado a relevância da aromaterapia a partir de óleos essenciais  (OEs) na proteção do organismo. “A prática da Aromaterapia pertence às medicinas naturais e, quando falamos de OEs e suas qualidades odoríferas, estamos falando diretamente da força vital de cada planta, um recurso que pode colaborar significativamente para o fortalecimento do nosso sistema imunológico”, afirma a aromaterapeuta clínica da Planta Vital, Janice Zanatta.

Considerando que o período de isolamento social sugerido para combater o novo coronavírus pode limitar alguns dos cuidados vitais para o fortalecimento da imunidade, incluir a aromaterapia na rotina pode ser uma alternativa prática e viável. Porém, é crucial checar a procedência dos produtos e buscar orientações de um profissional qualificado. “É uma prática em que a qualidade define os resultados. Quando aliada a disseminação da informação responsável e consciente, dispomos de abordagens orientadas e formas de aplicação que vão refletir no fortalecimento do nosso sistema imunológico e consequentemente no bem-estar e qualidade de vida”, declara a profissional.

Há duas formas de utilizar as propriedades terapêuticas dos óleos essenciais em benefício do organismo: inalação e limpeza, e assepsia do ar. “Para a inalação, a indicação é colocar uma gota OE de gerânio, uma gota de OE de lavanda e uma gota de OE de eucalipto em um recipiente fundo com 01 litro d’água quente (não fervente) e, em seguida, colocar uma toalha ao redor da cabeça, aproximando a face do valor e inalando por aproximadamente 15 minutos. Desta maneira, é possível promover a limpeza das vias aéreas superiores com ação antisséptica, fortalecendo os pulmões”, explica Janice Zanatta. “Já para os difusores de ar, pode-se colocar duas gotas de OE de tea-tree, duas gotas de OE de eucalipto, uma gota de OE de gerânio e uma gota de OE de lavanda. Lembrando que é importante instalar o difusor longe de correntes de ar para que as moléculas aromáticas atuem nos ambientes de forma eficiente”, completa.

Especializada em produtos veganos com ativos naturais, a NESH, marca curitibana de cosméticos oferece mais de 13 tipos de óleos essenciais, além de difusores e outros produtos que podem ser usados para maximizar as  propriedades de cada Oe. Além disso, todos os itens cosméticos indicados para uso diário possuem OEs em suas fórmulas,  e promovem vários benefícios para por meio da aromaterapia. “Conhecemos os benefícios dessa matéria prima para todos e desenvolvemos diversas linhas que tem como foco nos óleos essenciais. São produtos para o corpo, rosto, casa, que além de ter os efeitos cosméticos esperados promovem também relaxamento, atenuação de sintomas de ansiedade e fortalecimento do sistema imunológico”, comenta o idealizador da NESH Eco.Cosméticos, Thiago Pissaia.  “Neste momento delicado de quarentena é indispensável incluirmos ações de autocuidado no dia a dia,  e aliada as demais recomendações de prevenção e cuidado com o organismo, o uso de dos OEs é sem dúvida uma alternativa saudável e sustentável para melhorar significativamente a qualidade de vida e o bem estar do corpo e também da mente”, completa o empresário.

BRAVAMALL

Projetado para oferecer múltiplas experiências, o BRAVAMALL em seu primeiro ano de atividades se consagra na região como a melhor e mais diferenciada opção de lazer. Um lugar único que se tornou extensão das casas dos moradores de Itajaí e das cidades próximas, além de oferecer aos turistas um espaço cosmopolita em meio as belezas naturais da Praia Brava, em Santa Catarina. Conforto, segurança e convivência proporcionados a mais de 508 mil visitantes, com uma média mensal de 42 mil pessoas, apenas durante seus primeiros 12 meses de funcionamento.

