Workshop para Arquitetos

Os empresários Emerson Mafra e Jeniffer Müeller serão novamente anfitriões de um workshop voltado para profissionais do décor  O evento, que se repete anualmente, reúne os principais arquitetos, decoradores e designers de interiores catarinenses na loja Madeiro MDF, em Balneário Camboriú. Além de apresentar tendências e novidades do setor moveleiro, este ano o encontro tem o motivo festivo de anunciar a vinculação da Madeiro ao Núcleo de Decoração do Vale. O NDVale é hoje um dos maiores coletivos de profissionais e lojistas de decoração do Sul do país e passa a contar agora com a expertise da nova associada Madeiro. O workshop contará com a participação de representantes das marcas Guararapes, Blum, Häfele, Gabster, Eucatex e Zen. Paralelamente às palestras, será oferecido um coquetel com espumante e receitas da estação. O evento ocorre nesta quinta-feira (6) a partir das 19h30.

 

SERVIÇO

O quê? Workshop para Arquitetos Madeiro MDF

Quando? Quinta-feira, 6/8, a partir das 19h30

Onde? Madeiro MDF – Av. Marginal Oeste, 200 – Baln. Camboriú

Crédito:Ton Antony. / Crédito das fotos: Scheila Cardozo/Ton Certus

Gastronomia mexicana apimenta as noites no Wood’s Bar

BALNEÁRIO CAMBORIÚ (SC) – O Wood’s Baneário Camboriú investe no conforto e comodidade de seus clientes, e inovou ao agregar à casa noturna o restaurante mexicano Cabrones, localizado no primeiro piso da casa. O espaço acrescenta à balada o estilo descontraído cada vez mais popularizado entre os jovens que curtem a proposta dos food trucks. A ideia é que o público que visite o Wood’s tenha no próprio local a opção de comer algo saboroso, antes, durante ou após a balada, sem ter que perder muito tempo para poder aproveitar a festa. “É um diferencial poder combinar em um mesmo lugar o ambiente de festas e shows, com muita animação, e também ter o espaço para fazer uma pausa com opções que agradam a maioria dos paladares, que é rápido e com um preço justo”, avalia um dos sócios do Wood’s, Fabiano Steil.

A ideia de abrir a franquia do Cabrones Cocina Mexicana veio para fortalecer a marca regionalmente. A rede apresenta um serviço padronizado, de acordo com o conceito de oferecer uma comida rápida, de excelente qualidade e com custo baixo. “A formatação da unidade Wood’s é idêntica ao que já usamos. O atendimento é com senha, sem garçons, com lanches servidos em embalagens individuais e talheres descartáveis”, revela o sócio do Cabrones, Rodrigo  Mendes. No Wood’s, serão oferecidas oito opções no cardápio que contemplam nachos e quesadillas. O espaço tem capacidade para atender até 70 pessoas, sendo 45 lugares para sentar.

download

Crédito: Patrícia Wippel, Oficina das Palavras. / Imagem: Divulgação.

Trousseau desembarca em Balneário Camboriú

Uma noite regada a Veuve Clicquot e macarons marcou a inauguração da Marra Home Exclusivite Trousseau, em Balneário Camboriú, na última semana. A festa ainda contou com as charmosas águas aromatizadas pela convidada Michelle Montegutte e a Lista Vip, para apenas doze convidadas ficou a cargo do promoter Alex Ferrer.

A loja fica no térreo do suntuoso Edifício Millenium, na Avenida Atlântica. Quem comanda o espaço é a empresária Marraiana Perez que já possui a mesma loja em Jurerê Internacional.

Sobre Trousseau

Fundada pelo casal Adriana e Romeu Trussardi Neto em 1991, a Trousseau é uma das empresas de maior prestígio no segmento e reconhecida pelos produtos que valorizam os materiais nobres e a riqueza de detalhes. Além do mix de produtos premium, a proposta da marca é apresentar atendimento personalizado e ambientação compatíveis com a exigência dos clientes, que buscam itens sofisticados fora do país ou optam por peças sob encomenda.

