Cuidados com a pele no inverno

No inverno o clima fica mais seco por causa da baixa umidade do ar, deixando nossa pele mais ressecada e áspera. E para nós que moramos no Sul do Brasil, onde o frio é mais intenso, estas mudanças podem ser percebidas facilmente. Além disso, passamos a tomar banhos mais quentes, que reduzem a oleosidade natural da pele contribuindo com a piora do quadro.

Mas é possível passar pela estação mais fria do ano mantendo a pele saudável e bonita com alguns cuidados. Confira algumas dicas:

1) Beba água

A hidratação também é feita de dentro para fora. É comum que no tempo frio, devido a menor perda de água pelo corpo, as pessoas não tomem tanta água como no verão, o que é errado, pois a ingestão diária de água deve ser, em média, de 2 litros. Você pode variar bebendo águas saborizadas, sucos, chás e sopas.

2) Nada de banho muito quente

Evitar banhos muito quentes ou demorados. A água quente pode ressecar ainda mais a pele, que fica mais sensível nesta época do ano.

Evite o uso excessivo de sabonete, principalmente nos braços e pernas, pois em excesso eles retiram a oleosidade natural da pele, deixando-a mais ressecada e suscetível a infecções. O ideal são as versões mais hidratantes e suaves, livres de detergentes ou agentes irritantes.

3) Não esqueça o hidratante

Passar cremes hidratantes logo após o banho é fundamental, e reaplicar conforme a necessidade ao longo do dia. Abuse deles nos locais mais ásperos do corpo como joelhos, cotovelos e calcanhares.

4) Cuidados com os lábios

Os lábios também costumam ressecar muito no inverno. É importante usar hidratantes específicos para essa região e, assim, evitar rachaduras. Dê preferência aos que possuem protetor solar.

5) Use água termal

Para quem acha que é água termal é uma água comum, se engana. Ela é extraída de fontes termais especiais, é rica em minerais e possui propriedades hidratantes, calmantes e regenerantes, que ajudam no cuidado com a pele. A dica é dar uma pequena borrifada no rosto logo após o banho, deixar secar e aplicar um hidratante.

6) Protetor solar também no inverno

Não deixe de usar o protetor solar diariamente. Apesar de os raios ultravioletas estarem menos intensos que no verão, a proteção solar se faz necessária.

7) Boa época para tratamentos estéticos

O lado positivo do inverno é que a ausência de sol forte beneficia diversos tratamentos. É a melhor época do ano para cuidar da pele do rosto, fazendo uso de produtos mais fortes, como o ácido retinóico, que além de estimular o colágeno, atuando no tratamento de rugas, pode corrigir manchas adquiridas com o sol do verão. Também é a época ideal para se fazer peelings químicos, tratamentos a laser e microagulhamento, que tratam manchas, rugas e flacidez.

Agende sua consulta e aproveite para cuidar ainda mais da pele nesta estação!

Por

Dra. Giane Pelegrini

Médica dermatologista 

CRM/SC 11585 RQE 12128

Edifício Seixas Business Tower 

Rua Dr. Nereu Ramos, 197 | Sala 895 – Centro – Itajaí – SC

(47) 3311-3223 / 98866-8336 Whats App

Facebook: Dra. Giane Pelegrini | Instagram: dra.giane.pelegrini

Bazar Angel

Para aquecer este inverno, no melhor estilo contemporâneo de ser, viver e se vestir, a ANGEL nos convida para uma aventura em seu moderno safári. O winter 2019 da marca, Wild Dreams, apresenta os sonhos selvagens de uma África fashion, cheia de atitude, personalidade e estilo que serve de inspiração a sua nova coleção.

O charme, conforto, elegância e praticidade de looks camuflados e com estampas animal skin juntam-se aos corpos das mulheres mais bacanas da atualidade e propõe: venha com a gente e embarque no universo de um lindo safári ANGEL!

Para facilitar a vida, com roupas lindas e preço acessível, a ANGEL realiza seu bazar de inverno durante 10 dias. Tudo começa no dia 9 e vai até 19 de julho, com custo de R$ 9,90 a R$ 99,90. O atendimento é das 9h às 19h, nos dias de semana – sem fechar para o almoço. No sábado o bazar abre as portas das 9h às 13h.

