ANA PAULA FERRO

Conheça um pouco mais sobre esta empresária da área de estética que revolucionou o Sul do Brasil juntamente com sua mãe Meire Guilhermina, e que agora se prepara para conquistar o restante do país e do mundo.

Podemos dizer que Ana Paula Ferro é uma empresária nata. Com 11 clínicas de estética avançada abertas e mais de 130 profissionais empregados, soma mais de 14 anos de história com mais de 2 milhões de atendimentos e sonhos realizados. Além disso, uma franqueadora e agora uma importadora também fazem parte da trajetória de sucesso e empreendedorismo de Ana Paula.

Mas onde e como tudo começou? Como foi a sua infância e o que houve nela que pudesse ter despertado tanta visão para o mundo dos negócios?

Tive uma infância normal, casa cheia com mãe, pai e mais dois irmãos. Sou a filha do meio e tirando a minha mãe, sempre fui a menina da casa. Mas desde cedo me foi incutido o valor do trabalho. Independência financeira sempre foi algo que ambicionei para mim. Nunca sonhei ou procurei pelo príncipe encantado. Mesmo jovem sempre senti o potencial que poderia oferecer ao mundo.

Da sua infância à fundação da Emporium da Beleza, como foi o seu percurso?

Tenho 38 anos hoje, e raras são as vezes que paro para analisar o meu percurso. Pois parece que foi ontem que consegui uma oportunidade no banco com os meus 18 anos e desde então a minha vida mudou. Antes dos 24 anos já estava em Curitiba como gerente de agência do banco UNIBANCO e ainda assim procurando algo que pudesse mudar o mundo de certa forma. Sei que é utópico, mas eu acredito verdadeiramente no poder da transformação de vidas e encontrei na estética avançada um meio de realizar esse propósito. Larguei toda uma carreira meteórica de sucesso para arriscar em algo que só a minha mãe acreditou. Hoje sei que foi a melhor decisão, mas foram muitas noites mal dormidas pois ninguém me ensinou nada e tive de aprender tudo conforme desenvolvia cada elemento que hoje compõe a identidade Emporium da Beleza.

E quais são esses elementos que caracterizam a Emporium da Beleza?

Desde a minha primeira clínica, no bairro Água Verde, Curitiba, que decidi que deveríamos fornecer serviços de qualidade, sempre com os melhores profissionais e com o melhor preço do mercado. Isto porque, até então, a estética avançada era um nicho bastante elitizado e muitas mulheres sentiam-se excluídas de poderem ser ainda mais belas e realizarem os seus tratamentos e cuidados pessoais. Posso dizer que democratizamos a oportunidade para todos com o melhor custo-benefício, proporcionando às nossas clientes os melhores procedimentos do mundo sempre com aparelhos de última tecnologia e apresentando resultados acima dos esperados por quem nos procura.

Atualmente aonde podemos encontrar uma Emporium da Beleza?

Um pouco por todo o Paraná e por Santa Catarina. Temos cinco unidades em Curitiba (Água Verde, Batel, Juvevê, Centro e Inácio Lustosa), três em regiões metropolitanas (Araucária, Fazenda Rio Grande e São José dos Pinhais) e três em Santa Catarina (Florianópolis, Balneário Camboriú e Palhoça).

O que podemos esperar nos próximos meses da Emporium da Beleza?

Abertura de muitas clínicas em todo o Brasil e depois um pouco por todo o mundo. 2019 foi o ano que decidi disponibilizar a oportunidade de investidores terem a sua própria unidade Emporium da Beleza por meio da franchising. Me orgulho bastante da formatação da franqueadora pois sei o quanto é importante ter um negócio que tenha todo um suporte de aprendizado, guia e resolução de acontecimentos, bem como vários departamentos trabalhando para o sucesso permanente do seu investimento.

O que diria para aquelas pessoas que queiram seguir os seus passos para terem uma carreira de sucesso?