Atualmente, conta com 250 colaboradores em 25 lojas próprias (São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Brasília e Curitiba) e está presente em outras cidades do Brasil através de operações multimarcas e Exclusivites, além da loja virtual www.trousseau.com.br. Ainda possui loja em Miami, nos Estados Unidos.

Crédito: Alex Ferrer, Agência A./ Fotos: Heloísa Wagner.

Balneário Saboroso fecha 6ª edição com mais de 12 mil menus vendidos e recorde de público na programação paralela

Com recorde de menus vendidos, aula show e palestras esgotadas, além de um público cada vez mais cativo, a 6ª edição do Festival Gastronômico Balneário Saboroso quebrou mais uma vez todos os recordes de público. Foram 12.331 menus vendidos nos 35 restaurantes participantes desta edição, um aumento de  60% se comparado ao evento em 2014.

 

Ano após ano o festival vem se consolidando no calendário como um dos melhores Festivais de Santa Catarina, alcançando um público cada vez maior e mais variado, além de um número crescente de estabelecimentos gastronômicos se envolvendo com o projeto. Para a Presidente do Balneário Camboriú Convention & Visitors Bureau, Margot Rosenbrock Libório, após a reformulação do formato do festival, que aconteceu em 2013, já existe uma expectativa do morador local e do turista em torno do evento. A criação de uma data fixa para o evento, que acontece durante o mês de aniversário da cidade, e sua reinvenção constante, liderada pelo comitê organizador, composto por empresários do ramo, também são fatores que contribuíram para o sucesso crescente.

 

O proprietário do Guka Pub Gourmet, Gelson Luiz Caus, foi um dos empresários que se surpreenderam com a procura do público pelo menu desenvolvido para o Saboroso. Neste ano, seu restaurante vendeu quase seis vezes mais que na edição passada.  “Foi muito além das nossas expectativas. Acreditamos que esse sucesso seja reflexo do nosso esforço em oferecer um menu de qualidade e também do trabalho do Convention na concepção do projeto e divulgação, pois as pessoas vinham até o Guka para provar o Saboroso. Tanto que durante o período do festival,o 2º prato mais vendido foi pedido apenas sete vezes”, destaca.

 

Ele ainda conta que o restaurante apostou todas as fichas no Festival Gastronômico, que serviu de termômetro para a proposta de lançar um cardápio voltado para risotos. Gelson ainda afirma que é visível a evolução do Balneário Saboroso, que a cada ano cresce, torna-se ainda mais profissional e diz que, com toda certeza, o seu estabelecimento é presença confirmada na edição de 2016.

 

O Prefeito de Balneário Camboriú, Edson Renato Dias, afirma que o município apoia o evento pela seriedade do projeto e pelo trabalho que a entidade vem desenvolvendo através da sua diretoria. “A gente acredita no Balneário Saboroso. O evento vem para somar uma gastronomia que está cada vez mais qualificada e em um momento onde a movimentação não é das maiores”, afirma.

 

O Balneário Saboroso é uma iniciativa do Balneário Camboriú Convention & Visitors Bureau e contou com o patrocínio da Decanter e da Embraed Empreendimentos, além dos seguintes apoiadores: Secretaria de Estado de Turismo, Cultura e Esportes, Prefeitura Municipal de Balneário Camboriú – através da Secretaria de Turismo,  SEBRAE Santa Catarina, UNIVALI – através do Curso de Gastronomia, Infinity Blue Resort & Spa, Das Bier Cervejaria e RGB Arte e Ação.

Crédito: Roberta Watzko. / Imagens: Luciano Dias.

Gluteoplastia

Cirurgia de aumento der glúteos conquista cada vez mais mulheres

Que mulher não gostaria de ter um bumbum durinho e com um formato arredondado? Quando a genética não ajuda e a malhação não consegue dar jeito, a cirurgia plástica pode ser uma solução com resultados satisfatórios e duradouros.