E motivos para celebrar é que não faltam tanto à diretoria quanto aos operadores que hoje marcam presença no shopping. “Poder comemorar o primeiro ano do BRAVAMALL é a prova de que tudo que se sonha em conjunto, se torna mais forte e inabalável. Todos os operadores que estão aqui hoje ousaram sonhar conosco o desejo sincero de criar um lugar para chamar de seu. Por isso, nesse primeiro ano só temos a celebrar, pois, a nossa intenção de construir um shopping com conceito diferenciado e que fosse capaz de proporcionar momentos únicos aos nossos visitantes, foi atingida. Em cada ambiente, loja ou atração, as pessoas que visitam o BRAVAMALL conseguem identificar o quanto são importantes para nós”, revela Taysa Inara Pinheiro, sócia-diretora da Incorporadora PROCAVE à frente do BRAVAMALL.

Uma trajetória de sucesso que está apenas começando, mas que em menos de um ano, já alcançaram uma ocupação de 70% e ainda se tornaram referência no setor de gastronomia. E não é à toa. Além da praça de alimentação diversificada com uma incrível vista para o mar, o shopping também oferece o espaço Mercato, um local que reúne experiências gastronômicas com sabores internacionais. E entre as estrelas do espaço Mercato, destacamos o Emporium De Angelina. Em seus 470 m², a qualidade, a variedade e a exclusividade de produtos tanto no setor alimentício quanto de bebidas, imperam por todos os lados. Pensado para quem deseja nada menos que o melhor; cores, aromas, texturas e sabores fazem do Emporium De Angelina uma verdadeira inspiração ao lado do melhor atendimento.

E por falar em destaque, o lazer também se evidencia dentro do shopping com opções diferenciadas como, por exemplo, o cinema com duas salas Vips, que oferecem conforto e qualidade pelo mesmo preço de uma outra sala da região. E o que dizer sobre os setores de moda, tendências, beleza e cuidados pessoais? No BRAVAMALL você encontra tudo o que precisa, e o melhor, ao lado de marcas que já são consagradas.

FEITO PARA TODOS

Como o BRAVAMALL foi pensado para ser uma extensão do que há de melhor no dia a dia, isso inclui atividades e serviços para todas as idades, gostos e estilos. Por isso, até mesmo os pequenos dentro do BRAVAMALL ganham toda a atenção merecida com entretenimento e as ações lúdicas que compõem, mensalmente, o calendário. Além, é claro, da parte de gastronomia e moda que igualmente contemplam os gostos dos pequenos.

PETS SÃO BEM-VINDOS

Sim, no BRAVAMALL todos entendem que seu pet é como um membro da família. Muito mais que bem-vindos, eles podem usufruir de serviços diferenciados que proporcionam momentos de diversão e relaxamento, enquanto você curte o shopping sem preocupações.

NOVIDADES 

De acordo com Taysa, em 2020 o shopping BRAVAMALL deve fortalecer ainda mais seus pilares de entretenimento, serviços e grandes multimarcas do varejo. “Já estamos em contato com grandes operadores da região como salão de beleza, academia, loja de calçados e vestuário multimarca e muito mais. Além disso, e devido ao sucesso dos eventos infantis em 2019, acreditamos que estamos no caminho certo e em 2020 vamos trabalhar para termos um calendário repleto de ações, consolidando ainda mais nosso público de famílias. Nosso Propósito continua a proporcionar a melhor experiência aos nossos consumidores da região sem perdermos nossa identidade”, finaliza Taysa.

EDUCAÇÃO

O cenário da educação também se faz presente no BRAVAMALL. Sim, o shopping abriga um dos colégios mais conceituados do país. Estamos falando do colégio Bom Jesus que atua há mais de 120 anos com foco na excelência. Toda a estrutura da Unidade foi projetada para garantir a segurança de seus estudantes, com acessos exclusivos ao Colégio e equipe especializada e criteriosa de monitoramento.

Seu método se destaca com o ensino bilingue em período integral da educação infantil ao fundamental, e a educação regular para o ensino médio. Com infraestrutura moderna e ambientes que contemplam vista para o mar, o colégio conta ainda com laboratórios, biblioteca, auditório, quadra poliesportiva, refeitório, horta, playground, brinquedoteca, pátios descobertos e com jardim, áreas de recreação cobertas e descobertas, Além disso, conta com salas de estudo, conto, judô, xadrez, balé, arte e psicomotricidade.

