Dificuldade na alimentação e suas emoções

Os distúrbios alimentares são comuns na adolescência e no começo da vida adulta. Eles estão relacionados a uma série de consequências psicológicas, como ansiedade e pressões sociais para o chamado ‘corpo perfeito’.

Ao se trabalhar com transtornos alimentares, não se pode considerar simplesmente o “transtorno” isoladamente, sem considerar o meio no qual a pessoa se encontra, não sendo possível ignorar os estímulos que ela recebe. Este ser que sofre é antes de tudo um ser de relações, e é a partir dessas relações que estabelece com o mundo que constrói sua vida, sua existência e sua própria concepção de mundo e de si. Esta é a essência desse ser que sofre de transtornos alimentares.

Atrás da problemática da irrepresentabilidade de que sofrem esses pacientes, com horror ao vazio, aos abismos impenetráveis, às angústias de fragmentação e, ainda, das confusões de lugar, entre dentro e fora, self e não self, real e imaginário, despende-se muito tempo de tratamento para que o processo psicanalítico possa transformar esses “terrores sem nome” em terrores nomináveis e, enfim, narráveis, como referiu Bion.

Diante do diagnóstico de transtornos alimentares, são recomendadas abordagens e tratamentos especializados, realizados por equipes compostas principalmente por psiquiatras, nutricionistas e psicólogos/psicanalistas responsáveis por “recuperar” esses sujeitos, tratá-los, alimentá-los e ensinar-lhes novos hábitos e cuidados com o corpo e com a alimentação, especialmente nos casos de pacientes que insistem numa alimentação “problemática” ou em considerar-se gordas, mesmo quando estão muito emagrecidas.

Por

Sara Cruz Frota 

Psicóloga (CRP 12/16061)

Ed. Liberty | Sala 307

Itajaí / SC

 

Ceviche de salmão com lula e abacate

Fácil e rápido de fazer, o ceviche é uma opção diferente e refrescante para servir de entrada.
Ingredientes

90 gr de salmão em cubos
60 gr de lula (tubo) fatiada
1 colher de chá de alho frito
1/2 limão tahiti
1/2 limão siciliano
1 pitada de sal
30 gr de abacate cortado em cubos
5 gr de pimenta dedo de moça
4 pimenta biquinho
1/2 cebola roxa fatiadas à juliene (tiras longas e finas)
1 batata roxa laminada

Modo de preparo

Misture todos os ingredientes em uma tigela, esprema os limões para sair apenas o suco. Acrescente fio de azeite e coentro à gosto. Frite e sirva como chips a batata doce laminada. Dispunha o ceviche em taças de cocktail e coloque ao redor, em um prato, os chips.

Verão Laranja: previna-se do câncer de pele

Verão é tempo de praia, piscina, dias ensolarados e atividades ao ar livre, um período em que nossa pele fica mais exposta ao sol. Mas também é época de conscientização sobre o câncer de pele, que é o mais frequente no Brasil e corresponde a 30% de todos os tumores malignos registrados no país.

Vivemos em um país tropical onde o padrão de beleza predominante é a pele bronzeada. Isto faz com que muitas pessoas se exponham ao sol de forma intencional durante o lazer ou mesmo de forma não intencional durante o trabalho ou nas atividades do dia a dia. O sol é fonte de alegria e bem-estar e os seus efeitos benéficos, como a participação na produção da vitamina D, são bem conhecidos. Porém, em excesso pode provocar queimaduras e a longo prazo, pode trazer malefícios como o envelhecimento precoce e o câncer da pele.

O QUE É CÂNCER DE PELE?

É o crescimento anormal e descontrolado das células que compõem a pele. Essas células se dispõem formando camadas e, de acordo com o tipo afetado, são definidos os diferentes tipos de câncer. A sua principal causa é a exposição aos raios solares, também chamados de raios ultravioleta (UV). Esses raios agridem a pele, causando um dano ao DNA das células normais, podendo levar ao desenvolvimento de um tumor. Outros fatores envolvidos são alterações genéticas e hereditariedade.

PESSOAS QUE TÊM MAIOR RISCO DE DESENVOLVER CÂNCER DE PELE:

– pele clara, olhos claros, cabelos loiros ou ruivos

– que se queimam com facilidade e nunca se bronzeiam

– com muitas pintas (mais de 50 pintas pelo corpo)

– com antecedente familiar (parentes de primeiro grau -filhos, irmão ou pais- que já́ tiveram um câncer na pele).