Quem explica é o cirurgião plástico Dr. Andy Ern, membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica e que comanda a Clínica Andy Ern, em Itajaí. “A cirurgia de gluteoplastia é uma cirurgia que serve para o aumento do glúteo, onde geralmente implantamos uma prótese de silicone na região intramuscular para proporcionar o aumento do glúteo e a melhora do contorno desta região”, explica Dr. Andy.

Além da prótese, existem outros procedimentos, segundo o cirurgião. Um deles é o enxerto de gordura, ou lipoescultura, onde é retirada gordura de uma parte do corpo e injetada no glúteo. Mas essa cirurgia tem algumas limitações, conforme acrescenta o médico, principalmente nos casos de pacientes com pouca gordura e pacientes com bastante déficit de musculatura na região glútea, porque a quantidade de gordura colocada tem que ser maior e isso aumenta os riscos no procedimento.

A gluteoplastia é indicada para pacientes que tem pouco glúteo ou pouco desenvolvimento da musculatura, pois a cirurgia proporciona um aumento mais homogêneo dessa região.  “A gordura, em alguns casos, pode ter um índice de absorção alto, em torno de 50 até 80% do que é injetado, pode ser absorvido. Então numa paciente que tem pouco bumbum, o indicado é fazer a colocação de uma prótese, onde saberemos exatamente que quantidade colocar para um melhor preenchimento”, avalia o cirurgião.

 

A PRÓTESE GLÚTEA

A prótese de glúteo é feita por uma cápsula de silicone, que reveste o implante, e por dentro ela é composta de um gel de silicone de alta coesividade, um pouco mais espesso e duro do que o gel de silicone usado nas mamas. Isso melhora o contorno da região, pela própria densidade do material.

 

FORMATOS DAS PRÓTESES

Existem dois formatos básicos de próteses de glúteos: a redonda, com um diâmetro maior e a oval, uma prótese indicada para quem tem alguma depressão, ou uma diminuição de volume mais na região lateral do glúteo. “Essa prótese se adapta melhor nessa região do glúteo, melhorando o aspecto de afundamento lateral, em mulheres com pouca musculatura”, explica o Dr. Andy Ern.

 

VOLUME

Segundo o cirurgião plástico, o formato e o tamanho são individualizados, portanto é preciso avaliar paciente por paciente, para ver qual o formato do glúteo e o tamanho da musculatura, já que hoje as próteses são colocadas intramuscular, ou seja, dentro do músculo. “Hoje os tamanhos variam de 200 a 350 ml e são estes os mais indicados para o aumento de bumbum”, informa Dr. Andy.

 

RECOMENDAÇÕES

Para realizar uma cirurgia de gluteoplastia os cuidados começam já no pré-operatório, com a escolha do cirurgião, que deve ser membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica e ter bastante experiência neste tipo de procedimento. “Recomendo no pré-operatório que o paciente faça uma série de exames, como cardiológico e exame de sangue, para ver se ele não tem nenhuma condição prévia que prejudique seu procedimento cirúrgico”, observa o cirurgião.

Já no pós-operatório é necessário seguir todas as recomendações do médico, inclusive quanto ao repouso, que deve ser maior que uma cirurgia de prótese de mamas, mas sem deixar de movimentar os membros inferiores, não deixando as pernas muito paradas, até pra não ter problemas circulatórios. Com qualquer tipo de procedimento, Dr. Andy explica que a cirurgia de gluteoplastia também pode apresentar complicações. “O conselho é que após o procedimento a paciente se movimente, não ficando muito parada, ou seja, fazendo repouso, mas não esquecendo de se movimentar, para evitar outros problemas como a trombose, por exemplo”.