BRAVAMALL

Delfim Mário de Pádua Peixoto, 500 – Praia Brava, Itajaí 

(47) 3062-8008 | www.bravamall.com.br/ 

 

Saúde capilar e bem-estar

 

Queda Capilar – Nesta edição, vou abordar essa patologia que é uma das principais queixas procuradas para tratamento na terapia capilar. Então, vamos falar e entender três tipos diferentes de queda capilar que são mais recorrentes.

  • Eflúvio Telógeno (stress, alimentação)
  • Alopecia Androgenética (genética)
  • Alopecia Areata (Emocional)

Eflúvio Telógeno é uma das disfunções hoje mais comuns, tanto em homens, quanto em mulheres, devido à carga de stress e jornadas intensas. Queda de cabelo além do normal pode ser um indicativo que algo está errado em seu ciclo capilar, afinal, a queda de quantos fios é normal por dia? 100, 120?

A quantidade mais adequada é o seu normal, ou seja, pessoas que possuem maior quantidade de fios tem tendência a ter maior queda de fios, logo, quem possui menos fios a tendência é cair menos fios.

Alopecia Androgenética, mais conhecida como calvície, tanto em homens, quanto em mulheres, é o afinamento e perda da quantidade de fios no topo da cabeça, diferente do eflúvio, não existe queda acentuada e somente o afinamento. Na terapia capilar esse quadro pode ser tratado e revertido, recuperando a saúde dos fios e a cobertura do couro cabeludo. Em alguns casos o tratamento vetorizado (terapeuta e médico) é recomendado.

Alopecia Areata, cada vez mais comum entre homens e mulheres de idades variadas, tem fundo emocional e pode ser também um tratamento vetorizado (terapeuta e psicólogo).

Por vezes, não damos a atenção que os cabelos merecem e percebemos quão valiosos eles são para nossa autoestima quando estão com alguma disfunção. Por isso, uma avaliação responsável e assertiva junto a um profissional habilitado é essencial.

DICA DE PRODUTO – Shampoo e Gel Energizing: tratamento home care antiqueda para ser feito em conjunto com a Terapia Capilar.

Por

Vittor Mattos | Terapeuta Capilar

@terapeutacapilarvitormattos

e-mail:vitorcmattos14@gmail.com

whats: (47) 996752072

 

 

Diretora da CDL Mulher lidera ação de voluntárias que produzem máscaras para doações

Empresas e voluntários que desejarem ajudar o “VesteVida”, devem entrar em contato para saber como podem ajudar

Voluntários do projeto “VesteVida” de Balneário Camboriú – uma ação de iniciativa da empresária de moda e diretora da CDL Mulher, Mirvana Andreis, da modelo e empresária Sandra Bronzina, e da arquiteta Graziele Andreis – estão confeccionando máscaras de tecido que serão doadas a equipes de saúde, agentes sanitários e agentes de segurança para prevenção do novo coronavírus (Covid 19). O grupo conta com mais de 40 costureiras e apoio de empresas de diferentes regiões de Santa Catarina, principalmente da região do Vale do Itajaí e do sul catarinense.

O projeto está fazendo tanto sucesso que já está sendo replicado em outros estados do país como Rio Grande do Sul, Paraná, Minas Gerais, São Paulo, Rio de Janeiro, Pernambuco e Distrito Federal. “Diante deste momento difícil para todos, vimos uma forma de contribuir. O grupo VesteVida nasceu dessa vontade”, explica Mirvana.

O grupo já conseguiu a adesão de empresários e profissionais de diversas áreas. Para a produção, o projeto tem recebido doações de tecidos e apoio de confecções de Palhoça, Brusque , Blumenau, Apiúna, Canelinha , Navegantes ,Gaspar, Itapema, Itajaí e Ilhota. Uma lavanderia vai fazer a lavagem dos produtos. Hospitais e unidades de saúde de 11 cidades já solicitaram doações, entre elas Itajaí, Balneário Camboriú, Porto Belo, Itapema e Nova Trento.