– que já́ tiveram câncer de pele

– que tiveram queimaduras solares na infância ou adolescência

– que fizeram bronzeamento artificial

CUIDE-SE:

O câncer de pele é o tumor mais fácil para diagnosticar, pois está́ na parte exterior do corpo. Todo mundo deve se olhar sem roupa em frente ao espelho.

Deve-se procurar um médico dermatologista ao verificar alterações em sinais, pintas, manchas na pele ou feridas que sangram e não cicatrizam. Na consulta, o profissional analisa a forma, tamanho, cor e diâmetro da lesão da pele, e em caso de suspeita da doença, pode requisitar outros exames, como biópsias.

Todo mundo quer se divertir, aproveitar o verão. A intenção é se expor de maneira racional e adequada, protegendo-se para prevenir um câncer da pele. Quanto mais cedo ele for diagnosticado, maiores as chances de cura!

Aproveite a piscina, o mar, a sombra e a água fresca neste verão, mas com responsabilidade!

Por

Dra Giane Pelegrini

Edifício Seixas Business Tower
Rua Dr. Nereu Ramos, 197 • Sala 805 (esquina com Av. Marcos Konder – ao lado do Hospital Marieta) Centro – Itajaí |SC

(47) 3311-3223 | 98866-8336
http://www.gianepelegrini.com.br
FACEBOOK – @dra.giane.pelegrini
INSTAGRAM – @dra.giane.pelegrini

Super dicas

A empresária Bianca Bobato, à frente do renomado espaço de beleza G Beauté, revela aos leitores da Bem-Estar seus segredos e cuidados com a pele, o corpo e cabelo. Mesmo com uma vida super agitada, na qual se divide com total carinho e atenção à família e aos negócios, Bianca afirma não abrir mão de um tempinho para si. Adepta a um lifstyle saudável, tem em mente que saúde e beleza caminham juntas, por isso investe em cuidados tanto de dentro para fora, quanto vice e versa.

Bianca revela ainda que em sua rotina diária corporal estão as atividades físicas e o detox matinal, em jejum, com suco de salsão puro ou acompanhado de limão, gengibre e maça verde. Além disso, faz uso de Resveratrol, Curcumina, Ômega 3 e probióticos, dos quais afirma não viver sem.

Já quando o assunto é a rotina de pele, ela que é apaixonada por cremes e adora conhecer e experimentar os lançamentos, destaca o uso pela manhã da vitamina C e do ácido hialurônico. Durante à noite, nos conta que intercala os cuidados com ácidos e antioxidantes. E para finalizar os cuidados, uma vez por semana faz detox no couro cabeludo e reposição de nutrientes para os fios.

Mas, como todo e qualquer tratamento requer atenção, Bianca enfatiza: “Acho muito importante, antes de iniciar qualquer rotina de beleza, buscar orientações com um especialista. Só assim conseguimos atingir os objetivos e não corremos o risco de errar no uso e tipo de produtos”.

Alguns dos queridinhos da Bianca

01 – CC Cream SPF 50 é um coringa quando não usar base – Chanel

02 – Água Termal Serozinc – La Roche-Posay

03 – Para região dos olhos Illuminating Eye Crème – Tata Harper

04 – Batom com ácido hialurônico – Black High Tech Diamond Lip Care – Incarose

05 – Máscara esfoliante e de oxigenação Scrub & Mask – Filorga

06 – Pré-lavagem para o cabelo Phytoelixir – Phyto

Por

Bianca Bobato

G Beauté

 

Por que os adolescentes são mais suscetíveis ao estresse?

O mundo dos adolescentes é predominantemente dominado pelas emoções, e isso tem uma explicação biológica. Antes de tudo, é importante ressaltar que, diferente dos adultos, os adolescentes possuem uma menor atividade no lobo pré-frontal do cérebro, responsável pelo manejo das emoções, sendo assim, em casos de crise, podem encontrar um pouco mais de dificuldade em lidar com a situação. Ainda, o cérebro do adolescente é mais suscetível ao estresse pela forma como ele lida com o hormônio THP (tetraidropregnenolona), este hormônio normalmente é liberado em resposta ao estresse, ele costuma atuar como um tranquilizador, com efeitos em áreas do cérebro que acalmam a atividade do órgão, porém no adolescente ele pode ter um efeito contrário, aumentando ainda mais a ansiedade.