 

CUIDADOS

O pós-operatório é de mais ou menos 30 dias, sendo que nos primeiros 15 a 20 dias a paciente deve ficar em repouso, mas não é absoluto, procurando caminhar para evitar problemas circulatórios. Os exercícios físicos só serão liberados pelo médico. Cuidados também com os curativos. “No começo eles são feitos de 3 a 4 dias no consultório do cirurgião e posteriormente são feitos em casa, principalmente depois de 20 dias da cirurgia”, esclarece o médico.

Sobre a posição indicada para se ficar no pós operatório, Dr. Andy explica que a paciente até pode ficar sentada, mas geralmente é indicado um colchão “caixa de ovo’, que possui pequenas perfurações, para que a paciente possa sentar sem causar pressão sob a região operada.

 

RESULTADOS

De acordo com o cirurgião, os resultados são bons desde que sejam indicados corretamente, para casos onde há pouco glúteo e o tamanho escolhido de prótese seja o adequado. “Se todas as recomendações forem seguidas, o grau alto de satisfação entre as pacientes é bastante grande”, finaliza o médico.

 

Crédito: Alex Ferrer, Agência A. /  Fotos: Divulgação e Agência A ( Dr. Andy Ern).

Sem desculpas para emagrecer!

Você sabia que no inverno a queima calórica é até 10% maior?

 

Que o frio deixa todo mundo mais preguiçoso é verdade, afinal só de pensar em sair da cama tem muita gente que prefere virar pro lado e voltar a dormir. Malhar então? Nem pensar!!!

A velha teoria que diz que no frio a gente sempre engorda e que antes do verão se corre atrás do prejuízo parece fazer parte do calendário anual de muita gente. E é aí que mora o perigo.

Com temperaturas mais baixas, buscamos alimentos mais calóricos e é assim que ganhamos uns quilinhos extras, mas, segundo o médico do esporte, Dr. Fernando Querne, para quem acha difícil emagrecer no inverno, saiba que o frio pode ser um grande aliado.

Segundo o médico, que atende na Clínica Conceitualle, com a temperaturas mais baixas o organismo precisa se manter aquecido e, portanto, acelera o nosso metabolismo, aumentando o gasto calórico em até 10% nessa época do ano. “O corpo precisa manter sempre a temperatura interna e com o frio, para conseguir equilibrá-la, é preciso queimar mais combustível”, explica o Dr. Fernando. A dica, segundo ele, é restringir o consumo de calorias e gorduras, porque assim, o corpo terá que gastar o que está guardado para produzir calor.

Se você não quer meter o pé na jaca e sair comendo tudo que vê pela frente, os cuidados com a alimentação devem ser redobrados nos dias frios, para manter tanto o peso quanto a saúde em dia. Como? Procure receitas lights dos pratos prediletos do inverno, como o fondue, a feijoada, sopas, cremes e chocolate quente.

As atividades físicas também não podem ser uma rotina apenas nos meses mais quentes. Mantenha o hábito pelo menos 3 vezes por semana, variando entre aeróbicos e musculação.

“Deve-se ter a consciência de que o simples fato de estarmos no inverno não fará com que você emagreça.”, explica o Dr. Fernando Querne.

– É necessário colaborar com o organismo, regulando-o para queimar corretamente as gorduras: a chamada reeducação metabólica. Normalmente, o que acontece é que muitas pessoas não gostam do frio e acabam descontando isso na comida. Cuidado! Como no inverno utilizam-se várias camadas de roupa, as gorduras acumuladas vão ficando escondidas e muitas vezes não percebe-se o quanto se está engordando, – adverte o médico.

Crédito: Alex Ferrer, Agencia A. /  Fotos: Divulgação.

Curso ensina a preparar receitas de papinhas nutritivas e ciclo para prevenir alergias alimentares

A introdução correta dos alimentos na fase das papinhas ajuda a prevenir alergias alimentares

carlosalves_eventosemfotos-20165

Nutricionista Carolina Sommerfeld, especialista em Nutrição Materno – Infantil

 

Hoje em dia, a alimentação da população em geral é muito industrializada e usa muitos aditivos químicos, agrotóxicos, o que pode ser uma das causas do aumento das reações adversas aos alimentos: as alergias e intolerância a alimentos.