Várias pessoas me perguntam pelas ferramentas que utilizo para uma vida pessoal e profissional harmoniosa. Não sou apenas uma empresária, sou também mãe de gêmeos (Ana Clara e José Pedro), amiga de quem está comigo e sempre atenta a quem possa precisar de uma orientação. Através dos meus negócios consigo empoderar mulheres não só pela autoestima que ganham através do cuidado com a sua imagem, como também através da metodologia do Coaching. Ao longo dos anos procurei me formar nesta área e hoje como Master Coach realizarei palestras para partilhar com todos que queiram desenvolver habilidades e competências para alcançarem os seus objetivos.

Câncer, vamos falar sobre isso

O câncer é considerado uma das doenças mais temidas mundialmente, e não é à toa, pois é uma das principais causas de morte no planeta. Só em 2018, foram cerca 9,6 milhões e pessoas ao redor do mundo que perderam suas vidas devido a esta doença. Por isso, informação e prevenção são fundamentais na luta para combatê-lo.

O que é o câncer?

É o crescimento desordenado de células que invadem órgãos e tecidos. Essas células doentes podem espalhar-se para outras regiões, o que conhecemos como metástase. Além disso, pode surgir em qualquer parte do corpo. Entretanto, alguns órgãos são mais afetados do que outros; e cada órgão, por sua vez, pode ser acometido por tipos diferenciados de tumor, mais ou menos agressivos.

O câncer é maligno quando o crescimento desordenado dessas células é incontrolável, em grande quantidade e agressivo, o que deixa a pessoa debilitada e, em grande parte dos casos, traz risco de morte a curto, médio ou longo prazo, conforme as condições clínicas e avanço da doença em cada situação.

O câncer é benigno quando essas células desordenadas crescem em apenas um local específico do corpo, de forma devagar, e trazem semelhanças aos tecidos originais. Esse tipo de câncer raramente constitui risco de morte.

O que causa?

O câncer não tem uma causa única. Há diversas causas externas (presentes no meio ambiente) e internas (como hormônios, condições imunológicas e mutações genéticas). Os fatores podem interagir de diversas formas, dando início ao surgimento do câncer.

Entre 80% e 90% dos casos de câncer estão associados a causas externas. As mudanças provocadas no meio ambiente pelo próprio homem, os hábitos e o estilo de vida podem aumentar o risco de diferentes tipos de câncer.

Existem ainda alguns fatores genéticos que tornam determinadas pessoas mais suscetíveis à ação dos agentes cancerígenos ambientais. Isso parece explicar porque algumas delas desenvolvem câncer e outras não, quando expostas a um mesmo carcinógeno.

O envelhecimento natural do ser humano traz mudanças nas células, que as tornam mais vulneráveis ao processo cancerígeno. Isso, somado ao fato de as células das pessoas idosas terem sido expostas por mais tempo aos diferentes fatores de risco para câncer, explica, em parte, o porquê de o câncer ser mais frequente nessa fase da vida.

Tipos de câncer 

Atualmente, existem mais de 100 tipos de câncer na literatura médica mundial que correspondem aos vários tipos de células presentes no corpo humano. O câncer de pele, por exemplo, tem vários tipos, uma vez que a pele é composta por mais de um tipo de célula.

Os principais e mais comuns tipos de câncer são: Câncer anal, Câncer da bexiga, Câncer de boca, Câncer colorretal, Câncer do colo do útero, Câncer do esôfago, Câncer do estômago, Câncer do fígado, Câncer infantil, Câncer de laringe, Leucemia, Linfoma de Hodgkin, Linfoma não-Hodgkin, Câncer de mama, Câncer do ovário, Câncer de pâncreas, Câncer de pele melanoma, Câncer de pele não melanoma, Câncer do pênis, Câncer de próstata, Câncer do pulmão, Câncer do testículo e Tumores de Ewing.

