Arquitetas do escritório Dantas & Passos Arquitetura ensinam como ter uma cozinha gourmet digna de um masterchef

Armários especiais, integração, ilha central e tudo à mão são algumas das dicas das profissionais para ter, em casa, uma cozinha gourmet dos sonhos

Projeto do escritório Dantas & Passos Arquitetura/ Foto: Divulgação

Não são apenas as boas panelas, receitas e o dom de quem prepara os alimentos que fazem a diferença em uma cozinha. O conceito de cozinhar mudou nos últimos anos e o ambiente deixou de ser aquele local da casa que era frequentado apenas por quem mora na casa e os mais íntimos.

Atualmente cozinhar é parte do enredo de receber familiares e amigos em casa.

Por isso, além de fogão, geladeira e bancada, a nova ‘sala de estar’ das residências ganhou ares de um lugar para apreciar a boa gastronomia e apresenta novidades como ilha central e cooktop.  Ela deve atender todos os detalhes, que vão desde o preparo até o momento da apreciação.

Mas, como ter construir uma cozinha gourmet ou transformar aquela que já existe em casa? Para ajudar a ter a cozinha para chef nenhum botar defeito, as arquitetas Paula Passos e Danielle Dantas, do escritório Dantas & Passos Arquitetura, reuniram dicas eficazes para essa transformação.

Antes de tudo, é preciso considerar que não existem regras para o ambiente em questão. Tudo irá depender da área disponível e dos desejos dos moradores, mas alguns itens costumam ser frequentes. “Um bom projeto de cozinha gourmet deve promover a integração dos ambientes, oferecer um espaço adequado para o preparo dos alimentos, além de contar com equipamentos modernos e adequados e móveis confortáveis para acomodar os convidados”, revela Paula Passos.

Acompanhe as dicas:

Ilhas

Um dos grandes diferenciais da cozinha gourmet são as ilhas centrais que deixam o cozinheiro próximo de seus convidados. “Além do ‘chef’ não ficar isolado, o formato garante que todo ritual de preparo dos pratos se torne um show à parte”, afirma Danielle Dantas. Pela posição, faz-se fundamental a colocação de uma coisa e o projeto de iluminação para o espaço que, de preferência, deve ser posicionada de forma direta na ilha.

Eletrodomésticos

Para os cozinheiros de plantão, um equipamentos modernos ajudam a garantir melhores resultados. E para a decoração, impactam positivamente no visual! Essa lista inclui fogão ou cooktop, chapas auxiliares, churrasqueira – que pode ser a gás ou convencional –, forno elétrico, micro-ondas, freezer, geladeira, adega, cervejeira, máquina de café, máquina de lavar louças e tantos outros.  Todavia, antes de comprar os eletros é preciso avaliar se existe espaço disponível para comportar todos os equipamentos.

Coifa

Coifas são incríveis para deixar a cozinha limpa e livre de gordura. Mas, como escolher o modelo ideal para o seu espaço? Paula Passos indica que é preciso saber o tamanho do fogão ou do cooktop, pois essa informação definirá o tamanho ideal da coifa. Ela também sugere verificar a potência do motor escolhido, já que o mercado oferece modelos tanto para cozinhas pequenas, como também para as maiores, bem como dar preferência para os motores silenciosos, que não incomodam durante o uso.

Existem dois modelos de coifas –parede e teto. Para quem prefere o fogão ou cooktop em ilhas, a escolha adequada é a coifa de teto. Já para quem optou pela bancada do fogão encostada na parede, o caminho é instalar um modelo fixo na parede. “Para a colocação da coifa, é sempre melhor que seja feito por assistência técnica autorizada, evitando erros e a perda de garantia do produto,” aconselha Danielle.

Organização e praticidade!

Acima de beleza, as arquitetas da Dantas & Passos Arquitetura são unânimes em afirmar que a cozinha deve ser prática e muito bem organizada. Móveis planejados podem ajudar nesse propósito –, especialmente os armários para guardar alimentos e objetos. Outra ideia é criar suportes aéreos para colheres, panelas, tampas e conchas. Penduradas, facilitam o acesso no momento da sua utilização e economizam espaço.