A fábrica da ANGEL, onde acontece o bazar, fica na Rua Carlos Seára, 109, no bairro da Vila, em Itajaí. Os pagamentos podem ser feitos em dinheiro, cartões de crédito ou débito e ainda com a possibilidade de parcelar as compras. Possuímos roupas dos tamanhos PP ao GG, vamos repor diariamente o Bazar com peças para atender a todos os gostos, tamanhos, bolsos e estilos.

SERVIÇO – BAZAR DA FÁBRICA

ONDE: Rua Carlos Seara, 109 – Vila Operária – Itajaí.

QUANDO: de 09 a 19 de julho de 2019.

HORÁRIO: das 9 às 19h, de segunda a sexta-feira e das 9h às 13h, no sábado.

PREÇOS: R$ 9,90 à R$ 99,90.

À espera da estação elegante!

As apostas do Inverno 2019 são peças que trazem versatilidade e descomplicação ao guarda-roupa feminino e masculino. Nas principais grifes do Balneário Shopping, as coleções estão bombando e trazendo mais originalidade e verdade ao estilo pessoal. Confira algumas peças ícones.

Conforto e delicadeza

Que tal vários tênis malu para chamar de seu? Na ANACAPRI, a coleção inverno ganhou traços delicados e design superconfortável, em cores lindas que podem ser combinadas com looks diversos.

Clima esportivo

O clima esportivo é destaque na nova coleção Action! da LE LIS BLANC. O mood chegou para ficar no guarda-roupa contemporâneo e surge nesta estação combinado a peças de alfaiataria, malhas e bodies canelados.

Outback fitness

O Outback Steakhouse acaba de lançar duas receitas inéditas para quem busca opções fit e balanceadas. O Melbourne Bowl combina abóbora cabotiá, tomates cereja com manjericão, legumes al dente e salada morna de quinoa com cogumelos shiitake e couve, além de proteína que pode ser escolhida pelo cliente: frango, tilápia ou filé mignon. Já o Tamarind Chickent traz frango grelhado sobre chama aberta coberto com uma redução de tamarindo com textura muito semelhante ao molho barbecue, servido sobre um saboroso macarrão de tapioca e molho à base de leite de coco com um toque de curry.

Pantacourt criativa

A pantacourt preta é hit da estação do CLUBE MORENA ROSA e pode ser composta de diversas formas e em diferentes ocasiões. É só usar a criatividade na hora de escolher as combinações.

Winter feelings

A estampa Botanique tem ganhado os corações dos fãs da CHUÁ do Balneário Shopping. No manequim, a pantacourt faz par com o top compondo um visual chique e despretensioso.

Clássico exclusivo

Simplicidade e elegância definem a camisa de textura horizontal da RESERVA. O modelo clássico ganhou modelagem básica em algodão com textura e padrão exclusivo da marca.

Serviço

Balneário Shopping

Av. Santa Catarina, Balneário Camboriú 88339-005

Facebook/BalnearioShopping 

Instagram: Balnearioshopping

http://www.balneariocamboriushopping.com.br

Campanha de vacinação contra gripe Influenza começa na próxima segunda-feira

Anote no calendário: na próxima segunda-feira (23) inicia a Campanha de Vacinação contra a Gripe Influenza em Itajaí. Pessoas que fazem parte do grupo de risco para a doença podem procurar uma unidade de saúde para receber a dose. Neste ano, 29 locais ofertarão a vacina. O dia D da campanha está previsto para o segundo sábado de sábado (12), quando todas as unidades abrirão das 8h às 17h para imunizar a população.

Podem se vacinar gratuitamente na rede pública crianças maiores de seis meses e menores de cinco anos, idosos, gestantes, mulheres até 45 dias após o parto, trabalhadores de saúde, professores de escolas públicas e privadas e pessoas com doenças crônicas não transmissíveis ou outras condições especiais. Também serão vacinados contra Influenza adolescentes e jovens de 12 a 21 anos sob medidas socioeducativas, população privada de liberdade e funcionários do sistema prisional.