Se o câncer tiver início em tecidos epiteliais, como a pele ou mucosas, é conhecido como carcinoma. Se começar em tecidos conjuntivos, como ossos, músculos ou cartilagens, é chamado de sarcoma.

Outra característica que diferencia os diversos tipos de câncer existentes são a velocidade de multiplicação das células doentes e a capacidade que elas têm de invadir tecidos e órgãos vizinhos ou distantes, fenômeno conhecido como metástase.

O diagnóstico precoce 

Detecção precoce é uma forma de prevenção secundária e visa a identificar o câncer em estágios iniciais. Existem duas estratégias de detecção precoce: o diagnóstico precoce e o rastreamento.

O objetivo do diagnóstico precoce é identificar pessoas com sinais e sintomas iniciais da doença, primando pela qualidade e pela garantia da assistência em todas as etapas da linha de cuidado da doença. O diagnóstico precoce, portanto, é uma estratégia que possibilita terapias mais simples e efetivas, ao contribuir para a redução do estágio de apresentação do câncer. Assim, é importante que a população em geral e os profissionais de saúde reconheçam os sinais de alerta dos cânceres mais comuns, passíveis de melhor prognóstico se descobertos no início. A maioria dos cânceres é passível de diagnóstico precoce mediante avaliação e encaminhamento após os primeiros sinais e sintomas.

Já o rastreamento é uma ação dirigida à população sem sintomas da doença, que tem o intuito de identificar o câncer em sua fase pré-clínica. Atualmente, apenas há a indicação de rastreamento aos cânceres de mama e do colo do útero.

Como prevenir?

A prevenção primária engloba ações realizadas para evitar a ocorrência da doença e suas estratégias são voltadas para a redução da exposição aos fatores de risco. Os principais fatores de risco relacionados ao desenvolvimento do câncer são: tabagismo, alimentação, peso corporal, hábitos sexuais, fatores ocupacionais, bebidas alcoólicas, exposição solar, radiações e medicamentos.

Ações que ajudam a prevenir o câncer

1 – Não fume

2 – Alimente-se saudavelmente

3 – Mantenha o peso corporal adequado

4 – Pratique atividades físicas diariamente

5 – Amamente

6 – Mulheres entre 25 e 64 anos devem fazer um exame preventivo ginecológico a cada três anos

7 – Evite a ingestão de bebidas alcoólicas

8 – Evite a exposição ao sol entre 10h e 16h, e use sempre proteção adequada, como chapéu, barraca e protetor solar, inclusive nos lábios

9 – Vacine contra o HPV as meninas de 9 a 14 anos e os meninos de 11 a 14 anos

Câncer em números 

De acordo com o INCA, abaixo uma síntese de alguns tipos de câncer e suas estimativas de incidência 2018/2019, no Brasil.

* Câncer de mama – estimam-se 59.700 casos novos.

* Câncer de próstata – estimam-se 68.220 casos novos.

* Câncer de cólon e reto estimam-se 17.380 casos novos. É o terceiro mais frequente em homens e o segundo entre as mulheres.

* Câncer de pulmão – estimam-se 18.740 casos novos

* Câncer de estômago – estimam-se 13.540 casos novos entre homens e 7.750 nas mulheres. Entre homens, é o quarto mais incidente e o sexto entre as mulheres.

* Câncer do colo do útero – estimam-se 16.370 casos novos, ocupando a terceira posição.

* Câncer de pele – estimam-se 85.170 casos novos. É o mais incidente em ambos os sexos

*Fonte Mistério da Saúde e Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva (INCA)

Falando de Pato

Os patos tais como o conhecemos, são primos dos cisnes, gansos e marrecos e é uma das aves mais antigas que se tem notícia, havendo relatos de que eles já eram domesticados pelos antigos egípcios e estão distribuídos no mundo inteiro, menos no continente antártico. Na América do Sul, quando os primeiros portugueses chegaram no século XVI, os índios já criavam e caçavam patos selvagens tanto pela carne como pelos ovos.