A adolescência é uma fase de transformações cerebrais, ou melhor, transformações nas competências cognitivas, sociais, emocionais, onde os neurotransmissores são personagens importantíssimos, ou seja, o cérebro adolescente passa por uma enorme reestruturação, tornando-os mais facilmente afetados pelo ambiente em que vivem e pelos estressores.

Alguns motivos mais comuns como desencadeares do estresse na adolescência são: pressão e fracasso na escola; pensamentos negativos sobre si mesmo; mudanças no corpo; brigas e conflitos familiares; sobrecarga de atividades e compromissos; bullying; entre outros. Os pais ou responsáveis devem estar sempre atentos aos comportamentos dos adolescentes, pois muitas vezes, eles próprios não sabem explicar o que está acontecendo. A seguir, algumas estratégias que podem ajudá-los a amenizar o estresse: praticar esportes; ter uma alimentação saudável; evitar o excesso de cafeína, que provoca ansiedade e agitação; não consumir drogas; potencializar os pensamentos positivos com metas concretas de pequenos desafios realizáveis; descansar depois de situações estressantes (ouvir música, conversar com um amigo, desenhar, escrever); contar com amigos que possam ajudar a enfrentar as situações de maneira positiva. Muitas vezes a ajuda profissional especializada se faz necessário. Ficou com alguma dúvida? Entre em contato comigo.

Por

Priscila Mafra

Psicóloga da Infância e Adolescência 

CRP 12/16760 | (47) 9 9187-3868

@psicologapriscilamafra

 

 

Cuidar da mente

Mente sã em corpo são, diz o antigo adágio latino. Assim como cuidamos do corpo com boa alimentação e atividade física, assim também é necessário cuidar de quem comanda o corpo: a mente. Alimentar com bons pensamentos, exercitar a calma, a tolerância, a compreensão, com relaxamento, meditação, afirmações, boas leituras. Para o corpo um bom banho diário, para a mente uma boa limpeza diária. Jogar na lixeira os pensamentos doentios. Todos os dias. O cérebro processa tudo, o tempo todo.

A mente governa o corpo, essa é a lei. Portanto é necessária uma vigilância contínua sobre os pensamentos. Sobretudo evitar conflitos, brigas, divisões, discussões que só aumentam o problema. Vivemos tempos de radicalizações e hostilidades, verdadeira torre de babel, quando deveríamos aproveitar os avanços tecnológicos para nos entender mais.

Trabalhar, ser honesto, coerente, responsável, praticar o amor ao próximo como a si mesmo, fazer o bem e somente o bem, esse é o caminho. Parece que os ensinamentos de Jesus, Buda e tantos outros sábios estão ficando ultrapassados, substituídos por ideologias desagregadoras de ódio, luta de classes, como uma epidemia: a ideia de culpar os outros pelo insucesso ao invés de cada um assumir a sua parte. Direitos derivam de deveres cumpridos.

Nossos antepassados tiveram que abandonar a terra natal e enfrentar todo tipo de dificuldades. Recomeçar do nada. E venceram. Geraram progresso. É estranha hoje a insatisfação de boa parte da humanidade quando deveria erguer as mãos ao céu por tanto progresso herdado. Parar de só protestar e reivindicar, e começar a fazer a sua parte. Para o bem de todos. Tudo o que temos hoje, alguém construiu. Recebemos muito. É preciso merecer.

Por

Ivo Fachini

Psicoterapeuta

http://www.ivofachini.com.br

 

Autoestima elevada com mamas perfeitas

A queda das mamas é um processo natural dependente de alguns fatores como: diminuição da elasticidade da pele, emagrecimento acentuado e amamentação. Pacientes com mamas “caídas” costumam referir sentimentos de vergonha, mudanças na vida sexual e diminuição da autoestima.

