Tons amadeirados aquecem e marcam o ambiente de Natália Xavier na CASACOR SC

Mostra segue até 30 de outubro, em Florianópolis

Para sua quarta participação na CASACOR SC, a arquiteta de Balneário Camboriú, Natália Xavier apostou na cor vinho de mesa com textura envelhecida e tons amadeirados para aquecer e compor seu ambiente, um loft com 58 m².

Batizado de Devaneios, o projeto foi inspirado num jovem advogado, com seus sonhos e utopias. Visitantes sentirão que há leveza no espaço criado, desmistificando o olhar mais sisudo que a profissão atraia antigamente, quando um advogado tinha uma imagem mais austera e era visto como uma autoridade constante. “A palavra aqui é relaxar”, diz Natália.

Com esta visão ela quer tornar as obrigações do dia a dia de uma profissão estressante, em um espaço de refúgio para o profissional, que gosta de receber e curtir os amigos, música, vinho, arte, gosta de sofisticação e é muito vaidoso. Sai o terno, entra o momento relax.

O nome Devaneios foi inspirado na ideia de que a casa é nosso canto no mundo, onde abriga o devaneio, protege o sonhador, e nos permite sonhar em paz.

O desejo de proteger a atmosfera original deste loft foi o objetivo principal do projeto, onde clássico e contemporâneo se fundem valorizando o patrimônio tombado com elementos naturais. A proposta mantém o layout o mais integrado possível, e ainda funcional. O apelo histórico que a sede desta edição traz, a Escola Silveira de Souza, contribui pra isso.

A cor forte “Vinho de mesa” da Tintas Coral marca presença. Paredes envelhecidas deixaram de ser indicativo de abandono para entrar como uma das tendências mais originais de interiores estilizados, do contemporâneo ao antigo. Graças a este efeito, as paredes ganham profundidade e expressão, tornando-se uma decoração essencial em momentos certos e isolados para não tirar a elegância do espaço. Contrastando com os tons vinho e amadeirados, entram as madeiras em jequitibá, tapetes em tons crus, roupas de cama claras e cortinas brancas, que compõem com leveza e aconchego um espaço que promete relaxar o visitante.

“Durante a pandemia, muitas pessoas passaram a trabalhar em casa. Isso aconteceu também com advogados, profissão que inspirou este loft, porque reuniões e audiências passaram para o online, e pensando naqueles que moram em espaços pequenos, como um loft, por exemplo, resolvi criar um espaço que favorecesse a saúde mental. Essa é a identidade deste projeto, mostrar que espaços compactos, podem unir trabalho e bem-estar, por isso o uso de elementos e texturas naturais favorece o uso do espaço de maneira saudável”, explica Natália.

Formas orgânicas e o respeito a um acabamento que valoriza a naturalidade dos materiais como eles são, instigam a memória afetiva do morador, onde os elementos promovem emoções como satisfação, bom-humor e entusiasmo.

Utilizando o estilo contemporâneo, peças de designers como Aristeu Pires, Inês Schertel e Victor Vasconcelos foram adicionadas, parceria com a Autoria Design. A escolha de peças de artesanatos com a composição da madeira residual e o design biofílico presenteiam o espaço garantindo aconchego e a desconexão com o mundo exterior.

Como o ambiente do mini loft é compacto, priorizou-se por elementos que otimizem ao máximo uma planta livre, buscando oferecer harmonia e saúde mental em pequenos espaços.

Sem deixar de lado a arte, a Arquiteta trouxe para o projeto duas composições de quadros “Memórias”, do artista baiano Irley de Jesus, para instigar a memória afetiva de todos que as contemplarem, levantando a condição de um ambiente a partir de uma interpretação poética e também material.

A paleta de cores aplicada nas telas conversa com os tons amadeirados e vinho presentes nas paredes.

O loft compacto foi dividido em cozinha, com mobiliário multifuncional, sala, onde Natália investiu em materiais sustentáveis e quarto, onde o diferencial são as texturas e tecidos que despertam o tato e a visão. A decoração, ponto forte em seus projetos, traz elementos repletos de história, cuja ideia é elevar a memória afetiva de quem passar pelo ambiente.

Foto: 145: Carlos Alves

Fotos: 0123 / 0133: Bruna Mateus

Demais fotos: Denilson Machado

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s