Eu diria que há basicamente três tipos de patos: os selvagens que são caçados em determinadas épocas de acordo com a espécie; os domésticos criados a moda “caipira”, assim como as galinhas e os criados industrialmente para a comercialização da carne. Os patos selvagens e os domésticos criados soltos têm a carne mais dura e mais escura. A carne do pato é muito saborosa e a sua cor mais escura se deve a sua alimentação que inclui, além do milho, pequenos insetos e peixinhos.

Os peitos normalmente são servidos grelhados e as coxas normalmente são confitados, ou seja, cozidas lentamente em sua própria gordura. Também podem ser cozidos, ou assados ou fazer deliciosas terrinas.

FOIE GRAS: Significa literalmente fígado gorduroso e pode ser obtido tanto do pato como do ganso, sendo que o desse último é bem mais valorizado por causa do seu sabor. Essa é uma iguaria das mais antigas que existem. Os antigos romanos os alimentavam com figos e mel. Hoje em dia é utilizado basicamente milho. Para aqueles que os apreciam, e aí eu me incluo, trata-se uma cirrose. Isso mesmo. A alimentação forçada faz com o pato chegue até a 8 quilos e o seu fígado, que normalmente pesaria no máximo 50 gramas, chega a atingir até 660 gramas. Atualmente sua produção é bastante controversa pois trata-se de uma crueldade com os animais. Ok, mas é bom então esclarecermos algumas coisas: a galinha que compramos no supermercado e cujo peito é o queridinho das dietas é criada de forma intensiva e à noite as luzes são acesas para que elas não percebam que é noite e está na hora de dormir e, consequentemente, não parem de se alimentar. Sua curta vida de 45 dias é um stress do dia em que nascem até a hora do abate. Mais uma: comeu tainha esse ano? Espero que sim. Eu adoro, mas você já assistiu um lanço? É fantástico ver aquele monte de peixes pulando e se debatendo não é mesmo? Saiba que na verdade elas estão morrendo sufocadas, pois fora da água não conseguem respirar. É uma agonia que dura uns bons 15 a 30 minutos. Então meu caro defensor dos animais, quando levantar o dedinho ou abrir a boca para protestar contra o foie gras, seja coerente e lembre-se das galinhas e das tainhas. A propósito, caso encontrem no menu de algum restaurante da nossa região “magret” de canard o mmias provável seja peito de pato, porque o magret é retirado dos patos que foram engordados para produção de foie gras e o seu peso chega até 600 gramas cada, enquanto o peito tem em torno de 200 gramas.

PATO AO TUVCUPI: é a única receita genuinamente brasileira. Feita com o tucupi – suco extraído da mandioca brava – e jambu uma erva típica da região norte do Brasil e que deixa a boca levemente dormente. O arroz de Pato é um clássico da cozinha portuguesa e muito fácil de ser preparado por qualquer dona de casa. Você vai precisar de: 01 pato inteiro; 03 cebolas cortadas em cubos grandes, 01 cenoura grande em cubos, 05 dentes de alho picados, 01 maço de salsa picada, ½ garrafa de vinho branco seco, 01 chouriço português – na falta use uma linguiça Blumenau sem a pele, um bom maço e aspargos, 500 gramas de arroz parboilizado. Modo de fazer: corte o pato nas juntas e refogue em uma panela funda, de preferência com azeite. Junte 02 cebolas e a cenoura e aloure. Ponha o vinho, os talos de salsa e as folhas de louro e deixe quase secar. Cubra com água e cozinhe até o pato ficar macio. Retire o pato, coe o caldo e reserve. Desfie o pato grosseiramente e reserve.  Limpe e cozinhe os aspargos e corte cada um em 5. Em uma panela esquente um pouco de azeite e frite levemente a linguiça cortada em rodelas, junte o alho e a cebola e refogue, coloque o arroz misture bem e ponha 1 litro de caldo. Quase ao final do cozimento junte a carne do pato e os aspargos, confira o tempero com sal e pimenta do reino branca, tampe a panela e desligue o fogo. Deixe assim por aproximadamente 30 minutos. Na hora de servir, esquente um copo do caldo de pato e coloque por cima. Rende aproximadamente 6 porções. Para acompanhar nada como um bom tinto português da região do Douro. Bom apetite!