É estimado que 1/4 da população já passou por um episódio de reação adversa a algum alimento, sendo que a alergia alimentar (AA) é o tipo que ocorre com mais frequência em crianças abaixo de 3 anos (10-15%), (Sanchez, 2013).

A inclusão da papinha na alimentação é um processo de grande importância na prevenção de alergias alimentares apresentadas na infância. É o que afirma a nutricionista Carolina Theilacker Sommerfeld, especialista em Nutrição Funcional e Infantil.

 

As alergias surgem de um grupo de 8 alimentos que são mais alergênicos (leite de vaca, trigo, ovo, amendoim, castanhas, peixes e frutos do mar), devido à sua composição altamente proteica.

A alergia alimentar geralmente começa na infância, mas  a forma como cada um dos alimentos considerados mais alergênicos são apresentados para os bebês, pode auxiliar bastante no diagnóstico e na prevenção de alergias alimentares. De acordo com a nutricionista Carolina Sommerfeld, muitas crianças se livram das alergias conforme envelhecem, mas algumas alergias podem durar a vida toda.

O programa Mamães em Treinamento da Clínica Finestética promove no dia 11 de agosto a segunda edição do curso Cozinhe para seu bebê. O workshop será ministrado pela nutricionista Carolina Theilacker Sommerfeld.

 

No curso, gestantes, mamães, papais, babás e demais interessados vão aprender receitas doces e salgadas, técnicas de armazenamento, combinação de alimentos e muitas dicas para o preparo da papinha ideal para o bebê, em cada fase da primeira infância. Além, o workshop trará orientações para a prevenção de alergias alimentares.

 

O curso acontece no restaurante Hortelã Pimenta, na Praia dos Amores, em Balneário Camboriú, a partir das 18:30 horas. Ao final do curso, haverá degustação e os participantes ganharão um livro de receitas.

 

 

 

Serviço: Curso de Papinhas – Cozinhe para seu bebê

Data: 11 de agosto às 18:30 hs

Local: Restaurante Hortelã Pimenta

Informações e inscrições: Clínica Finestética nos telefones (47) 3046-1746 / 9640-3838 ou  por e-mail: finestetica@gmail.com

Texto: Walkiria Verkade, Assessora de Comunicação da Finestética. / Fotos: Carlos Alberto Alves.

Cuidado com o suplemento de cálcio que você ingere

100% natural, suplemento de cálcio procedente de algas marinhas tem maior absorção e não traz riscos ao coração, como outros encontrados no mercado

Os minerais são tão fundamentais para o nosso organismo quanto as próprias vitaminas e proteínas. O cálcio, por exemplo, é um nutriente essencial para manter os ossos fortes por toda a vida, além de ter papel de destaque em outras funções vitais, como as batidas do coração.

O ritmo de vida corrido das grandes cidades e o alto consumo de alimentos processados e industrializados contribuem para uma alimentação acidificante que “rouba” o cálcio do organismo. Por isso, manter hábitos saudáveis e uma alimentação balanceada são excelentes maneiras de obter os minerais essenciais para o bom funcionamento do corpo. Isso, no entanto, não é suficiente.

O estudo Concentrações de Cálcio e de Magnésio em Alguns Alimentos Consumidos no Brasil, feito por Kátia Silva Ferreira, nutricionista da Universidade Estadual do Norte Fluminense, concluiu que “os alimentos de origem vegetal, como tubérculos e raízes, com poucas exceções, apresentam teores de cálcio e de magnésio correspondentes a somente 10%, ou menos, da ingestão diária recomendada (IDR) para o ser humano”. Portanto, do ponto de vista nutricional, esses alimentos oferecem quantidades insuficientes de cálcio e outros minerais.