A meta de Itajaí é imunizar 90% da população do grupo de risco, que totaliza 51.356 pessoas. No ano passado, o município vacinou um total de 58.300 pessoas, incluindo a população em geral, quando foi liberada a vacinação. Graças ao trabalho intenso, que contou com apoio da Marinha do Brasil, nenhum óbito pela doença foi registrado na cidade em 2017. No entanto, foram contabilizados 71 casos de gripe no município. Nos três primeiros meses de 2018, já são sete casos da doença em Itajaí.

Medida efetiva

“A vacinação é uma das medidas mais efetivas para a prevenção da influenza grave e suas complicações. Todo ano, quem está no grupo de risco, deve se vacinar. As doses são atualizadas com os vírus que estão mais circulantes. A vacina disponível no município é a trivalente, que protege contra os vírus H1N1, H3N2 e Influenza B”, explica a diretora da Vigilância Epidemiológica de Itajaí, Sandra Ávila.

A diretora também destaca que a vacina contra gripe é muito segura e as reações geralmente são pequenas e temporárias, como braço dolorido ou febre ligeira. “A vacina é feita com vírus mortos, que não causam a doença. Esses componentes apenas estimulam o corpo a produzir anticorpos contra a Influenza”, afirma Sandra.

Onde se vacinar

Para reforçar os locais de vacinação, o município vai abrir duas salas de vacina extras: uma na Unidade de Assistência Médica Especializada do CIS, das 8h às 12h e das 13h às 17h; e outra no Centro de Referência de Doenças Infecciosas (Ceredi), próximo ao Itajaí Shopping, das 10h às 14h. As demais salas funcionarão em horário normal, conforme programação de cada unidade de saúde.

Fique atento

Sintomas

Pessoas de todas as idades estão propensas a desenvolver a infecção pelo vírus Influenza, porém quem faz parte do grupo de risco está mais suscetível a ter alguma complicação grave – as mais comuns podem ser pneumonia, sinusite, otite e desidratação, entre outras. Os principais sintomas são falta de ar, febre alta, calafrios, tosse, dor de cabeça, dor de garganta, cansaço e dores musculares.

Caso um desses sintomas apareça, deve-se procurar uma unidade de saúde o mais breve possível. Em crianças, a atenção deve ser redobrada a qualquer sinal.

Quem pode se vacinar

-Idosos com 60 anos ou mais

-Pessoas com doenças crônicas não transmissíveis ou outras condições especiais

-Crianças maiores de seis meses e menores de cinco anos

-Gestantes

-Mulheres que tiveram bebê até 45 dias após o parto

-Trabalhadores de saúde

-Professores de escolas públicas e privadas

-Adolescentes e jovens de 12 a 21 anos sob medidas socioeducativas

-População privada de liberdade

-Funcionários do sistema prisional

Cuidados e prevenção:

-Cubra a boca e o nariz com um lenço quando tossir ou espirrar.

-Coloque o lenço usado no lixo.

-Se não tiver lenço, tussa ou espirre no seu antebraço, não em suas mãos.

-Limpe as mãos depois de tossir ou espirrar, lavando-as imediatamente.

-Lave as mãos com água e sabão frequentemente, secando-as com papel toalha descartável.

-Evite sair de casa enquanto estiver com sintomas de gripe.

-Mantenha-se distante de locais com aglomerações de pessoas.

-Adote hábitos saudáveis, como alimentação balanceada e a ingestão de líquidos.

Evite:

-Evite ambiente onde houver aglomeração de pessoas.

-Mantenha os ambientes ventilados.

-Não compartilhe alimentos, copos, toalhas e outros objetos de uso pessoal.

-Lave as mãos com água e sabão frequentemente. Quando não for possível, faça uso de álcool gel.

___________________________________

Informações adicionais:

Secretaria da Saúde de Itajaí

Departamento de Vigilância Epidemiológica

(47) 3249-5500

Alterações climáticas e impactos na saúde

Quando se busca avaliar os efeitos das alterações climáticas e seus impactos na saúde humana, percebe-se que essa é uma tarefa complexa que exige uma abordagem interdisciplinar. A participação de profissionais da saúde, cientistas sociais, biólogos, físicos e epidemiologistas neste debate, torna possível a compreensão das relações entre os sistemas biológicos, ecológicos e socioeconômicos com as alterações climáticas.
De modo geral, a população humana exposta a essas alterações apresenta efeitos em sua saúde. Tais efeitos podem ser facilmente observados nas alterações de incidência de diversas doenças, como as transmitidas por vetores. Entre elas está a dengue, com maior número de casos no verão, sobretudo em locais de maior umidade, o que favorece o desenvolvimento do vetor.

