PILATES: UM GRANDE ALIADO À ANSIEDADE

Estresse no trânsito, lidar com várias cobranças no trabalho, cumprir prazos, filas para tudo, correria, não ter tempo nem para almoçar direito, encaixar o laser quando sobrar um tempo na agenda, trabalhar de 12 a 15 horas por dia, qualidade de sono péssimo. Ufa!! Só de pensar já cansa. Infelizmente esta é a rotina de várias pessoas deixando a saúde para segundo, ou até mesmo, terceiro plano. Vamos falar um pouco sobre uma doença silenciosa que está afetando muitos profissionais hoje em dia, a chamada “doença da modernidade”: a ansiedade.

A ansiedade é uma sensação ou sentimento decorrente da excessiva excitação do sistema nervoso central consequente à interpretação de uma situação de perigo. Por vezes a pessoa que sofre este transtorno sente uma necessidade de fazer coisas de forma a fugir do seu estado emocional para que se sinta melhor. Desta forma a pessoa fica com uma respiração curta, muitas vezes gera uma tensão nas partes dos ombros, pescoço assim tendo muitas vezes fortes dores de cabeça e na região do pescoço e no meio das costas tudo isso gerada pela tensão excessiva nesta região. Com uma respiração curta o músculo diafragmático fica tensionado não funciona adequadamente isso ocasionando muitos distúrbios no nosso organismo como dores de cabeça, doenças gastrointestinais e dores nas costas. Pois bem, o pilates é um grande aliado para combater a ansiedade pois o método trabalha com uma respiração própria onde irá potencializar muito a capacidade respiratória. Em todos os exercícios do pilates a ênfase é a respiração e também a contrologia (movimento com fluidez) com esta prática a pessoa começa a ter mais controle e levando para o seu dia a dia. O pilates traz inúmeros benefícios em pessoas ansiosas por modificar a capacidade respiratória. Quando uma pessoa ansiosa começa a controlar mais sua inspiração e sua expiração podemos obter uma melhora muito grande no seu tratamento com a ansiedade pois seu diafragma se torna mais competente e aí isso se torna um benefício para o seu dia a dia.

Se você sofre deste transtorno convidamos você estar reservando 1 hora do seu tempo para começar a praticar pilates conosco e sentir na pele esta mudança em sua vida!

Por

Cristina Muhlbrandt Keller

Educadora física

Especialista em pilates e em método hipopressivo

Studio Top Pilates

http://www.toppilates.com.br | 47 3045-2444 |   98861-5024

Av. 7 de Setembro, 1005 – Fazenda – Itajaí 

 

A prática do exercício físico contribuí também durante o tratamento de câncer

A atividade física promove o equilíbrio dos níveis de hormônios, reduz o tempo de trânsito gastrointestinal, fortalece as defesas do corpo e ajuda a manter o peso corporal adequado. Com isso, contribui para prevenir o câncer de intestino (cólon), endométrio (corpo do útero) e mama (pós-menopausa).

Conforme Battaglini et al. (2003), o exercício aumenta o volume cardíaco para suprir oxigênio e nutrientes e eliminar dióxido de carbono e resíduos metabólicos. Logo, o sistema respiratório lida com um aumento de trabalho, troca de oxigênio e gás carbônico entre sangue e atmosfera seguido do sistema nervoso e vários hormônios, que têm de integrar a resposta do organismo ao exercício e regular as mudanças metabólicas que ocorrem nos músculos e em outros tecidos.

Entretanto, para que o exercício seja efetivo e seguro nessa população, ele deve ser prescrito respeitando princípios como individualidade, tipo, intensidade, frequência e duração do exercício, incluindo no programa de treinamento tanto componentes anaeróbios quanto aeróbios.

Considera-se, portanto, que a prática de exercício físico durante o tratamento de câncer contribuiu com melhorias dos aspectos psicológico, social e físico, porém é importante considerar quais práticas podem ser desenvolvidas com esse público e em qual momento do tratamento essas podem ser inseridas.

Sempre com acompanhamento profissional capacitado.

Por

Raphael Mello Block 

(CREF-4547/SC)

Studio Top Physical

Personal Trainer & Ginástica Laboral

http://www.topphysical.com.br

fanpage:/studiotopphysical

47 3348-2424 (Agende a sua visita)

Rua: Lauro Muller, 863, Fazenda – Itajaí – SC

Resolveu malhar? Saiba o que fazer antes de iniciar uma atividade física

Há quem resolva entrar em forma antes do verão, já pensando em exibir um corpo mais enxuto na estação mais quente do ano. Porém, há aqueles que se entregam as tentações do final de ano e sempre deixam a dieta pra depois. Seja qual for o time em que você joga uma coisa é certa: antes de pensar em se matricular em uma academia, ou iniciar uma atividade física é fundamental procurar orientação médica e ver se você está apto pra se exercitar. Quem afirma é o médico Fernando Querne (CRM 10.834). “Não basta a pessoa ter força de vontade ou iniciativa. Atividade física, embora essencial para o corpo e para a saúde, requer cuidados e somente uma avaliação profissional poderá capacitá-lo para tal”, explica o profissional.

unnamed-7

Dr. Fernando afirma que seja qual for o objetivo do paciente, seja perda de peso, ganho de massa ou fortalecimento é necessária a opinião de um médico e de um profissional de educação que irão orientar sobre a melhor forma de trazer benefícios ao corpo e ao organismo, sem cometer abusos. O médico enumerou alguns passos fundamentais antes de alguma atividade física:

– Procure um médico para fazer os exames necessários para saber se está apto. É a partir dessa avaliação que a pessoa fica liberada ou não para as práticas esportivas.

– Se liberado pelo médico, procure um profissional de educação física, personal trainer ou instrutor da academia, para desenvolver um programa indicado às suas necessidades, condicionamento físico atual e histórico.

– Procure profissionais que ofereçam estratégias personalizadas para atingir os resultados desejados, sem seguir modismos.

– É importante optar por atividades que combinem com necessidades físicas, como possíveis problemas musculares e de postura, estilo de vida e a rotina do novo aluno: se trabalha em pé ou sentado, se tem algum hobby, se é uma pessoa estressada.

– É sempre melhor começar devagar. O ideal para quem está iniciando a prática de atividades físicas é dedicar-se duas vezes por semana, durante 40 minutos a uma hora.

– Se a intenção é perder peso, o ideal é um treino de alto gasto calórico. Quanto mais exaustivo, mais gordura irá queimar.

Para quem quer ganhar músculo, o ideal é um treino voltado para a hipertrofia muscular, fazendo séries de exercícios com cargas mais pesadas. É importante sempre mudar a intensidade dos exercícios para o corpo não se acostumar e, assim, responder de uma forma mais rápida.
Independente do objetivo, uma alimentação balanceada é imprescindível para alcançar os objetivos, finalizou o médico.

O médico Fernando Querne, de Balneário Camboriú

O médico Fernando Querne, de Balneário Camboriú