Deste modo, a suplementação de cálcio e demais minerais é uma forte aliada à saúde. O médico endocrinologista e geriatra Jorge Jamili recomenda o consumo de suplemento de cálcio ao longo de toda a vida, uma vez que 90% dos ossos têm sua formação concluída na adolescência, e, a partir dos 35 anos, a perda do cálcio se torna mais intensa, levando a uma redução de até 8% da massa óssea a cada década. “Para as mulheres de 19 a 50 anos e homens de 19 a 70, a dose diária recomendada é de 1.000 mg/dia. Mulheres com mais de 50 anos e homens acima de 70 requerem 1.200 mg/dia”, diz o especialista.

Mas é preciso estar atento quanto à origem desse cálcio. Um estudo alemão mostrou que pessoas que tomam suplemento de cálcio têm 86% mais chances de apresentarem problemas cardíacos devido ao depósito nas artérias dos resíduos não absorvidos ou eliminados.

“A suplementação é fundamental, mas é preciso cuidado! A maioria dos suplementos à venda no mercado traz o cálcio sintético ou cálcio de ostra, de origem animal. São produtos mais baratos e muito consumidos, que podem causar riscos à saúde sem que as pessoas saibam disso. Cálcio e outros minerais isolados inorgânicos, moleculares ou quelados podem provocar alergias e eventuais depósitos nas artérias e articulações”, explica o químico José Celso Guimarães, responsável técnico da Phosther Algamar.

Alguns médicos vêm até mesmo desencorajando a suplementação de cálcio por causa dos riscos cardíacos. A boa notícia é que existe uma alternativa saudável para a suplementação de cálcio e outros minerais, que é procedente das algas marinhas. Essa fonte de cálcio, ainda não muito conhecida, é 100% natural, não traz riscos à saúde e ainda tem maior poder de absorção no organismo.

Um outro estudo, este publicado na revista científica Agro-Food-Industry Hi-Tech, na França, comprovou os diferentes graus de absorção de cálcio, a partir de variadas fontes. A pesquisa mostrou que o cálcio proveniente de algas marinhas, de origem vegetal, é 96% absorvido pelo corpo, contra 67% do cálcio da dolomita, de origem mineral; e 61% do cálcio de ostra, de origem animal.

“Há no mercado diversos tipos de suplementos de cálcio de origem animal, mineral, sintético e vegetal. Este último é extraído das algas e, por ser um repositor natural, é o único que oferece segurança à saúde porque seus elementos são organizados harmonicamente pela própria alga sem que haja conflito, sendo absorvido em sua quase totalidade pelo organismo”, explica Dr. Jorge Jamili.

Produzido no Brasil, o Vitalidade é um suplemento multimineral feito à base de algas marinhas que tem em sua composição 74 minerais, como cálcio, magnésio, manganês, cromo, zinco, ferro, cobre, entre outros necessários para prevenir doenças e manter o corpo saudável. Seu diferencial com relação aos outros suplementos é que ele não causa efeitos nocivos à saúde, pois é 100% natural e, além disso, por ser de origem vegetal, possui altíssimo grau de absorção (90%) e biodisponibilidade no organismo (capacidade de integração dos minerais ao sistema do corpo humano), reduzindo assim os riscos de desenvolvimento de problemas cardíacos ao não produzir resíduos ou depósitos nas artérias.

Pesquisa realizada pelo Instituto de Ciências Biológicas da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) comprovou que o suplemento Vitalidade, além de diversos minerais em sua composição, tem também a presença de polissacarídeos, que auxiliam no combate aos processos inflamatórios.

Crédito: Assessoria de imprensa da Phosther Algamar.

Calcio-700x499

A vilã do diabetes: hipoglicemia noturna

Entenda porque o baixo nível de açúcar no sangue pode ser tão perigoso

O quadro de hipoglicemia se caracteriza pelo baixo nível de açúcar (glicose) no sangue e é uma das principais complicações para quem sofre com o diabetes, doença que atinge 11,6 milhões de brasileiros adultos, segundo aSociedade Brasileira de Diabetes.