No entanto, as doenças respiratórias costumam ter sua incidência mais fortemente influenciada pela qualidade do ar, como ocorre em áreas urbanas, nas quais a exposição a poluentes atmosféricos sofre grande interferências das alterações climáticas. Há uma relação já bem estabelecida entre o aumento das hospitalizações e dos atendimentos de emergência em situações que determinam elevação da concentração de poluentes na atmosfera. De tal forma que, segundo a Organização Mundial da Saúde, 50% das doenças respiratórias crônicas e 60% das agudas têm associação com a exposição a tais poluentes. Essa condição pode ser observada sobretudo em grupos mais vulneráveis, como crianças com idade inferior a cinco anos e idosos, nos casos de doenças como asma, alergias, infecções bronco-pulmonares e infecções das vias aéreas superiores.

Variações na temperatura, na umidade e no regime de chuvas podem alterar as condições de exposição aos poluentes atmosféricos e, com isso, mudar a incidência de doenças do aparelho respiratório.

A dispersão de poluentes costuma ser prejudicada em dias com baixa umidade. A maior umidade relativa do ar gera um fenômeno chamado higroscopia, cujo principal efeito sobre os poluentes atmosféricos é a remoção de material particulado e gases solúveis, os quais se incorporam às gotículas de água e sofrem deposição úmida e carreamento para o solo. Portanto, a baixa umidade relativa está entre as condições atmosféricas com importância para a saúde humana, pois além de prejudicar a dispersão de poluentes, também favorece o desenvolvimento dos vírus Influenza. Há estudos que permitiram associar um maior número de internações de crianças com idade inferior a cinco anos, por infecções das vias aéreas, no período seco (de maio a outubro).

Infelizmente, nos dias de hoje, as infecções respiratórias agudas ainda são a principal causa de morbidade em crianças menores de cinco anos em todo o mundo, com cerca de dois milhões de mortes por ano (AZEVEDO et al., 2015). Verifica-se, portanto, que a qualidade do ar no inverno mostra piora e, segundo alguns autores, isso está relacionado a condições desfavoráveis de dispersão dos poluentes e às alterações do clima, o que preocupa especialistas e ambientalistas no cenário atual de seca no Brasil.

Autores:

Rodrigo Berté – Diretor da Escola Superior de Saúde, Biociências, Meio Ambiente e Humanidades do Centro Universitário Internacional Uninter;

Ana Paula Weinfurter Lima – Tutora dos cursos de Pós-Graduação da área da Saúde do Centro Universitário Internacional Uninter.

TRATAMENTO FACIAL É INDICADO NO INVERNO

Esteticista indica os melhores tratamentos para a pele durante a estação

O inverno é a estação do ano mais indicada para os tratamentos estéticos. Isso acontece porque a pele fica mais sensível a ação dos tratamentos e tem uma recuperação mais rápida. Além disso, a baixa incidência de raios solares viabiliza os procedimentos, potencializando os resultados.

Segundo a esteticista Mirella Cardoso, os tratamentos estéticos que mais dão resultados no inverno são os que combatem rugas, machas no rosto, gordura localizada e a flacidez.

“Independente da idade, é preciso que todos tenham um pouco mais de cuidado com a pele nesta época do ano. O clima frio e a água quente do banho provocam um choque térmico, fazendo com que a pele fique mais ressecada”, alerta Mirella.

A especialista indica o uso de hidratantes específicos para a área do rosto e do corpo. Mas, para quem deseja um tratamento mais eficaz, existem alguns procedimentos que são favoráveis nesse período.

“Além da limpeza de pele, que reequilibra o PH da pele, melhora a aparência geral e renova os tecidos, os tratamentos a laser e os peelings são bastante indicados”, explica.