A prioridade é atender, pela ordem, médicos, vigilância sanitária, policiais, mercados e farmácias. Conforme Mirvana, a demanda da região, por exemplo, é de 25 mil máscaras já que, a cada duas horas, elas precisam ser substituídas. “Elas são em tecido tecnológico e, de qualquer maneira, estamos operando em caráter de emergência”, explica Mirvana.

Voluntários são bem-vindos

As costureiras que participam do projeto passam por um sistema de triagem e os tecidos que chegam em suas casas vão transportados em material protegido em duas sacolas. Destas, só uma entra na residência das voluntárias. O grupo também está produzindo lençóis para serem doados a hospitais. O próximo passo é conseguir tecidos, elásticos, velcros e linhas para costurar macacões aos médicos que trabalham em centros de triagem.

Para que os carros dos voluntários possam circular entre as cidades sem restrições na coleta de material, o grupo conta com apoio logístico. Mirvana destaca a importância das empresas que já estão apoiando o projeto e acreditando que o grupo pode fazer a diferença. “Que a empatia vença o medo e que a vontade de ajudar nos leve adiante sempre”, reforça.

Também foi criada uma vakinha online para arrecadar doações para o projeto. Empresas e voluntários que desejarem ajudar o “VesteVida”, devem entrar em contato pelo (47) 98456-0189 ou pelo Instagram @vestevida_covid19.

Confira dicas para quem continua indo trabalhar e para quem faz home office durante a pandemia de Coronavírus

Lavar as mãos com frequência, ter um álcool em gel na mesa e ficar pelo menos um metro de distância do colega de trabalho. Estas são algumas recomendações da OMS (Organização Mundial da Saúde) que devem ser adotadas para quem segue indo trabalhar para evitar a disseminação do novo coronavírus.

Declarado pandemia na quinta-feira (12) pela OMS, o coronavírus está impondo um novo ritmo e uma nova postura nas relações de trabalho. Seja para quem continua indo para o trabalho, seja para quem está fazendo home office, é necessário se adaptar a novos hábitos para manter a produtividade e conter o temor pelo coronavírus.

“Mudanças como evitar contato físico e reuniões não é uma coisa que vem do dia para noite”, diz Keitiline Viacava, neurocientista e especialista em empresas. Para Viacava, tanto a empresa quanto chefes e funcionários precisam de reforços que gerem mudança rápida dada a proliferação do vírus, mas como estamos acostumados às relações atuais de trabalho, é normal o período de transição ser longo.

Cumprimentar pessoas com beijos ou aperto de mão, como diz a OMS, devem ser evitados, reforça a especialista. Para que a mensagem seja absorvida o mais rápido possível, os incentivos devem vir além de e-mails ou cartazes de conscientização espalhados no ambiente de trabalho. “Vai partir do líder e dos funcionários adotarem uma postura de cuidados que agora são tidos como básicos, mas que vão se propagar e tornar comuns”, diz.

Para quem está dispensado de ir até a empresa, o grande problema pode ser conciliar produtividade mesmo estando em casa. Para isso, a palavra-chave é comunicação efetiva, diz Nora Mirazon Machado, estrategista em branding e carreiras.

Para ela, pessoas que sabem gerenciar o tempo e têm competências comportamentais bem desenvolvidas, como trabalhar em equipe e outras habilidades interpessoais, ganham importância neste momento. “Como o contato interpessoal via trabalho remoto é limitado, você não sabe como a pessoa está reagindo”, afirma.

A tecnologia a nosso favor

A depilação a laser tornou-se a opção preferida dos pacientes que estão cansados de fazer a barba, de utilizar pinças ou cera para tirar pelos indesejados. Além disso, a depilação a laser continua a ser o principal tratamento, com um aumento bastante significativo a cada ano.

E por isso a Ágape trouxe uma nova tecnologia com a aprovação da FDA, o laser Vectus que é uma das grandes soluções para a eliminação desses pelos indesejáveis.

Vectus é o equipamento de depilação laser com o maior ponteira do mercado, o que permite uma menor duração dos tratamentos, que podem ser ajustados às necessidades do paciente. Possui dois tipos de ponteiras indicados para áreas maiores como pernas e costas, e uma ponteira menor que permite uma maior precisão dos tratamentos e é indicado para pequenas áreas.