A hipoglicemia pode acometer qualquer pessoa, porém os portadores de diabetes são mais vulneráveis por conta da disfunção na produção da insulina. “Para controlar esse sintoma, alguns hábitos podem ser revistos para que o paciente controle os níveis de açúcar no sangue e, assim, evite a hipoglicemia”, comenta Dra. Priscilla Mattar, endocrinologista e gerente médica da Novo Nordisk no Brasil. Entre eles, evitar o jejum, respeitando os horários corretos das refeições, não praticar atividades físicas sem ter se alimentado, seguir corretamente as doses de insulinas ou medicamentos orais e evitar consumo de álcool.

“A hipoglicemia noturna é a vilã de quem tem diabetes. O quadro, que assusta pacientes e quem convive com eles, pode ser fatal caso a glicose não seja reposta imediatamente”, complementa a Dra. Priscilla. Para evitar o problema, além do controle dos níveis de açúcar no sangue, é possível contar com medicamentos. “A degludeca é uma insulina de ultralonga duração, que proporciona até 42 horas de cobertura¹, e reduz em 25% o risco de hipoglicemia noturna em diabetes tipo 1² e em 43% nos diabéticos tipo 2³”, completa.

Além de mais tempo de ação, esse cuidado dá mais segurança para o paciente e para a pessoa que convive com ela. “Hoje muitas pessoas que têm diabetes não dormem fora de casa ou viajam sozinhas por receio caso tenham algum episódio de hipoglicemia grave durante a noite.  A redução dos episódios de hipoglicemia traz mais segurança e confiança ao paciente”, finaliza a médica.

Por isso, importante ficar atento aos sinais de hipoglicemia, como sensação de tremores, fraqueza, fome, suor frio, nervosismo e/ou sonolência, confusão mental, agressividade ou desmaio. Seguindo todos esses cuidados e sinais de atenção, é possível conviver com a doença e ter o tratamento adequado.

Sobre o diabetes

O diabetes ocorre quando o pâncreas perde a capacidade de produzir insulina ou a produz de forma insuficiente, ou ainda quando há alteração da ação desta insulina no organismo. Estas alterações na produção ou ação da insulina causam aumento da glicemia (açúcar no sangue). A insulina é essencial para o bom funcionamento do organismo, já que é um hormônio que age transportando a glicose do sangue (absorvida na alimentação) para dentro da célula, servindo como fonte de energia4.

Existem tipos diferentes de diabetes. São eles:

Tipo 1

Na maioria dos casos, trata-se de uma doença autoimune, caracterizada pela destruição das células beta do pâncreas, responsáveis pela produção de insulina. Este tipo é geralmente diagnosticado ainda na infância ou adolescência, mas pode surgir também em outras faixas etárias.

Tipo 2

É o mais comum e corresponde a 90% dos casos. Ocorre pela inexistência, insuficiência ou resistência à insulina (ação alterada da insulina). Cerca de 50% dos portadores de diabetes tipo 2 não sabem de sua condição, justamente pelos poucos sintomas que apresentam no início da doença.

1. Haahr, Hanne , Heise, Tim
Clinical Pharmacokinetics, 2014, Vol.53(9), pp.787-800
2. Heller S, et al. Insulin degludec, an ultra-long-acting basal insulin, versus insulin glargine in basal-bolus treatment with mealtime insulin aspart in type 1 diabetes (BEGIN Basal-Bolus Type 1): a phase 3, randomised, open-label, treat-to-target non-inferiority trial. Lancet. 2012;379:1489–97.
3. Rodbard HW, Cariou B, Zinman B, Handelsman Y, Philis-Tsimikas A, Skjøth TV, Rana A, Mathieu C; BEGIN Once Long Trial Investigators. Comparison of insulin degludec with insulin glargine in insulin-naive subjects with Type 2 diabetes: a 2-year randomized, treat-to-target trial. Diabet Med. 2013 Nov;30(11):1298-304.
4. Diretrizes da Sociedade Brasileira de Diabetes 2013-2014