Por

Renato Justo

Chef de cozinha

A prática do exercício físico contribuí também durante o tratamento de câncer

A atividade física promove o equilíbrio dos níveis de hormônios, reduz o tempo de trânsito gastrointestinal, fortalece as defesas do corpo e ajuda a manter o peso corporal adequado. Com isso, contribui para prevenir o câncer de intestino (cólon), endométrio (corpo do útero) e mama (pós-menopausa).

Conforme Battaglini et al. (2003), o exercício aumenta o volume cardíaco para suprir oxigênio e nutrientes e eliminar dióxido de carbono e resíduos metabólicos. Logo, o sistema respiratório lida com um aumento de trabalho, troca de oxigênio e gás carbônico entre sangue e atmosfera seguido do sistema nervoso e vários hormônios, que têm de integrar a resposta do organismo ao exercício e regular as mudanças metabólicas que ocorrem nos músculos e em outros tecidos.

Entretanto, para que o exercício seja efetivo e seguro nessa população, ele deve ser prescrito respeitando princípios como individualidade, tipo, intensidade, frequência e duração do exercício, incluindo no programa de treinamento tanto componentes anaeróbios quanto aeróbios.

Considera-se, portanto, que a prática de exercício físico durante o tratamento de câncer contribuiu com melhorias dos aspectos psicológico, social e físico, porém é importante considerar quais práticas podem ser desenvolvidas com esse público e em qual momento do tratamento essas podem ser inseridas.

Sempre com acompanhamento profissional capacitado.

Por

Raphael Mello Block 

(CREF-4547/SC)

Studio Top Physical

Personal Trainer & Ginástica Laboral

http://www.topphysical.com.br

fanpage:/studiotopphysical

47 3348-2424 (Agende a sua visita)

Rua: Lauro Muller, 863, Fazenda – Itajaí – SC

QUANDO PROCURAR UM ESPECIALISTA EM RINOPLASTIA?

Você sabe quando é indicado procurar um especialista em rinoplastia? Aquele desconforto para respirar, ou mesmo o incômodo com a aparência, muitas vezes é negligenciado. Mas, se você percebe que esses sintomas não vão embora, pode ser que tenha chegado o momento de pensar em resolver.

Em minha experiência como cirurgião, posso afirmar que a maior par te dos casos de cirurgia na região do nariz resolve problemas funcionais e estéticos. Se a funcionalidade conta com algum problema, provavelmente o nariz tem uma aparência que incomoda a pessoa.

A maioria dos problemas funcionais está relacionada com a obstrução nasal. Ou seja, a dificuldade para respirar e o ronco. Outro caso são os sintomas intensos de rinite e sinusite.

Os pacientes que procuram a rinoplastia para fins estéticos contam normalmente com o nariz desproporcional em relação ao rosto. Uma das queixas mais comuns é do dorso grande
do nariz acompanhado de uma ponta caída. Outra desproporção bastante comum é o nariz com a ponta afundada e abas mais largas, vulgarmente chamado “nariz de batata”. No en-
tanto, o tipo de nariz que mais incomoda, tanto na parte estética como na funcional, são os tipos tortos para algum lado.

A partir do momento em que se nota um incômodo constante relacionado à capacidade derespirar ou mesmo com a aparência, é preciso procurar um especialista nessa área. O nariz fica localizado bem no centro do rosto. Por isso, é considerada uma das cirurgias mais complexas que existem.

Antes de marcar a sua consulta com um cirurgião plástico, procure saber qual a sua for-
mação, em qual universidade estudou e em qual hospital concluiu a sua residência. Além
disso, é interessante verificar se o profissional é membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica – SBCP, e quais especializações ele possui. Todas essas informações eu disponibilizo em meu site.