O peeling é uma esfoliação da pele, que remove as células mortas e estimula a produção de colágeno. Recomendado no inverno pela menor exposição solar, evitando assim o aparecimento de manchas.

Outra orientação é a aplicação de vitamina C. Segundo Mirella, depois de todo o sol do verão e com as temperaturas mais baixas a pele fica desidratada e sem brilho. Por isso, a aplicação de vitamina C é fundamental. “Este tratamento promove o clareamento tecidual e ainda age como antioxidante, reduzindo pequenas rugas e vincos. Também prepara a pele para o verão seguinte”, comenta a especialista.

A esteticista alerta também para o uso do protetor solar mesmo em dias que o sol não apareça. Isso previne o envelhecimento precoce e protege contra câncer de pele e outras doenças mais graves.

Cintos são tendência para o Inverno

Das passarelas para as ruas, ele ajuda a complementar os looks do dia a dia

00

O cinto é um acessório que nunca sai de moda. Vira e mexe ele ganha nova roupagem e destaca as mais variadas produções.  Se você gosta das principais tendências, nada melhor do que apostar nos mais variados modelos de cintos. Segundo a consultora de Comportamento Profissional e de Etiqueta Social, Maria Inês Borges da Silveira, professora do ISAE – Escola de Negócios, eles começaram o Inverno com tudo e serão um dos destaques da estação.

“O cinto é um acessório que marca e diferencia a roupa. Pode ser usado, por exemplo, com um vestido, blazer ou camisa. Ou seja, ele pode encaixar perfeitamente em vários looks. Nesse Inverno, o cinto voltou a ser um acessório elegante, que diferencia das produções”, comenta a especialista.

Usado quase sempre pelo público masculino, o acessório ganha força entre as mulheres. “Os cintos são complementos, eles podem modificar, modelar ou realçar uma produção”, detalha Maria Inês, que explica ainda que existem dois estilos do acessório: os cintos esportivos e os cintos passeio completo.

Os cintos esportivos são confeccionados em couro cru, contas, peles de cabrito, pelica, tartaruga, cordas, metais, com fivelas variadas ou apenas amarados. Para a especialista, a sensação do Inverno serão os modelos bem largos. Já os cintos definidos como passeio completo, são aqueles produzidos com tecido nobres com pedrarias, perolas, dourados ou metais com estilos.

Agora se você quer aposta na peça, existem algumas pequenas regras para serem seguidas. “Para os homens em trajes formais (terno ou costume), os cintos ideais são os estreitos com fivelas discretas. Já para as mulheres, existe uma infinidade de opções, por isso é bom ficar de olho. Os cintos largos e claros engrossam a cintura, por isso devem ser usados com cuidado. Já os estreito e escuras não tem esse efeito, podem ser usados com mais tranquilidade”, explica Maria Inês.

Se você nunca foi adepto do acessório, aposte nos cintos com cores neutras. Outra dica importante da especialista faz referência a fivela do cinto, pois ela deve estar sempre em harmonia com os seus acessórios (joias ou bijux). E para finalizar, Maria Inês lembra que o cinto não precisa combinar com o sapato. “É importante que ele esteja em harmonia com o look produzido para o dia. Para as mulheres, uma dica legal é compor ele com a bolsa”, completa a especialista.

Pré-treino com alta dose de suplementos energéticos é amuleto para não desistir da rotina fitness no inverno

 Alimentação e suplementação focadas em levantar o metabolismo e disposição são a aposta certa para driblar a comum preguiça para malhar no frio

Quando as baixas temperaturas típicas desta época do ano desaparecem com a disposição em praticar exercícios, não é sinal de anormalidade. Muito pelo contrário, é natural que no inverno o corpo apresente sinais de indisposição e o desejo de permanecer em ambientes aconchegantes pela maior parte do tempo. Contudo, inserir alimentos termogênicos na dieta e investir em um pré-treino potente para o período, com alta dose energética, é uma boa e acessível garantia de reverter este quadro.