Esse laser dispõe de uma grande tecnologia, que é o primeiro leitor quantitativo de melanina para medir o grau de pigmentação da pele – permite alcançar uma ampla margem de segurança terapêutica, estabelecendo de forma segura e eficiente o nível de pigmentação da pele, proporcionando parâmetros exatos para cada paciente. E permite ainda manter a uma temperatura de 5ºC, minimizando os riscos e mantendo o conforto do paciente durante a sessão.

Pelo em vários fototipos de pele e cores de pelos com o mínimo desconforto permite alcançar o resultado desejado. Além disso, o seu sistema exclusivo Photon RecyclingSM promove uma maior contribuição de energia em cada disparo, reduzindo a necessidade de realizar várias passagens.

A Ágape não poderia deixar de trazer pra você esse laser tão eficaz, ágil e com excelentes resultados, pois quando se trata de tecnologia e resultados sabemos exercer com excelência.

Por

Priscilla Motta

Ágape Saúde & Estética

 

“Elas na Logística” desperta interesse pelo Comércio Exterior em meninas da rede pública de Itajaí

Elas tem entre 12 e 14 anos e já conhecem um pouco do complexo sistema que envolve a logística internacional. Contêineres, caminhões de carga, maquinário pesado e navios enormes – elementos comuns de um dos principais portos do Brasil – foram apresentados a seis meninas da rede pública de ensino de Itajaí, em Santa Catarina.

Estudantes da Escola Básica Pedro Padre Baron, as adolescentes participaram da ação “Elas na Logística”, desenvolvida pela Allog – empresa especializada em logística internacional – para marcar o Mês da Mulher. Selecionadas em um concurso de redação promovido na escola, onde escreveram sobre “A Logística da Minha Cidade”, as adolescentes visitaram a APM Terminals – responsável pelas operações de carga do Porto de Itajaí – e passaram a tarde na Allog.

A proposta do “Elas na Logística” é despertar o interesse em futuras novas lideranças para um universo ainda predominantemente masculino. A própria Allog é um caso à parte no segmento de Comércio Exterior. Na empresa, 53,4% do time de colaboradores é composto por mulheres. “Considerando este cenário, a ideia é incentivar a igualdade e, quem sabe, despertar nestas meninas futuros talentos para o setor logístico do nosso país”, explica a gerente de marketing da Allog, Luciana Oliveira.

No Porto de Itajaí

A ação teve início no Porto de Itajaí, onde as adolescentes tiveram um bate-papo com a gestora de Comunicação e Marketing da APM Terminals, Daiane Fagundes Maeinchein. Lá aprenderam um pouco mais sobre exportação e importação de mercadorias e que as principais cargas que passam pelo complexo portuário catarinense é frango congelado e madeira. Hoje, 64 mulheres trabalham na APM Terminals, entre elas a chefe dos gates (portões) de acesso ao terminal.

Na Allog, as meninas foram recebidas por líderes das áreas comercial, operacional, financeira e de gestão de pessoas. Em visita à empresa, conheceram os diferentes passos o que envolvem o trabalho de um agente de cargas internacional. Embora more e estude em Itajaí, tudo o que Luana Tavares, de 14 anos, conhecia sobre o porto se resumia à entrada e saída de navios de carga pelos molhes da barra. “Não tinha ideia de todo o planejamento para que este vai e vem aconteça na nossa cidade”, citou Luana, que já se interessa em trabalhar na área como jovem aprendiz.

Já Helena Pacífico, de 12 anos, conta que não sabia que era possível movimentar cargas dentro de um avião. “Minha maior surpresa foi sobre importação aérea. Achei que avião só carregava passageiros e malas”, diz. Ágatha Jesus Lima, 13, diz que participar do “Elas na Logística” despertou o interesse de, no futuro, atuar na área de transporte marítimo. “Ver o navio passar aqui no rio passa a ser muito diferente a partir de agora. Já consigo entender tudo o que envolve a logística da minha cidade”, concluiu.