Se você sofre com algum defeito físico ou funcional em seu nariz , agende uma consulta.
Você merece viver de bem com o espelho e com a sua saúde!

Por

Dr. Guilherme Luis Schmitt
Cirurgião Plástico CRM/SC 18.239
Especialista pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica

Itajaí
Riviera Business & Mall
(47) 3021-5921 | 99293-4020
Av. Osvaldo Reis, 3281 – Sala 1503 – Praia Brava

Gaspar
Atitude Centro Empresarial
(47) 3332-8286 | 98480-8286
Rua São José, 253

O tempo da criança

O desenvolvimento de cada criança tem forte ligação com o ambiente em que vive, as experiências que são vivenciadas, sua relação cultural e como a família se relaciona com ela. Ninguém é igual a ninguém, cada pessoa tem uma história.

Nesse contexto é preciso saber que cada criança tem seu tempo para aprender, seu ritmo individual. E ao se tratar de educação não existe receita pronta, mas existem sim, caminhos que possam ser seguidos de forma a contribuir com o compasso de aprendizado de cada criança.

A escola deve ser um ambiente em que todos devem ser tratados com igualdade e tenham as mesmas oportunidades. Oportunidades estas, que devem ser aplicadas de forma diferenciada, atendendo o ritmo de cada aluno. O acolhimento e o respeito às individualidades são fundamentais. A instituição deve estar preparada para proporcionar aos seus alunos esse olhar diferenciado desde a sua chegada. É necessária a busca por estratégias que melhore o desempenho daqueles que apresentam evolução mais lenta. Trabalhos de grupo, duplas, atividades e ambientes diferenciados, teatro, música, jogos… São alguns exemplos de estratégias que o professor pode usar para lidar com esse tipo de situação.

O fato é que os profissionais da educação precisam estar atentos, respeitando a personalidade e a forma de aprendizagem de cada criança. Educadores devem estimular e incentivar as conquistas e superações das crianças, como também instigar sua curiosidade natural, sobre o mundo que as cercam.

Segundo Paulo Freire, “ensinar não é transferir conhecimento, mas criar possibilidades para sua própria produção ou sua construção”. É preciso sensibilidade e tato para ter um olhar individualizado sobre a meninada.

Por

Susana Mara Nunes

Coordenadora Pedagógica

Pintando O Sete

http://www.pintandoosete.net.br

(47)3344-1143

Rua: Lauro Muller, N1177 – Fazenda – Itajaí – Santa Catarina

 

Identidade olfativa

Agora a clínica Andy Ern tem um cheirinho especial para chamar de seu

Cada dia está mais comum as empresas quererem se conectar com os seus clientes, criarem afetividade e estar mais próximo.  Os cheiros conectam energias, trazem lembranças e boas memórias. É necessário saber que através de certos aromas podemos atrair o nosso público-alvo. Por isso, é necessário criar uma identidade olfativa.

Eu, como administradora da clínica penso em formas de deixar o nosso paciente ainda mais próximo. O aroma da sua empresa é que caracteriza uma marca ou estabelecimento e que evoca emoções toda vez que é percebido pelas pessoas que você definiu para chegar.

O aroma tem o poder de despertar sensações e criar laços afetivos. Hoje a Identidade Olfativa é parte importante para promover a fixação da imagem dos seus produtos e serviços na mente dos clientes.

Como parte da minha curadoria, eu escolhi toda nossa identidade olfativa e reestruturamos o uniforme dos nossos colaboradores. Confesso que já percebi uma mudança de humor incrível dentro da empresa, uma afinidade maior com nossos pacientes e uma positividade na hora de trabalhar.