Sobre a Novo Nordisk

Sediada na Dinamarca, a Novo Nordisk é uma empresa global de cuidados com a saúde, com mais de 90 anos de inovação e liderança no tratamento do diabetes. A empresa também tem posições de liderança em cuidados com a hemofilia, distúrbios de crescimento e terapias de reposição hormonal. A Novo Nordisk emprega cerca de 40.700 funcionários em 75 afiliadas e comercializa seus produtos em mais de 180 países. Para mais informações, visite o sitewww.novonordisk.com.br.

Crédito: Paula Patari

diabetic

Exposição frequente a barulhos pode causar perda auditiva irreversível

Liquidificador, aspirador de pó, máquina de lavar. Mesmo sem sair de casa, todas as pessoas estão, frequentemente, expostas a ruídos nada agradáveis. Além disso, ainda há o som das ruas e também os barulhos produzidos no ambiente de trabalho, o que, somado ao longo de anos, pode desencadear problemas auditivos irreversíveis em quem não toma precauções diárias.

 

Segundo o otorrinolaringologista Marcio Freitas, alguns sinais indicam que a exposição ao ruído está excessiva e, dessa forma, tende a causar prejuízos. “É preciso ficar alerta quando escutamos zumbido, tontura, piora gradativa da audição e irritabilidade após escutarmos barulhos intensos”, explica.

 

O médico ressalta que, em geral, sons com intensidade superior a 80 decibéis causam problemas. Como meio de controle, existe uma tabela usada para limitar o volume de equipamentos de som, aparelhos eletrodomésticos e máquinas em geral. Ela também regulamenta o barulho presente em fábricas, por exemplo.

 

Conforme Freitas, as empresas têm que, obrigatoriamente, medir a intensidade de ruído ao que os funcionários ficam expostos. Essa avaliação deve ser realizada por um técnico do trabalho utilizando o decibelímetro. Em ambientes nos quais é constatado barulho acima dos 80 decibéis os colaboradores precisam usar protetores para evitar prejuízos auditivos.

 

Ele ainda chama atenção para o exagero do volume de aparelhos de uso doméstico, principalmente, aqueles conectados a fones de ouvido. Com o passar do tempo e de forma gradual, eles também causam perda auditiva. “É sempre indicado reduzir a exposição e respeitar os limites de decibéis indicados pelos especialistas”, avisa.

 

Saiba mais

Estima-se que, no Brasil, cerca de 15 milhões de pessoas possuem deficiência auditiva. No mundo, 10% da população são afetados pelo problema. Segundo estudos, 30% a 35% dos casos de perda auditiva são decorrentes da exposição a sons intensos, sejam eles em ambiente profissional ou em lazer (como shows ou aparelhos eletrônicos).

 

 

Sobre Marcio Freitas

Marcio Freitas possui graduação na Faculdade de Ciências Médicas e residência de Otorrinolaringologia, ambas pela Santa Casa de São Paulo. O médico atua em Jaraguá do Sul há 13 anos e integra o corpo clínico dos hospitais São José e Jaraguá. É também membro da Academia Brasileira de Otorrino e Cirurgia Cervico-Facial e da Academia Brasileira de Cirurgia Plástica da Face. Além disso, conta com Mini-Fellow em Cirurgia Plástica da Face e Cosmetologia pela University Of Miami (Muller School of Medicine). Ele atende na Clínica Dr. Marcio Freitas, na Rua Donaldo Gehring, 106, no Centro. Mais informações podem ser obtidas no site www.drmarciofreitas.com.br. O especialista também está no Facebook.

Fonte: Marcio Freitas – (47) 3371-6777

Crédito: Equipe Entrelinhas.

Marcio Freitas 3 - divulgação Entrelinhas