O sócio e Diretor Comercial do grupo Synthesize Nutrition Science, Ricardo Cardin, reconhece o pré-treino energético como o principal aliado para garantir disposição, seja ao levantar da cama, entre as atividades do cotidiano ou após um longo dia de trabalho, e destaca um dos lançamentos do grupo com este foco para a época mais fria do ano. “Pensando em fornecer a dose extra de energia que o corpo e a mente precisam para aliar a rotina de trabalho, estudo e cuidar da casa com a rotina de exercícios físicos, o Armagedom é o único com alta dosagem de suplementos estimulantes, reguladores do fluxo sanguíneo e aceleradores do potencial esportivo” comenta. Caio Marchesan, também sócio e à frente da área de desenvolvimento de produtos da marca, completa: “combinados, esses suplementos criam uma fórmula perfeita para dar mais energia e colocar o corpo na pegada do treino”.

Embora não ofereça riscos para a saúde, é essencial estar atento às doses recomendadas e não ultrapassar o que é sugerido. No caso do Armagedom, por exemplo, 1 dose de 10 g do produto diluída em 250 ml de água é o máximo permitido.

Apesar deste comportamento involuntário do organismo no inverno, por outro lado, os benefícios em conseguir manter a prática de atividades físicas nos meses de frio são maiores, devem ser aproveitados e podem ser potencializados com o pré-treino. Além de ajudar a vencer os desafios de levantar mais cedo ou encarar os esportes após um dia cheio de responsabilidades, ele ajuda a conquistar uma maior perda de peso no inverno – fornecendo o combustível para o metabolismo, que precisa trabalhar mais para manter o corpo aquecido e, assim, opera um gasto calórico até 30% maior – segundo o Centro de Estudos do Laboratório de Aptidão Física de São Caetano do Sul (Celafiscs), órgão ligado à Secretaria Estadual de Saúde de São Paulo.

É possível fazer a aquisição do lançamento Armagedom ou de outros pré-treinos em lojas especializadas de suplementação e redes de e-commerce de todo o país.

Sobre
Synthesize® é uma linha de suplementos alimentares segura e eficaz para a conquista ou manutenção de nutrientes essenciais para a conquista de desempenho físico e qualidade de vida. www.synthesize.com.br

PELE NO INVERNO: CONHEÇA OS 10 ERROS MAIS COMETIDOS DURANTE A ESTAÇÃO MAIS FRIA DO ANO

O inverno é a estação do ano que mais maltrata a nossa pele. Ao mesmo tempo, é o período ideal para realizar tratamentos estéticos. Por isso, o cuidado nessa época do ano precisa ser redobrado. A dermatologista Dra. Cintia Guedes Mendonça explica quais são os erros mais cometidos pelas pessoas durante a estação mais fria do ano e que acabam prejudicando a pele:

1)      Não usar protetor solar
Mesmo que o sol não esteja tão forte, acredite que ele está lá e pode trazer danos à pele. Aplicar o protetor solar durante todos os dias é importantíssimo.

2)      Não tomar água
No inverno, às vezes nos esquecemos de hidratar nosso corpo por não sentir tanta sede como no verão. Isso é um erro gravíssimo, porque a hidratação começa sempre de dentro para fora e vai ajudar a sua pele a ficar muito mais bonita.

3)      Tomar banhos muito quentes
É comum as pessoas demorarem mais no banho no inverno com a água quente caindo pelo rosto. Porém, a água muito quente faz a oleosidade natural ir embora e faz com que a pele comece a descamar. Se isso acontecer é um sinal para diminuir a temperatura da água.

4)      Não hidratar a pele
A hidratação da pele nunca pode ser deixada de lado e na época mais fria do ano lábios, axilas e mãos tendem a ressecar ainda mais. Aposte no creme hidratante no corpo e em protetores labiais.

5)      Usar base na pele seca
Se você não vive sem base, o ideal é ter uma para o inverno e outra para o verão, mesmo porque nosso tom de pele muda de uma estação para outra. No inverno, a base deve ser mais umectante para que a pele não pareça ressecada ao longo do dia.

6) Não dar importância ao nível de umidade no ar
O umidificador de ar é uma das melhores coisas que você pode se dar nessa época do ano.  A umidade certa do ar deixa sempre a pele e os cabelos mais bonitos e ainda evita alergias.