  • Tampas e panelas – não tem nada mais chato que escolher uma panela e não encontrá-la. As arquitetas aconselham guardar as tampas separadamente em um suporte organizador. “Melhor ainda se a organização puder ser feita dentro de uma gaveta, com as tampas em pé e uma do lado da outra”, revela Danielle.
  • Formas – aparecem em diversos tamanhos e formatos. Procure ter prateleiras próximas ao forno. O bacana é separá-las por formato, e de acordo com o tamanho, encaixar uma dentro da outra.
  • Eletrodomésticos – Aparelhos que são mais utilizados e que tenham design bacana e em bom estado, podem ficar aparentes e sempre à mão, como as cafeteiras e torradeiras, por exemplo. Os menos usados podem ser guardadas em um armário projetados especialmente para eles.
  • Copos – Para deixar o cotidiano mais fácil, deixe os copos enfileirados, sempre seguindo o mesmo tipo. Os mais usados devem estar nas prateleiras mais baixas e de fácil acesso e, os menos frequentes, na parte superior.

Outro item que deve ser observado em uma cozinha gourmet é a circulação. Manter um espaço de 90 cm para facilitar o fluxo é crucial para deixar tudo fluir.  Recomenda-se também prestar atenção no tipo de cozinha e na personalidade de quem vai cozinhar, haja vista não adianta ter um lugar todo equipado se não for utilizado.

Sobre a Dantas & Passos Arquitetura

A Dantas & Passos Arquitetura desenvolve projetos de arquitetura e design de interiores para os segmentos residencial e comercial. Atuando no mercado desde 1996, as arquitetas Danielle Dantas e Paula Passos valorizam os projetos que os clientes possam realmente aproveitá-los.  Cores neutras e atemporais fazem parte da essência da dupla, que tem um vasto portfólio nas cidades de São Paulo, interior e Miami. “Buscamos sempre pensar em soluções exclusivas e feitas sob medida para cada cliente, sempre respeitando os sonhos de cada um. Participamos pessoalmente de todas as etapas do projeto, desde a criação até os objetos de decoração.”

Dantas & Passos Arquitetura

@dantaspassos.arquitetura

Anúncios

Confira algumas novidades em cozinha apresentadas no Salão do Móvel de Milão 2014

O Salão do Móvel de Milão acabou no domingo e muitas novidades foram apresentadas pelas principais marcas e arquitetos do mundo que expuseram nos mais de 340 mil metros quadrados, do Centro Expositivo Rho.

O foco do evento este ano foi voltado, principalmente, para as tendências das áreas de cozinha e banheiros. Uma inovação desta edição, que chamou muito a atenção foi a exposição com a mostra da casa dos principais arquitetos mundiais, chamada “Onde vivem os arquitetos?”, que inclusive o brasileiro Marcio Kogan fez parte.

Com tantas novidades, nesta semana vamos explorar um pouquinho do que se viu na maior feira do segmento internacional e que irão invadir o setor em breve. Ao começar pela tecnologia e moda das Eurocozinas (cozinhas). As marcas apresentaram por exemplo, a utilização de hortas com pequenas horatliças usadas para cozinhar diariamente, como objeto de decoração dentro do ambiente. Sejam penduradas na parede, em cima do balcão ou ainda em espaços climatizados com vidro transparente. Além de deixar a área bonita e com vida, são itens funcionais para usar como temperos ao cozinhar.

Os móveis apresentados usavam módulos de funções separadas ou unidas em ilhas, que ampliam o ambiente da cozinha. Assim como os eletrodomésticos embutidos e armários com revestimento produzido por desenhos artísticos. Nos detalhes a sofisticação de dobradiças em couro, sistemas inovadores de abertura de portas ou freios de gaveta eram destaque. Os projetos que valorizam os ambientes integrados e brincam com a decoração da cozinha e sala de estar também permanecerem em alta, nas exposições do setor.

Referência: casavogue