A Mastopexia, cirurgia plástica que corrige a queda das mamas, pode ser capaz de ajudar a resolver muitos destes problemas.  Atualmente, existem várias técnicas de mastopexia capazes de atingir níveis de satisfação e resultados excelentes. A tendência atual é empregar, na medida do possível, as técnicas que utilizam incisões reduzidas, numa tentativa de proporcionar à paciente mamas de formato agradável com cicatrizes menores. O uso dos implantes de silicone é comum, proporcionando uma redução das cicatrizes e resultados mais duradouros.

Por

Dr. Marcelo Borba | Cirurgião Plástico

CRM 17109 | RQE 9034

Membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica

(47) 3363-5449 | (47) 9 9617-8018

Rua: 2950, 117 – Ed. Acquabella, Térreo, Balneário Camboriú, SC

Instagram e Facebook: kliniksaude

Detox

O Detox traz muitos benefícios à saúde porque renova totalmente as funções de eliminação do organismo, aumentando a vitalidade e a energia de todo o corpo.

Quando estamos intoxicados diminuímos a capacidade do corpo de assimilar minerais e outros nutrientes, e assim reduzimos a produção de energia nas células, o funcionamento do metabolismo e a capacidade do organismo de reparar células doentes. A intoxicação é silenciosa, e seus danos são dos mais variados para nos causar doenças e quais quer tipo de mal-estar que nos deixa indispostos.

Temos que nos conscientizar que a CURA está na própria natureza.

Por

Tânia Fernandes

Univital

 

 

MICROPIGMENTAÇÃO LABIAL

 

Cada vez mais, a micropigmentação labial vem se tornando queridinha entre as mulheres. Já ouviu falar dessa técnica? É um procedimento que dá mais cor aos lábios que são naturalmente pálidos ou arroxeados, e também melhoram o contorno que dá a ilusão de volume, deixando a boca mais definida para dar mais vida à boca, tornando seu sorriso ainda mais belo.

O procedimento não só é praticado para fins estéticos, mas também a quem passou por alguma cirurgia que resultaram em fibroses e outras condições, como por exemplo a cirurgia de reparação de lábio leporino, e em pequenas imperfeições causadas pelo herpes labial. “O procedimento é supertranquilo e só é preciso ter a pele 100% íntegra e lábios bem hidratados”, explica Camila.

Quais são as técnicas mais utilizadas? 

Natural Lips: contorno, uniformização de tom, cores naturais;

Efeito Batom: contorno, preenchimento efeito batom, cores vibrantes.

Quanto tempo dura a micropigmentação labial?

A duração da micropigmentação labial depende diretamente dos cuidados tomados por quem realizou o procedimento, além de ser necessário também checar fatores genéticos que podem influenciar nesse ponto. Mas em média oito meses.

A cor da micropigmentação vai clarear depois de algum tempo?

Sim, vai clarear logo nos primeiros dias após o procedimento. O que acontece: ao exemplo da micropigmentação de sobrancelhas, nos primeiros dias, ocorre o processo de cicatrização da micropigmentação que faz com que a cor do pigmento aplicado nos lábios comece a desbotar. Lá pela segunda ou terceira semana – dependendo da resposta do organismo de cada pessoa, vai aparecendo a cor que ela vai ficar.

Pensando em realizar micropigmentação labial?

Camila Theilacker é dermopigmentadora, formada em Cosmetologia e Estética na –Univali – Itajaí, com pós em Estética Clínica 2018 e Dermopigmentação em 2019, é sócia-proprietária da clínica de nutrição e estética – FINESTÉTICA, localizada no Embraed Itajaí- sala 76.

Entre em contato por meio do instagram @camiladermopigmentacao @finestetica.

 

 

Microfisioterapia e a dificuldade de algumas mulheres engravidarem

A Microfisioterapia é uma técnica francesa de toques sutis que desbloqueia memórias que estão
armazenadas no corpo. Essas memórias podem gerar dificuldades nas mulheres que querem engravidar. Muitas vezes a mulher é saudável e por causa da sua ansiedade não consegue engravidar. A Microfisioterapia ajuda a desbloquear tensões que estão armazenadas impedindo a fecundação. Geralmente pensamos em três sessões que durará em média uma hora cada e são realizadas de 30 em 30 dias. Às vezes a mulher nem chega a fazer a terceira, pois já está grávida.

Por

Dra. Virgínia Bastos Herpich

Fisioterapeuta / Microfisioterapia