Por

Thalyta Ern

Diretora da Clínica Andy Ern

Life coach e mentora humanizada ISOR

O poder da paz

Talvez poucas vezes na história a humanidade teve tanta oportunidade de Paz. Os meios de diálogo ao alcance da maioria, pelo menos dos que detém algum poder ou influência, se multiplicam diariamente com o avanço das tecnologias. A comunicação é instantânea em qualquer canto do planeta. A ciência faz descobertas maravilhosas e põe a serviço da qualidade da vida. A medicina só tem um limite, aliás eterno limite: o fim, a morte.

No entanto o que percebemos é a exacerbação dos conflitos em proporções imprevisíveis. No campo da política, da religião, da economia, até do esporte, a guerra reina soberana, deixando a paz num cantinho. As ideologias geram militantes ao invés de pacifistas. Divisão, provocação, corrupção, mentiras ditas com a maior cara lavada, e a verdadeira hipnose coletiva, a luta de classes. Só um lado tem razão. O santo vira bandido e o bandido vira santo. Poucos pensadores, muitos seguidores.

Parece que muitos seres humanos não amam a liberdade, sobretudo a de pensamento, e a entregam nas mãos de manipuladores inescrupulosos que sabem que estão mentindo, mas estão se dando bem com isso. Então seguem cegamente, repetem como seu o que alguém doutrinou. Quando é apenas no campo das ideias, passa, mas quando chega à prática, vira campo minado.

Para reinar a paz, duas coisas parecem fundamentais: primeiro, que cessem os manipuladores, os mentirosos, os que se fazem deuses e atraem rebanhos e mais rebanhos fiéis ao seu arbítrio. Segundo, que os seres humanos usem a liberdade e não se deixem manipular. A paz tem alguma chance? Bem, pelo menos dentro de nós que ela encontre abrigo. Alimentar o lobo bom. Não cair na falácia das ideologias. Não odiar. Praticar o bem. Essa é a bandeira. Paz!

Por

Ivo Fachini

Psicoterapeuta

http://www.ivofachini.com.br

Humanização – do gestar ao parto

O nascimento de um filho é sem dúvida um dos momentos mais marcantes da nossa vida. E eu digo isso porque tenho três lindas preciosidades, o Bernardo, a Beinha e a Betina, com apenas 4 meses de vida.

Mas eu sei também que durante essa linda espera pela qual passamos, muitas mulheres têm dúvidas, se questionam, sofrem com insegurança, porque tem medo do momento mais especial: o parto.

O receio de muitas pacientes é justamente com o investimento, os gastos para o bebê nascer e principalmente pela forma como serão atendidas. Como é um momento especial na vida da mulher, o que todas nós queremos e merecemos, é carinho, atenção, cuidados para que nosso baby venha ao mundo da forma como sonhamos… E isso vale para partos naturais, normais e cirúrgicos.

Quando se pensa em parto humanizado, muita gente ainda acredita que só é possível a humanização em partos naturais e normais, mas eu posso garantir a vocês, que qualquer tipo de parto, pode ser humanizado.

A principal crença está no parto cesariana, mas esse procedimento pode ser respeitoso, calmo, tranquilo e principalmente humanizado!

Para garantir que o parto seja diferenciado, algumas adequações precisam ser feitas na sala de parto, como: pouca luz, música calma e o mais importante: a retirada do baby de forma delicada.

Cada nascimento eu costumo chamar de milagre da vida, é a médica (o) que vai tocar primeiro no bebê, o seu bem mais precioso. Não só a obstetra, mas toda equipe deve estar afinada para proporcionar que esse seja um momento inesquecível e muito emocionante.

E depois que o bebê nascer, é hora dele ir para os braços da pessoa que mais o aguardou e o amou em seu ventre: a mamãe. O contato de mãe e filho, contato de pele, olhos nos olhos e de muito amor, logo após o nascimento é um benefício maravilhoso para ambos e deve ser feito mesmo na cesariana.

É meu dever e de toda (o) médica (o) obstetra garantir respeito e amor a todo nascimento!

Por

Mariana Benedet Ramos Eing 

CRM 13246

Ginecologia e obstetrícia