7) Abusar dos produtos para acne
Produtos para acne são geralmente mais abrasivos na pele e devem ser evitados no inverno. Tônicos que levem álcool na composição devem ser substituídos por extratos botânicos.

8) Excesso de esfoliação a pele
Evite ensaboar demais e fazer muita esfoliação nessa época do ano, pois isso pode deixar a pele ainda mais seca e causar rachaduras.

9) Usar tocas e gorros em excesso
O uso desses acessórios aumenta ainda mais a oleosidade do couro cabeludo, fazendo com que se formem fungos e bactérias na região capilar. Dormir com os cabelos molhados também não é recomendado.

10) Molhar os lábios com a própria saliva
Muitas pessoas possuem essa mania, porém isso só faz com que os lábios ressequem ainda mais, causando até rachaduras. Para evitar isso, abuse dos batons hidratantes e umectantes labiais.

Foto:Pixabay

Sobre a Dra. Cintia Guedes Mendonça:
Dra. Cintia Guedes Mendonça é graduada pela Faculdade de Medicina de Santo Amaro com pós-graduação em Dermatologia pelo Instituto Superior de Medicina e em Medicina Estética pelo Instituto Brasileiro de Ensino. É especialista em Dermatologia pela Sociedade Brasileira de Dermatologia.

Site: http://www.clinicavitalli.com.br

 

Casarão histórico em Florianópolis vai abrigar restaurante especializado em fondue

O Blackpot, que tem participação dos sócios do restaurante Indaiá, será instalado em casa construída em 1915


Com inauguração prevista para o fim de maio, o Blackpot, nova opção gastronômica de Florianópolis, terá um charme peculiar: o endereço escolhido para abrigar o novo empreendimento com participação dos sócios do restaurante Indaiá, em Itapema, é um casarão histórico na rua Victor Konder. Tombado como patrimônio histórico em 1986, estima-se que o imóvel foi construído no início do século XX, entre os anos de 1915 e 1916, sendo uma residência particular até 1968.

Hoje uma propriedade da Fundação Vidal Ramos, que tem sua sede também na rua Victor Konder, o imóvel já foi um convento por mais de 30 anos (residência das Irmãs Missionárias de Jesus Crucificado) e, mais tarde, uma escola do Ministério Público (a partir de 2004).

Arquitetura
O imóvel tem 423 m² de área construída, no estilo Eclético – caracterizado pela mistura de estilos passados, com origem na Europa do século XIX, principalmente na França e na Inglaterra. O estilo Eclético tem influências do barroco, arte oriental, clássico e também art décor e art nouveau.

História
Quem construiu o casarão no antigo bairro Mato Grosso, atual Centro de Florianópolis, foi Miguel Tertschitsch, de origem austro-húngaro (atual Iugoslávia). A casa foi construída em uma atmosfera romântica: Miguel quis presentar (e surpreender) a noiva e futura esposa, Tereza, com um novo e confortável lar. No ano seguinte de sua construção, Tereza desembarcou no Brasil, vinda da Europa, especialmente para o casório; e assim o prédio abrigou a família por longos anos.

Miguel Tertschisch foi cônsul do império austro-húngaro durante a primeira Guerra Mundial; em Florianópolis, também construiu o antigo Hotel Metropol, na rua Conselheiro Mafra, e foi proprietário de uma fábrica de móveis onde hoje está o edifício Dias Velho, na rua Felipe Schmidt.

Restaurante

Blackpot terá como carro-chefe um vasto menu de fondues. Quem está à frente da operação são os sócios do Indaiá Restaurante, que há 10 anos vem contribuindo para a disseminação do fondue em Santa Catarina, e um grupo de investidores privados.

“Queríamos encontrar um imóvel que representasse a importância e qualidade do que estamos fazendo. Revitalizamos um imóvel histórico, com uma história muito bonita e romântica, que está situado em uma das vias mais acessíveis e bem visitadas da capital. Não temos dúvida de que a soma entre local, proposta e espírito empreendedor podem entregar algo sensacional”, explica Gabriel Piffer, um dos sócios, sobre a escolha do local.

A casa, prevista para inaugurar no final de maio, promete ser o mais novohotspot do centro, com carta de vinhos diferenciada com preços acessíveis e um cardápio jovem e informal.